Início » Doenças e Tratamentos » 10 primeiros sinais de doença renal que não devemos ignorar!

10 primeiros sinais de doença renal que não devemos ignorar!

sinais de doença renal

A doença renal crônica é a lenta deterioração da função renal pode proporcionar a diabetes, pressão arterial elevada, dano nervoso, anemia e ossos fracos. No Brasil, cerca de 26 milhões de pessoas sofrem de doença renal crônica. Cerca de uma pessoa morre a cada minuto por doença relacionada ao rim, às vezes referida como “assassino silencioso”.

sinais de doença renal
sinais de doença renal

Embora estas possam ser algumas estatísticas assustadoras, a detecção precoce da doença renal pode retardar a progressão da doença e prevenir a insuficiência renal. É por isso que é importante estar ciente dos sinais e sintomas de doença renal e seu mau funcionamento.

Primeiros sinais de doença renal:

Os sinais de doença renal podem não apontar diretamente para esse problema e podem até não aparecer que a doença tenha progredido. Converse com seu médico imediatamente caso tenha notado algum dos seguintes sintomas.

  • Perda de apetite,
  • Náuseas,
  • Vômitos,
  • Cansaço,
  • Problemas de sono,
  • Contrações musculares e cólicas,
  • Inchaço nos pés e tornozelos,
  • Coceira persistente e alterações na micção são sinais típicos de doença renal crônica.

Caso suspeite que tenha algum desses sintomas, é importante falar com seu médico. Seu médico pode fazer três exames de sangue e urina para determinar se você tem ou não doença renal crônica.

Caso tenha diabetes (tipo 1 ou 2), hipertensão arterial, próstata aumentada, cálculos renais ou infecções renais constantemente, você possui um maior risco de doença renal crônica. Também é importante estar ciente de que fumar e obesidade são fatores de risco.

Além disso, as populações afro-americanas, nativas americanas e asiáticas-americanas têm uma taxa maior de doença renal crônica e devem pedir aos seus médicos que monitorem atentamente sua função renal.

A dieta DASH pode auxiliar na prevenção a doença renal crônica. DASH significa “Abordagens dietéticas para parar a hipertensão” e está focada em frutas e vegetais frescos e lácteos com baixo teor de gordura.

A recomendação vem de um estudo de 23 anos realizado pela Escola de Saúde Pública Johns Hopkins Bloomberg. O estudo descobriu que as pessoas que consumiam frequentemente carne vermelha e carnes processadas tinham um risco 22% maior de desenvolver doença renal crônica, enquanto o alto consumo de frutos secos e leguminosas levou a um risco 9% menor. As pessoas que consumiam frequentemente produtos lácteos com baixo teor de gordura eram 16% menos propensas a desenvolver doença renal crônica.

Drª. Wanessa Matos Dermatologista formou-se em Medicina na Unicamp e na mesma instituição realizou sua residência em Dermatologia, obtendo o título de especialista. Atua nas áreas de dermatologia clínica, cirúrgica e estética. Além disso, é sócio titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia, com registro no Conselho Regional de Medicina e Associação Médica Brasileira.

7 comentários

  • […] Antes de usar o diazepam, informe à seu médico ou farmacêutico seu histórico médico, especialmente de: uma certa doença muscular (miastenia gravis), problemas pulmonares e respiratórios, transtornos mentais e de humor (como depressão, pensamentos de suicídio e psicose), histórico de um transtorno por uso de substâncias (como uso excessivo ou dependência de drogas / álcool), glaucoma, doença hepática e doença renal. […]

  • […] cardíaca (por exemplo, batimentos cardíacos irregulares e ataque cardíaco), doença hepática, doença renal, problemas de pressão arterial e […]

  • […] evidências sugerem que eles também podem proteger contra a doença renal, uma complicação comum do […]

  • […] como gravidez, doença de Cushing, doença renal, problemas eletrolíticos, diabetes, hipotireoidismo, anemia e doença hepática também podem […]

  • […] comuns de aparecerem em quem sofre de uma doença renal hereditária chamada cistinúria, que atinge tanto em homens quanto […]

  • […] de eletrólitos como o Sódio e o Potássio, sendo usados no tratamento da Hipertensão, insuficiência renal, insuficiência cardíaca ou cirrose hepática, pois perda de Sódio provoca redução de líquido […]

  • […] doença particular está associada a insuficiência renal em que os ossos começam a ficar fracos e frágeis. Além disso, ocorre porque um sistema renal ou […]

Deixe um comentário