Azia – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Azia – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Azia – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos desta condição. Além disso, a Azia não é apenas um desconforto, como muitos pensam, mas sim uma doença que se chama “doença do Refluxo Gastroesofágico” e se se apresenta como uma forte dor em baixo do peito.

azia

Para muitos não é claro as causas, sintomas e tratamentos da Azia. Devido a recorrentes dúvidas acerca dessa doença, decidimos esclarecer de forma popular: as causas, os sintomas e o tratamento da Azia.

Quem nunca ficou indisposta ou sentindo aquela queimação desconfortável após abusar de alimentos mais pesados ou gordurosos? Apesar de ser algo comum em algumas ocasiões, a ardência e a queimação na região do peito e garganta, sintomas da Azia, não podem ser simplesmente ignoradas, principalmente por quem sente os sintomas com frequência.

O que é Azia?

Ela é uma forma de indigestão desconfortável que provoca sensações de queimação no peito ou parte superior do abdômen. Esse problema afeta milhões de pessoas todos os dias, mas pode ser tratado com ajustes na dieta.

Os episódios de Azia podem ser ocasionais ou frequentes, podendo interferir na rotina e qualidade de vida do paciente, e até ser sinal de algum problema mais grave. Por isso, é fundamental ficar atento aos sintomas e procurar orientação médica.

Causas da Azia:

Normalmente, quando a comida ou a bebida entra no estômago, uma faixa muscular no final do esôfago fecha o órgão, para que seja feita a digestão. Essa faixa é chamada de esfíncter esofágico inferior (EEI). Se essa faixa não se fechar o suficiente, o conteúdo do estômago pode voltar (refluxo) para o esôfago.

Esse material parcialmente digerido pode irritar o esôfago, provocando alguns sintomas, entre eles a Azia. Esse refluxo costuma ser pior quando a pessoa deita ou se inclina.

Sintomas da Azia:

Os sintomas da Azia são basicamente queimação na região peitoral, principalmente após as refeições e durante a noite (ao deitar) e dores esofágicas e peitorais que pioram quando a pessoa está deitada ou se dobra.

Por vezes a dor no peito pode ser tão intensa que, em muitos casos, os pacientes a confundem com angina. O suco gástrico pode subir até a garganta e ocasionar um gosto amargo e ácido na boca. Outros sintomas incluem dificuldades em respirar e crises de asma noturna e tosse.

causas da azia

Tratamentos Para Azia:

O tratamento para esta condição é muito eficaz, geralmente incluindo medicações. Entretanto é fundamental que algumas mudanças do estilo de vida sejam realizadas, saiba como:

  • Mastigar bem os alimentos,
  • Não comer exageradamente,
  • Não ingerir muito líquido para que não ocorra distensão do estômago,
  • Evitar dietas gordurosas,
  • Evitar deitar após o almoço,
  • Não ingerir bebida alcoólica antes de dormir,
  • Não fumar,
  • Evitar os alimentos que provocam Azia,
  • Não passar longos períodos em jejum,
  • Não realizar exercícios físicos após a refeição,
  • Evitar o café, chá preto e o chá mate após a refeição,
  • Aposte no chá de camomila ou chá verde após a refeição, se for necessário,
  • Cuidar com o sobrepeso ou obesidade.

Deve-se procurar a orientação de um gastroenterologista para iniciar um tratamento para Azia adequado, conforme for o seu caso, já que o profissional irá solicitar exames de modo que seja possível descobrir a causa do problema e a própria gravidade dele.

É uma doença que pode ser tratada com plantas medicinais para aliviar a dor estomacal do esôfago.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Ana Karolynne Goncalve

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão(UFMA), CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal do Maranhão(UFMA), Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *