Doenças e Tratamentos Valeria Carneiro

Síndrome de kawasaki – o que é, causas e tratamentos!

A síndrome de kawasaki é uma doença rara que resulta da inflamação repentina das paredes das artérias do corpo, causando erupção cutânea, febre, inflamação dos linfonodos e, algumas vezes, inflamação cardíaca e articular.

sindrome de kawasaki o que e, causas e tratamentos

síndrome de kawasaki o que é, causas e tratamentos

Esta doença não é contagiosa e afeta principalmente crianças com menos de 5 anos, especialmente os meninos. Suas causas podem ser problemas no sistema imunitário, que faz com que as células do próprio corpo ataquem os vasos sanguíneos e provoquem inflamação ; infecções provocadas por vírus ou factores genéticos.

A síndrome de kawasaki é uma doença rara da infância que afeta os vasos sanguíneos. Além disso, os sintomas podem ser severos por vários dias e podem parecer assustadores para os pais. Mas a maioria das crianças retorna às atividades normais.

Essa síndrome de kawasaki causa inflamação nas artérias, veias e capilares em todo corpo, incluindo as que transportam sangue para o coração. Além disso, também afeta os linfonodos e causa sintomas que afetam o nariz, boca e garganta. Além disso, é a causa mais comum de doença cardíaca em crianças.

A doença é mais comum em crianças de 1 a 2 anos e é menos comum em crianças com idade superior a 8 anos. A doença também não é contagiosa.

Causas da Síndrome de Kawasaki:

Ninguém sabe o que causa, no entanto a doença não é contagiosa nem hereditária. Além disso, uma série de teorias ligam a doença a bactérias, vírus ou outros fatores ambientais, como poluentes no meio ambiente, tais como químicos ou toxinas ou uma reação a certos medicamentos, mas é pensado ser causada por um agente infeccioso (algo que causa uma infecção), no entanto nenhuma foi comprovada.

Certos genes podem aumentar a susceptibilidade da criança à síndrome de kawasaki, também se pensa que seja uma doença auto-imune, que ataca os seus próprios tecidos e órgãos do sistema imunológico.

Fatores de risco do síndrome de kawasaki:

Três fatores podem aumentar o risco da pessoa ter a síndrome de kawasaki. São eles:

  • Idade: Crianças menores de 5 anos tem mais chances de desenvolver a doença
  • Sexo: Meninos tem mais chances de desenvolver a doença do que meninas
  • Etnia: Crianças asiáticas ou com descendência asiática tem mais chances de ter a síndrome de kawasaki.

Sintomas da síndrome de kawasaki:

  • Febre com duração de pelo menos 5 dias;
  • Olhos vermelhos;
  • Erupção cutânea;
  • Lábios e língua inchados, vermelhos e rachados;
  • Nódulos linfáticos inchados no pescoço;
  • Doença ulcerativa das gengivas (gengivite);
  • Dor nas articulações frequentemente em ambos os lados do corpo;
  • Irritabilidade;
  • Tosse e coriza.

Obtenha ajuda médica imediatamente se seu filho tiver sintomas da doença de Kawasaki. O diagnóstico e tratamento precoce muitas vezes podem evitar futuros problemas cardíacos

Tratamentos:

A síndrome de kawasaki tem cura e o seu tratamento consiste no uso de remédios para diminuir a inflamação e prevenir o agravamento dos sintomas.

O tratamento consiste na administração durante cerca de 5 dias de doses altas de imunoglobulina, uma proteína que faz parte do sistema imunitário, e de aspirina para reduzir a febre e inflamação dos vasos sanguíneos, principalmente das artérias do coração .

Após desaparecer a febre, pode-se continuar a administrar pequenas doses de aspirina na criança durante alguns meses para reduzir o risco de lesão nas artérias do coração e formação de coágulos de sangue. Além disso, para evitar a Síndrome de Reye por uso prolongado de aspirina, pode ser usado dipiridamol.

causas da sindrome de kawasaki

causas da síndrome de kawasaki

O tratamento deve ser feito no hospital, até que os sintomas da doença estejam controlados e não haja riscos para a saúde da criança. A complicação mais grave da doença de Kawasaki são os problemas no coração , como problemas nas válvulas cardíacas, miocardite, arritmias ou pericardite. Além disso, podem surgir também aneurismas nas artérias coronárias do coração que podem provocar a obstrução da artéria, causando infarto e morte súbita.

Sobre o autor | Website

Dr. Valeria Carneiro Graduada na Universidade Federal de Minas Gerais em Medicina Especializada em Ginecologia e Obstetrícia, Pós Graduada no Departamento de Ginecologia na UNIFESP/ EPM a 2 anos, Experiencia clinica em patologias do trato genital feminino e foco em cirurgias ginecológicas como também especialista em partos normais e cirúrgicos.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.