Polígala – O que é, Benefícios e Como Usar

Revisado por

Nutrição e Educação Física pela UFT

Especialista do Cura Natural

Polígala – O que é, Benefícios e Como Usar
5 (100%) 4 vote[s]

Polígala – O que é, Benefícios e Como Usar para sua saúde. Além disso, a Polígala é uma planta que pertencente à família Polygalaceae, ela tem o nome científico Polygala senega. Seu nome é uma junção de duas palavras gregas: “poly” – que significa “muito” – e “gala” – que significa leite.

O significado do nome da planta faz referência às propriedades lactantes que a planta contém, além de outras propriedades medicinais que são essenciais para prevenir e combater doenças e males no organismo humano. Com galhos lisos, a planta pode chegar até entre 20 à 30 cm de altura.

Um dos benefícios que tornam a Polígala muito popular em diversas regiões do Mundo é sua eficiência em aliviar e tratar congestões nasais. Além disso, assim como para outros problemas respiratórios, a planta ajuda a descongestionar, limpa os canais e ainda permite uma respiração mais agradável.

Benefícios da Polígala:

A Polígala tem a capacidade de combater infecções do trato urinário, pedras nos rins, cistites e problemas similares também podem ter seus sintomas tratados pelo consumo regular da planta Polígala.

Ela ainda ajuda a estimular a eliminação dos líquidos pelo trato urinário, ajudando em uma espécie de “limpeza”, eliminando diversas bactérias e toxinas. Então, se você deseja fazer o chá da Polígala, confira abaixo seus ingredientes e seu modo de preparo:

INGREDIENTES:

  • 10g de raiz de Polígala;
  • 500 ml de água.

MODO DE PREPARO:

  • Leve ao fogo 10g de raiz da Polígala, junto com meio litro de água.
  • Deixe ferver por 8 minutos, depois abafe e espere esfriar.
  • Quando a temperatura estiver adequada para consumo, adoce a gosto.
  • coe e beba esse chá entre duas e três vezes ao dia.

Efeitos colaterais
O consumo exagerado e indiscriminado da Polígala pode causar diarreias, ânsias, vômitos e outros males gastrintestinais. É importante frisar que toda e qualquer doença necessita de acompanhamento médico, e que o mesmo deve estar ciente de qualquer tratamento secundário – natural ou não – requisitado pelo paciente. Em caso de reações adversas suspenda o uso imediatamente e busque um especialista de sua confiança.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Alan Costa

Sou nutricionista e Personal Trainer. Me formei pela Universidade Federal do Tocantins em 2002, com registro profissional no CRN-4 nº 1509723, tenho especialização em Nutrição Esportiva, Treinamento Físico e treinos Curto de alta intensidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *