Celósia – O que é, Benefícios e Como Usar!

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Celósia – O que é, Benefícios e Como Usar!
4.9 (97.14%) 7 vote[s]

Celósia – O que é, Benefícios e Como Usar de Forma correta. Além disso, Celósia é popularmente conhecida com Crista de Galo assim por conta da sua aparência que lembra a crista da ave. Ela é uma planta originária das regiões tropicais do continente americano, cuja a flor é o seu maior atrativo e, por isso mesmo, ela configura muito nos jardins.

beneficios da celosiaNas cores vermelha, amarela e roxa, as flores também podem variar quando ao volume, porém a maioria delas tem o caule retorcido.

Ela é bem resistente ao Sol, graças a sua origem que remete à América Central, principalmente nas regiões mais tropicais, com clima quente. Por isso, você pode cultivá-la sob o Sol sem ter medo de que suas folhas e flores fiquem ressecadas.

Benefícios da Celósia:

Encerra o alcaloide erythrina. Do cosimento da casca faz-se remédio para golpes e constitui ainda um poderoso hipnótico. É também a Os Benefícios da Celósia é recomendado no tratamento das hepatites crônicas e do reumatismo.

Os Benefícios da Celósia vem principalmente das flores trituradas obtém-se tinta vermelha para vários fins. As sementes, que também contêm o mesmo alcaloide, são venenosas.

Como Usar a Celósia:

Em países da Ásia, América do Sul e África a planta é utilizada como verdura e ingerida em diversas preparações tais como saladas e diversos acompanhamentos de variadas receitas culinárias.

celosia

As flores podem ser utilizadas em galinhadas e suas sementes para acompanhamento de arroz e saladas.

Ela é usada na medicina popular para alívio de doenças respiratórias tais como tosse e bronquite, além de conter propriedades antissépticas para lavar feridas e doenças da pele.

Onde Encontrar a Celósia?

Ela é facilmente encontrada em beira de estradas, em jardins das casas de roça, em floriculturas e em sites que comercializam mudas e plantas.

As plantas medicinais não substituem o acompanhamento médico e em altas doses podem ser prejudiciais à saúde.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Ana Karolynne Goncalve

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão(UFMA), CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal do Maranhão(UFMA), Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *