Centella Asiática – O que é, Benefícios e Como Usar

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Centella Asiática – O que é, Benefícios e Como Usar
4.8 (96%) 5 vote[s]

Centella Asiática – O que é, Benefícios e Como Usar esta planta medicinal. Além disso, a Centella Asiática é muito utilizada para combate e prevenir diversas doenças. Erva utilizada há milhares de anos na Ayurveda, a tradicional medicina indiana, Muito se tem falado dos Benefícios da Centella Asiática no Ocidente graças à sua atuação como vasodilatador e estimulante da produção de colágeno.

centella asiatica

Ela é uma planta medicinal, também conhecida por Centelha asiática, Centela ou Gotu kola, e é utilizada para tratar deferentes problemas como celulite, má circulação, feridas na pele ou reumatismo, por exemplo.

A Centella ou Centelha asiática pode ser tomada na forma de chá, pó, tintura ou cápsulas, e pode ser tomada 1 a 3 vezes por dia, dependendo da forma como é tomada e necessidade. Além disso, esta planta medicinal também pode ser encontrada em geis e cremes, que devem ser aplicados localmente, ajudando a combater a celulite e a gordura localizada.

Valores Nutricionais da Centella Asiática:

A Centella Asiática é rica em vitaminas do complexo B, carotenoides (que podem ser transformados em vitamina A no organismo), minerais, aminoácidos, além de fitoquímicos como flavonoides e terpenoides que podem trazer diversos benefícios à saúde e beleza. Então, confira agora Benefícios da Centella Asiática Para Saúde:

Benefícios da Centella Asiática Para Saúde:

Facilita o Processo de Cicatrização:

A planta contém uma substância conhecida como asiaticoside, que estimula a produção de colágeno e de mucopolissacarídeos – essenciais na cicatrização, além de inibir o processo inflamatório, evitando queloides e cicatrizes. A planta possui a capacidade de fixar dois aminoácidos (alanina e prolina) fundamentais na estrutura do colágeno, favorecendo o processo reparador do tecido.

Possui Ação Antioxidante:

A planta é fonte de vitamina C, carotenoides, flavonoides e terpenoides que neutralizam a formação de radicais livres.

Melhora a Função Cognitiva:

A planta pode aumentar a formação de novas mitocôndrias e contribuir para a memória e o aprendizado.

Possui Ação Diurética:

Estimula a eliminação do excesso de líquido retido nos tecidos, favorecendo um melhor funcionamento dos rins;

Previne o Câncer:

A Centella Asiatica pode ajudar a prevenir o câncer de pele causado por exposição a raios UV. A erva modula a atividade de certas células e pode combater o efeito causado por raios ultravioleta.

Combate Inflamações:

Além de combater as micro inflamações nos locais afetados pela celulite, a Centella Asiática também auxilia na desinflamação do organismo como um todo. Estudos indicam que as inflamações podem causar uma resistência à insulina e à leptina, o hormônio que controla o apetite e o metabolismo;

Outros Benefícios da Centella Asiática:

  • Reduz o depósito de gordura nos adipócitos (células de gordura);
  • Diminui a ansiedade e ajuda a controlar o apetite;
  • Facilita a eliminação de toxinas pelo fígado – inclusive metais pesados.

Como Fazer o Chá de Centella Asiática:

O chá de Centella Asiática ajuda a emagrecer e a combater a celulite localizada, pois possui propriedades que melhoram a circulação sanguínea.

INGREDIENTES:

  • 1 colher de chá de folhas e flores secas de Centella Asiática ;
  • Meio litro de água fervente.

MODO DE PREPARO:

Em uma panela, adicionar à água fervente a Centella Asiática e deixar ferver durante 2 a 5 minutos. Passado esse tempo, desligue o fogo e tape, deixando repousar durante 10 minutos.

beneficios da centella asiatica

Contraindicações e Efeitos Colaterais da Centella Asiática:

A planta não mostra ser tóxica nas doses recomendadas. Apesar disso, não é recomendado que ela seja usada continuamente por mais de seis semanas. Se desejar continuar usando a erva depois desse período, faça uma pausa de duas semanas antes de recomeçar.

Alguns dos efeitos colaterais notados com o uso da Centella Asiática são irritação e erupções na pele, alergia, dor de cabeça, náusea, irritação no estômago, tontura, e sonolência, quando usada em excesso. Em estudos com animais, a planta aumentou níveis de açúcar no sangue e colesterol, portanto diabéticos e pessoas com colesterol alto devem consultar um médico antes de tomar a erva.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Ana Karolynne Goncalve

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão(UFMA), CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal do Maranhão(UFMA), Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *