Taquicardia – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Taquicardia – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos
4.8 (95.71%) 14 votes

Taquicardia – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos que vamos lhe mostrar agora. Além disso, a Taquicardia consiste em um distúrbio do ritmo cardíaco, geralmente, ela é caracterizada por um batimento acelerado do coração. Lembrando que o ritmo considerado normal de batidas de um coração é de 60 a 100 por minuto, nesse caso, a frequência cardíaca supera 100 batimentos.

Taquicardia causasÉ considerada um tipo de arritmia e, quando se trata de um coração sadio, apesar da pessoa passar por períodos de estresse ou esforços fora do comum, o ritmo cardíaco se restabelece. No entanto, às vezes, as arritmias duram mais tempo, como no caso do assunto abordado, Taquicardia, em que o coração bate mais rápido.

Entre os Tipos de Taquicardia Estão:

  • Ventricular: É quando ela se origina nas câmaras cardíacas inferiores.
  • Atrial: Ocorre na parte superior.
  • Sinusal: Está relacionada ao marca-passo natural do coração.

Causas do Taquicardia:

Em alguns casos, a Taquicardia surge como uma reação do corpo a alguma situação passageira, como quando a pessoa está estressada ou está realizando um exercício intenso. No entanto, ela pode aparecer por conta de uma causa médica, como o sintoma de outra doença, por exemplo, ligada ao pulmão.

Alguns hábitos e alimentos podem causar as arritmias, como cafeína, álcool, fumo e alguns tipos de drogas ilícitas ou legais, normalmente, quando a pessoa se afasta dos agentes causadores dos batimentos extras, o quadro melhora. Ao se tornar algo constante e vir acompanhado de tontura e falta de ar, é mais necessário ainda recorrer por orientação médica, pois pode indicar uma doença cardíaca grave.

Sintomas do Taquicardia:

Além dos batimentos mais acelerados, as pessoas que estão com Taquicardia podem apresentar os seguintes sintomas:

Em diversos casos, o ritmo desequilibrado dos batimentos cardíacos estão acompanhados de aperto no peito, até mesmo no caso de perda de consciência é indicado procurar por um médico imediatamente, pois são casos mais graves.

Alguns dos fatores de riscos envolvem os fatores de que a Taquicardia faz o coração bombear com menos eficiência, comprometendo o fluxo de sangue para os órgãos e a oxigenação.

Como Tratar o Taquicardia:

Os tratamentos para Taquicardia são projetados para diminuir a frequência cardíaca rapidamente, tratar a causa dessa condição, prevenir episódios futuros e minimizar as complicações possíveis. As maneiras de diminuir prontamente o ritmo cardíaco incluem manobras vagais, medicamento antiarrítmico injetável, cardioversão..

Taquicardia(choque elétrico, aplicado ao coração por meio de dispositivos especiais), ablação cardíaca para prevenir ou gerenciar episódios de Taquicardia e outros tipos de drogas. Alguns tipos de Taquicardia podem ser tratados com um marcapasso ou exigir um desfibrilador implantável. Por fim, a cirurgia pode ser necessária em alguns casos.

Quais são as Complicações Possíveis da Taquicardia?

Se não for tratada, a Taquicardia pode interromper a função cardíaca normal e levar a sérias complicações. Essas complicações variam em gravidade, dependendo de fatores como o tipo e intensidade da Taquicardia e da existência de outras condições cardíacas e incluem coágulos de sangue que podem se deslocar para o cérebro ou para o coração, insuficiência cardíaca (incapacidade do coração para bombear sangue suficiente), desmaios e morte súbita, associada à fibrilação ventricular.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Ana Karolynne Goncalve

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão(UFMA), CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal do Maranhão(UFMA), Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *