Os 10 Benefícios dos Flavonoides Para Saúde

Os 10 Benefícios dos Flavonoides Para Saúde

Revisado por

Educação Física pela UGF

Especialista do Cura Natural

Os Benefícios dos Flavonoides Para Saúde que todos devem conhecer. Alem disso, Flavonoides são compostos químicos que protegem nosso corpo dos radicais livres. Os radicais livres estão presentes na fumaça de cigarro, poluição, álcool, luz ultravioleta, pesticidas, solventes industriais, alimentos industrializados ricos em gordura saturada, atividade física em excesso sem o acompanhamento médico, etc.

Nosso corpo naturalmente consegue lidar com os radicais livres, porém, fatores externos aceleram a produção de toxinas. Alimentos que possuem Flavonoides conseguem reforçar nossa defesa neutralizando as toxinas.

O que são Flavonoides:

Os Flavonoides são parte da classe de polifenois de fitonutrientes.

Os polifenois têm sido historicamente utilizados na medicina chinesa e Ayurveda, de acordo com o Centro de cura global, e estão associados à proteção da pele, função cerebral, açúcar no sangue e regulação da pressão arterial, em adição à ação antioxidante e anti-inflamatória.

Flavonoides são abundantes e apresentam baixa toxicidade em relação a outros compostos de plantas, por isso podem ser ingeridos em grandes quantidades sem riscos à saúde.

1. Legumes:

Brócolis, pimentão, aipo, rabanete, pimenta, cebola, quiabo e vagem. Na coloração vermelha e verde possuem grandes quantidades de Flavonoides, como a quercetina, miricetina, luteolina e kaempferol.

Dica: Para evitar a perda dos nutrientes com cozimentos, cozinhe no vapor para conservar mais Flavonoides. As cores dos legumes ficarão mais intensas e o sabor também.

2. Frutas:

Tomate, berinjela, romã, abacate, uva, caqui, cranberry, mirtilo, amora, uvas, pêssego, ameixa, damasco, maça e laranja. As cores roxas, vermelhas e azuis concentram mais Flavonoides como a quercetina, miricetina, catequina, cianidina, antocianina, naringenina, eriodictiol e delfinidina.

3. Bebidas:

Vinho tinto, chás de todos os tipos, sucos de fruta natural e suco de uva integral. Todos são ricos em Flavonoides, como a catequina, tearubiginas, epigalocatequina, quercetina, antocianina e miricetina.

Dica: a melhor forma de consumir o suco com todas as propriedades é sem coar, muitos nutrientes são perdidos ao passá-lo na peneira.

4. Grãos:

Feijão preto, soja, vagem, grão-de-bico, lentilha, feijão branco, nozes, castanha de caju e pistache. São ricos em proteínas e Flavonoides como a delfinidina, antocianidina, daidzeína e kaempferol.

Dica: o grão-de-bico possui cálcio, ferro, zinco, potássio, magnésio e ômegas 3 e 6 e 30% da sua composição é proteína. A lentilha ajuda a diminuir o colesterol, é desintoxicante, é rica em ferro sendo uma grande aliada no tratamento da anemia.

5. Ajudam a manter a Saúde do Coração:

Alguns estudos mostram que a ingestão de Flavonoides está inversamente relacionada a doenças do coração. Eles podem inibir a oxidação de lipoproteínas de baixa densidade e, por conseguinte, reduzir o risco de desenvolvimento de aterosclerose.

6. Protegem Contra a Osteoporose:

Pesquisas recentes descobriram que as isoflavonas de soja, um tipo de flavonoide, podem prevenir a osteoporose pós-menopausa e melhorar a resistência óssea geral, diminuindo assim o risco de fraturas em mulheres na menopausa porque aumenta significativamente a densidade mineral óssea.

7. Aliviam os Sintomas da Menopausa:

As isoflavonas de soja também foram associadas à redução da frequência de ondas de calor em mulheres no fim da sua vida reprodutiva e pós-menopausa, de acordo com um estudo realizado por pesquisadores do Instituto Nacional de Saúde e Nutrição de Tóquio, no Japão.

8. Têm Potencial para Matar células Cancerosas:

Os Flavonoides atuam inibindo uma enzima importante para a sobrevida das células do tumor. No entanto, os pesquisadores dizem que a utilização dos Flavonoides deve ser realizada como um pré-tratamento, e não simultaneamente aos fármacos quimioterápicos, porque os Flavonoides, por serem antioxidantes, podem sobrepujar a quimioterapia.

9. Possuem Função Anti-inflamatória:

Grande parte da pesquisa sobre a ação anti-inflamatória dos Flavonoides tem envolvido a sua capacidade de inibir a produção de enzimas que promovem a inflamação. A quercetina é um tipo de flavonoide que tem sido associado especificamente a este benefício, mas outros extratos contendo Flavonoides oriundos de uma variedade de alimentos, especiarias e ervas também podem ser benéficos contra processos inflamatórios.

10. Flavonoides melhoram a cognição em adultos mais Velhos

Há evidências de que o aparecimento de determinadas doenças neurodegenerativas crônicas, incluindo a demência relacionada com a idade e a doença de Alzheimer, podem ser retardadas através da ingestão continuada de Flavonoides.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Francisco Silva

Sou Formado em Educação Física, pela UGF – (Universidade Gama Filho) - Na turma 2012-2015. Atuei e atuo em academias e clubes, nas modalidades de Musculação do Iniciante ao Avançado, Ginástica em Grupo, Natação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *