Ancilostomose – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Revisado por

Dr. Valeria Carneiro Graduada em Ginecologia e Obstetrícia!

Especialista do Cura Natural

Ancilostomose – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos
4.8 (95.71%) 14 vote[s]

Ancilostomose – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos que todos devem conhecer. Além disso, ancilostomose, ancilostomíase ou amarelão referem-se a verminose humana causada por duas espécies de nematelmintos, o Ancylostoma duodenale e o Necator americanus. Estes vermes são pequenos e medem aproximadamente 1 cm a 1,5 cm de comprimento.

Os vermes causadores da ancilostomose estão presentes em todo o mundo. No Brasil, predominam nas áreas rurais sem saneamento básico e onde se tem o hábito de andar descalço.

Os ovos dos helmintos causadores da ancilostomíase possuem forma ovalada, casca fina e transparente e um espaço largo e claro entre a casca e o conteúdo dos ovos. As larvas rebditóide apresentam bulbo esofageano (esôfago do tipo rabditóide) e vestibulo bucal longo. Já as larvas filarióide apresentam esôfago cilíndrico (do tipo filarióide) e cauda pontiaguda.

Quais são os Sintomas da Ancilostomose:

Os sintomas aparecem após 5 ou 8 meses depois que o paciente foi infectado, antes dos vermes chegarem ao intestino os sintomas são discretos. Geralmente, os pacientes com a ancilostomíase costumam ter:

  • Cólicas e dor de barriga;
  • Diarreia;
  • Náuseas;
  • Palidez;
  • Respiração com ruído;
  • Tosse.

O que Causa da Ancilostomose:

Quando o indivíduo pisa descalço nos locais infectados, as larvas filarióides penetram na pele, depois elas migram para os capilares linfáticos da derme, passando para os capilares sanguíneos e, consequentemente, para o coração, por fim para os pulmões. Ao chegar nos pulmões, as larvas perfuram os capilares pulmonares e a parede dos alvéolos para migrar pelos brônquios e chegar até a faringe.

Em seguida, descem pelo esôfago até alcançarem o intestino delgado, local onde Ancilostomose tornam-se adultas. Quando o indivíduo faz a ingestão de alimentos contaminados com larvas, elas atravessam pela mucosa e vão direto para o intestino delgado, os vermes rasgam as paredes intestinais sugando o sangue do paciente, o que provoca hemorragias e, consequentemente, a anemia.

Qual o Diagnóstico Para Ancilostomose:

O diagnóstico da ancilostomose é feito através da detecção de ovos do parasita nas fezes. Após a invasão da pele pelo parasito, os primeiros ovos podem só aparecer 2 meses depois. Quando a infecção é provocada pelo A. duodenale, o primeiros ovos podem demorar até 1 ano para surgirem nas fezes.

Portanto, quando há suspeita clínica de ancilostomose, vários exames de fezes podem ser necessários até que um ovo possa ser identificado.

No hemograma, a presença de anemia e eosinofilia (aumento do número de eosinófilos), associado a um quadro gastrointestinal suspeito, é uma dica importante para o diagnóstico.

Tratamento Para Ancilostomose:

O tratamento da ancilostomose deve basear-se na terapêutica anti-hemíntica e controle da anemia. O mebendazole deve ser administrado na dose de 100 mg, duas vezes ao dia, durante três dias consecutivos, independente do peso do paciente, e fora dos horários das refeições.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Valeria Carneiro

Dr. Valeria Carneiro Graduada na Universidade Federal de Minas Gerais em Medicina Especializada em Ginecologia e Obstetrícia, Pós Graduada no Departamento de Ginecologia na UNIFESP/ EPM a 2 anos, Experiencia clinica em patologias do trato genital feminino e foco em cirurgias ginecológicas como também especialista em partos normais e cirúrgicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *