Incontinência Fecal – O que é, Causas e Tratamentos

Revisado por

Dr. Valeria Carneiro Graduada em Ginecologia e Obstetrícia!

Especialista do Cura Natural

Incontinência Fecal – O que é, Causas e Tratamentos
4.7 (94.78%) 23 vote[s]

Incontinência Fecal – O que é, Causas e Tratamentos ideais para acabar com este mal. Além disso, a incontinência fecal é a perda involuntária de gases ou fezes por uma dificuldade de controlar voluntariamente a eliminação deles. Ela pode variar de um vazamento ocasional de fezes até a perda total do controle sobre os movimentos de exoneração intestinais.

Geralmente, a incontinência fecal atinge idosos com idade acima dos 70 anos, apesar de também poder surgir em adultos e crianças, e pode ser provocada, principalmente, por alterações no funcionamento dos músculos que formam o reto e o esfíncter do ânus, causadas por parto, cirurgias ou defeitos na anatomia da região, mas também pode ser desencadeada por diarréia, prisão de ventre, uso de medicamentos ou doenças neurológicas, por exemplo.

Causas da Incontinência Fecal:

A incontinência fecal é comumente causada por hábitos de intestino alterados (geralmente diarréia, mas também constipação) e condições que afetam a capacidade do reto e do ânus de manter as fezes. Os músculos do esfíncter tornam-se mais fracos à medida que envelhecem. Os músculos dos esfíncteres ou os nervos que os fornecem podem ser danificados durante o parto vaginal em mulheres, por trauma ou durante a cirurgia anal.

O mau funcionamento do nervo também pode acontecer em pessoas que sofrem excessivamente, em pacientes com diabetes ou após um acidente vascular cerebral. A parede retal pode endurecer após tratamento por radiação ou em pacientes com doença de Crohn. Nesses pacientes, o reto não pode esticar o máximo que precisa, então o excesso de fezes escapa. Outras condições em que o reto cai no ânus (prolapso retal) ou quando o reto se projeta na vagina (rectocele) também podem causar incontinência fecal.

Principais Sintomas da Incontinência Fecal:

Os sintomas de incontinência fecal variam desde perdas involuntárias de gases até perda de grande quantidade de fezes líquidas ou sólidas, que provocam intenso constrangimento, ansiedade e diminuição da qualidade de vida da pessoa afetada.

Sempre que há presença de um destes sintomas, a pessoa deve consultar um coloproctologista para avaliar o problema e indicar o melhor tratamento.

Tratamento Para Incontinência Fecal:

O tratamento da incontinência fecal varia de acordo com a causa e a gravidade da doença. Os problemas mais simples podem ser tratados com mudança de hábitos alimentares, como aumento do consumo de fíbras e líquidos na dieta, como forma de regularizar o trânsito intestinal, além da diminuição de álcool, cafeína, gorduras e açúcares na dieta. Saiba mais sobre como deve ser a dieta na incontinência fecal.

A fisioterapia e exercícios de biofeedback são importantes para recondicionar os músculos da pelve, pois aumentam a força e resistência, estimulam o fluxo sanguíneo, o funcionamento dos nervos, além de aumentarem a consciência corporal.

Em algumas situações, o uso de medicamentos obstipantes, como Loperamida, pode ser indicado. Quando não há melhora com os tratamentos anteriores, pode ser indicada a realização de uma cirurgia, que pode atuar corrigindo músculos que estejam lesionados, reforçando a musculatura do canal anal enfraquecida ou, até, com o implante de um esfincter anal artificial, por exemplo.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Valeria Carneiro

Dr. Valeria Carneiro Graduada na Universidade Federal de Minas Gerais em Medicina Especializada em Ginecologia e Obstetrícia, Pós Graduada no Departamento de Ginecologia na UNIFESP/ EPM a 2 anos, Experiencia clinica em patologias do trato genital feminino e foco em cirurgias ginecológicas como também especialista em partos normais e cirúrgicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *