Dieta Paleo – O que é, Como Funciona e Benefícios

Revisado por

Formado em Clínico Geral pela USP!

Especialista do Cura Natural

Dieta Paleo – O que é, Como Funciona e Benefícios
5 (100%) 2 votes

Dieta Paleo – O que é, Como Funciona e Benefícios Para Saúde dessa dieta que pode ajudar a perder peso sem prejudicar sua saúde.

Além disso, você sabia que pode eliminar o excesso de peso comendo mais? “Coma como seus antepassados pré-históricos e perca peso”. Este é o slogan da Dieta Paleo.

A Dieta Paleo é a única abordagem nutricional que funciona com a genética para ajudá-lo a permanecer magro, enérgico e forte.

Ele afirma que comer como moradores das cavernas pode evitar as possibilidades de várias doenças.

O objetivo: O objetivo da Dieta Paleo é prevenir e controlar muitas “doenças da civilização” como doenças cardíacas, câncer e diabetes.

A teoria: A Dieta Paleo, também conhecida como a dieta das Cavernas, é um programa com alta quantidade de proteína e fibra projetado para prevenir o aparecimento de doenças.

Uma dieta rica em carboidratos e alimentos processados é o culpado por trás da maioria dos problemas de saúde hoje.

Cerca de 10 mil anos atrás, nossa dieta não estava cheia de junk foods e pastas. Por isso, as pessoas viveram uma vida sem doença.

A Dieta Paleo defende que as pessoas deveriam comer da maneira como seus antepassados comeram com caça e coleta de proteínas e plantas animais.

Como funciona a Dieta Paleo?

A Dieta Paleo baseia-se no princípio de que “se o homem das cavernas não comeu, você também não deveria comer”.

Baseia-se no conceito fundamental de que uma dieta ótima é aquela em que somos geneticamente adaptados.

Portanto, você tem que limitar o consumo refinado de açúcar, lácteos, legumes e grãos e consumir frutas, vegetais, carne, peixe e aves de capoeira.

Obviamente, na Dieta Paleo a quantidade e seleção de alimentos depende do seu peso alvo. Não há restrições sobre a quantidade de alimentos a serem consumidos.

Você pode comer como um campeão enquanto segue a Dieta Paleo. Nem a Dieta Paleo exige que mantenha uma quantidade de calorias ou micronutrientes.

No entanto, caso queira perder peso, limite o consumo porcas e batatas.

Mantenha a Dieta Paleo por, no mínimo, 30 dias. Você pode sentir-se terrível devido à queda repentina dos carboidratos, especialmente nas primeiras semanas.

Exercício: Exercício e atividades físicas são altamente recomendados na Dieta Paleo! Mesmo os caçadores e coletores dos tempos do Paleolítico estavam sempre em movimento e tinham um excesso de atividade física.

Ao seguir a Dieta Paleo, você precisa fazer 1 hora e meia de exercício moderadamente intenso a cada semana, juntamente com atividades de fortalecimento muscular. Planos de refeição:

Alimentos que Devem ser Consumidos:

1. Frutas e vegetais:

Frutas e vegetais são ricos em antioxidantes, minerais, vitaminas e fitonutrientes que mostraram reduzir a possibilidade de várias doenças, incluindo câncer.

Maçãs, laranjas, abacates, morangos e mirtilos estão entre as opções de frutas saudáveis. Para os vegetais, você pode considerar batatas, inhame, batatas doces, nabos, brócolis, couves, cebolas, cenouras e tomates.

2. Carne magra:

A proteína magra é necessária para fazer músculos e ossos fortes e apoiar as funções imunológicas. Ele também o mantém saciado por mais tempo. Carne, cordeiro, carne de carneiro e frango são recomendados na Dieta Paleo.

3. Marisco:

O marisco é notavelmente magra e contém quantidades relativamente baixas de gorduras saturadas, ao mesmo tempo que fornece quantidades benéficas de ácidos graxos ômega 3 como DHA e EPA. Salmão, truta, arenque, camarão e marisco são algumas opções saudáveis.

4. Nozes e Sementes:

Nozes, como amêndoas, macadâmia, nozes, avelãs e pistache são altamente recomendados na Dieta Paleo. As sementes de girassol, linhaça e Abóbora também devem ser consumidas.

5. Gorduras Saudáveis:

Uma pesquisa científica mostrou que dietas ricas em ácidos graxos monoinsaturados e ômega 3 podem reduzir o risco de câncer, doenças cardíacas e obesidade. Na Dieta Paleo, você pode consumir azeite, coco, Abacate e óleo de sebo.

6. Especiarias e Condimentos:

Para especiarias e condimentos, você pode usar sal marinho, sal do himalaia, alho, açafrão e ervas.

Alimentos que devem ser Evitados:

Evite alimentos que possam prejudicar o corpo causando inflamação sistemática e descarrilando o processo metabólico. Alguns dos quais incluem:

1. Lácteos:

Evite o leite e os produtos lácteos, incluindo as variedades de baixo teor de gordura. No entanto, algumas versões da Dieta Paleo incluem manteiga e queijo.

2. Grãos e produtos de grãos:

Estes incluem pães, massas, trigo, farinha, centeio, trigo sarraceno, etc.

3. Leguminosas:

Feijões como branco e todas as lentilhas devem ser evitadas.

4. Bebidas:

Açúcar, refrigerantes, doces, pastelaria, sorvete e xarope de Milho de alta frutose devem ser evitados. Os edulcorantes artificiais como aspartame, sucralose, ciclamatos e sacarina não devem ser comidos. Em vez disso, use edulcorantes naturais.

5. Processados :

As refeições processadas, prontas para comer e junk foods devem ser evitadas a qualquer custo.

6. Gorduras trans e saturadas:

A gordura encontrada na margarina e em vários alimentos processados geralmente contém hidrogenados e parcialmente hidrogenados, o que pode ser muito prejudicial para a saúde. Óleo vegetal, como óleo de sementes de algodão, soja, Milho, cártamo e óleo de mostarda não deve ser consumido.

7. Álcool:

O álcool não era parte da Dieta Paleo original. No entanto, como mencionado no livro, você pode tomar um copo de vinho ou cerveja durante uma refeição. O álcool adiciona calorias vazias e, portanto, deve ser evitado.

Snacks simples de Paleo:

Na Dieta Paleo você não precisa comer mais de 3 refeições por dia, mas se sentir faminto, pode considerar comer lanches saudáveis.

  • Mini Cenouras,
  • Uma porção de frutas,
  • Um punhado de nozes,
  • Fatias de Maçã com manteiga,
  • Uma tigela de bagas,
  • Dois ovos cozidos.

Benefícios da Dieta Paleo Para Saúde:

Vários médicos, bioquímicos e outros pesquisadores começaram a aceitar os benefícios da nutrição ancestral. As pessoas que adotaram uma Dieta Paleo mostraram melhorias significativas em sua saúde, composição corporal e níveis de energia. Alguns dos benefícios incluem:

1. Perda de peso:

De acordo com alguns estudos, dietéticos seguindo a Dieta Paleo perdeu cerca de 2 kg após 3 semanas do regime. Você pode acelerar o processo de perda de peso comendo menos calorias do que a quantidade recomendada diariamente.

2. Saciedade:

Os níveis elevados de proteínas e fibras na Dieta Paleo não o deixarão com fome. Um estudo realizado em 2009 descobriu que a Dieta Paleo mantém o dietético saciado e cheio.

3. Saúde Cardiovascular:

Alguns pesquisadores descobriram que a Dieta Paleo poderia ajudar a controlar a pressão arterial e reduzir o colesterol ruim e os triglicerídeos no sangue.

4. Diabetes:

Um estudo realizado sobre os diabéticos descobriu que as pessoas que seguiam a Dieta Paleo poderiam ajudar na redução dos níveis de hemoglobina A 1C, uma medida de açúcar no sangue.

A Dieta Paleo incorpora alimentos com baixo índice glicêmico e elimina alimentos, como o açúcar refinado. Isso ajudará os diabéticos a manterem seus níveis de açúcar no sangue limitando a absorção de glicose.

5. Pessoas Intolerante ao Glúten:

A Dieta Paleo é boa para pessoas que são intolerantes ao glúten. O glúten é um composto de proteína encontrado na cevada, trigo e centeio, que são restritos nesta dieta.

6. Sistema Digestivo:

As altas quantidades de fibras presentes nas frutas e vegetais ajudam na absorção de nutrientes e eliminam os alimentos presos no cólon. Isso mantém o trato digestivo em ótimo estado de saúde.

7. Previne o Câncer:

Seguir uma Dieta Paleo também pode prevenir o câncer. As frutas e vegetais contêm fitonutrientes, antioxidantes e vitaminas que podem reduzir a possibilidade de câncer.

8. Autoimunidade:

Nosso sistema imunológico nos protege de infecções bacterianas, virais e parasitárias. Ele identifica os invasores estrangeiros, ataca e limpa o corpo.

A autoimunidade é o processo no qual nosso próprio sistema nos ataca. O tecido fica confuso em relação ao invasor estrangeiro e o sistema imunológico continua atacando-o.

A forma mais comum de doenças autoimunes é artrite reumatoide, lúpus, esclerose múltipla e vitiligo. O protocolo autoimune da Dieta Paleo pode ajudá-lo com doenças auto-imunes. Outros benefícios incluem:

  • Melhora o desempenho atlético.
  • Melhora a pele e diminui a acne.
  • Aumenta o libido.
  • Uma vida mais saudável e mais ativa.
  • Melhora a perspectiva mental e a clareza.

Menu da Dieta Paleo:

Início da manhã – 8:00 da manhã:

  • Um copo de água morna com um limão espremido

Café da manhã – 9:00 da manhã:

  • Ovos mexidos com legumes, fritos em azeite,
  • 1 porção de frutas.

Almoço – 13 horas:

  • Salada de frango com molho de azeite,
  • Sanduíche de pepino.

Lanche – 4 da tarde:

  • Um punhado de nozes.

Jantar – 21 horas.:

  • Salmão frito em manteiga, com legumes fritos.

Contras da Dieta Paleo:

A Dieta Paleo não é adequada para veganos e vegetarianos, pois enfatiza o consumo de carne e peixe. É impossível seguir esta dieta sem comer ovos, frutos do mar e carne.

Os substitutos da proteína vegetariana, como Feijão e outras leguminosas, também são proibidos nesta dieta. Evite grãos e lácteos que pode levar à deficiência de vários nutrientes essenciais.

Consumir carne gordurosa pode aumentar o risco de problemas cardíacos. Portanto, tenha cuidado com suas escolhas de carne.

Caso tenha alguma complicação de saúde conhecida, é melhor consultar seu médico antes de fazer qualquer alteração em seus planos de refeições.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Osmar da Costa Junior

Sou formado em medicina pela USP no ano de 2012, com especialização em Clínico Geral. Atuo na área de estudo e orientação inicial de doentes; Coordenação de exames de saúde regular; Diagnóstico e tratamento de grande parte das doenças de adultos; Acompanhamento e tratamento de doentes crônicos; Orientação de pacientes que apresentam quadros complexos, com patologias raras e múltiplas, juntamente com a participação de outros especialistas, quando for necessário; Integração final de dados clínicos e exames complementares, decorrentes da observação dos pacientes por outro especialista.

Atualmente sou Clinico Geral residente no Hospital Regional de Cotia e Editor no site "Cura Natural" onde tenho participação com comentários, e criação de artigos relacionados a saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *