Monosclerose – O que é, Causas, Sintomas e Prevenção

Revisado por

Nutrição e Educação Física pela UFT

Especialista do Cura Natural

Monosclerose – O que é, Causas, Sintomas e Prevenção que você precisa saber. Além disso, a mononucleose é uma condição causada pelo vírus de Epstein-Barr. Esse vírus afeta as células que revestem o nariz e a garganta, afetando os linfócitos B.

Essa infecção pode ser apresentar febre alta, dificuldade para engolir, tosse e outros sintomas. A infecção causada por este vírus é muito normal e afeta principalmente crianças, adolescentes e adultos.

Cerca de 45% das crianças já sofreu uma infecção pelo vírus da Monosclerose antes dos cinco anos de idade. Os adultos e adolescentes jovens costumam contrair Monosclerose infecciosa pelo beijo ou contato íntimo com alguém já infectado.

Causas da Monosclerose:

Monosclerose Infecciosa se dá através de um vírus chamado Epstein-Barr como citamos, um dos que mais acometem a saúde do ser humano, porém, a doença pode se dar por conta de outros vírus ainda.

Uma vez espalhado, o vírus entra em contato direto com a nossa orofaringe para, depois, atingir os linfócitos B, isto é, os glóbulos brancos responsáveis pela produção de anticorpos.

Sintomas da Monosclerose:

Como acabei de explicar, quando adquirida na infância, a Monosclerose costuma passar despercebida. Menos de 9% das crianças infectadas apresentam sintomas. Essa incidência começa a subir com o passar dos anos, atingindo seu ápice entre os 15 e 24 anos.

Essa é a faixa etária que mais costuma apresentar infecção sintomática. A mononucleose é rara após os 30 anos, uma vez que virtualmente todos neste grupo já terão sido expostos ao vírus em algum momento da vida.

Tratamento Para Monosclerose:

Pessoas com Monosclerose são incentivadas a fazer repouso durante uma ou duas semanas, enquanto os sintomas forem graves. Depois de cerca de duas semanas, elas podem ser tão ativas quanto quiserem.

Todavia, devido ao risco de ruptura do baço, deve-se evitar esportes de contato e levantamento de peso por um mês, até que os médicos confirmem por exame ou às vezes por ultrassonografia que o baço voltou ao tamanho normal.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *