Carotenoides – O que são, Fontes e Benefícios!

Revisado por

Bioquímica Farmacêutica pela USP

Especialista do Cura Natural

Carotenoides – O que são, Fontes e Benefícios!
4.9 (98.33%) 12 vote[s]

Carotenoides – O que são, Fontes e Benefícios, nesse artigo você vai tiras todas as suas dúvidas, e aprender todos os benefícios dos carotenoides. Além disso, os carotenoides atuam como antioxidantes no corpo humano. Eles têm fortes propriedades de combate ao câncer, de acordo com o Comitê internacional de Medicina.

Alguns carotenoides são convertidos pelo organismo em vitamina A, que é essencial para o desenvolvimento da visão e do crescimento. Os carotenoides também são benéficos para o sistema imunológico e funcionam como anti-inflamatórios.

carotenoides

O que são os Carotenoides?

Carotenoides são substâncias químicas do tipo pigmento que encontramos na natureza, desde bactérias, algas e fungos, até plantas e animais. São os carotenoides que dão na natureza os tons de amarelo ao vermelho. Plantas, algas fungos e bactérias conseguem sintetiza-los, já os animais não, devendo adquiri-lo através da dieta.

Os carotenoides são caracterizados por serem lipossolúveis e por terem moléculas oxidáveis. Sua estrutura química é de tetraterpenoides, formado de quarenta átomos de carbono, tendo a propriedade de absorver luz visível em diferentes comprimentos de ondas.

Encontramos mais de 900 tipos na natureza e esta variedade de estruturas moleculares se dá pelos processos que podem ocorrer em suas moléculas: alongamento de cadeia, isomerização, migração de duplas ligações, hidrogenação, desidrogenação, ciclização, entre outros. Podem ser divididos em duas classes: carotenos e xantofilas.

Os carotenoides que apresentam apenas carbono e hidrogênio na molécula são chamados de carotenos, que são sintetizados a partir de derivados de isopreno de cinco carbonos (um número variável de ligações duplas conjugadas).

É o composto que da o tom amarelo-alaranjado. Já as xantofilas, possuem além de carbono e hidrogênio em suas moléculas, grupos que contenham oxigênio, como hidroxilas, cetonas, etc. São elas que dão a coloração que vai de amarelo ao marrom-avermelhado. Exemplo: luteína, mixol e zeaxantina.

Alimentos Ricos em Carotenóides:

  • Damasco;
  • Brócolis cru;
  • Melão
  • Couve de Bruxelas;
  • Cenoura;
  • Goiaba;
  • Couve;
  • Manga;
  • Abóbora;
  • Pimentão vermelho;
  • Espinafre;
  • Batata-doce;
  • Tomate;
  • Melancia.

Benefícios dos Carotenóides Para Saúde:

Os carotenoides presentes nos alimentos são fundamentais para a saúde humana, principalmente porque se trata de compostos que não são produzidos naturalmente pelo corpo e sua única fonte são os alimentos ou suplementos.

Os carotenoides têm a função de proporcionar benefícios para a saúde em vários aspectos, mas seu consumo está mais ligado à diminuição do risco de doenças, em particular alguns tipos de câncer e doenças oculares. Os carotenoides que têm sido mais estudados atualmente são o betacaroteno, o licopeno, a luteína e a zeaxantina.

Pesquisadores acreditam que a maior parte dos benefícios atribuídos aos se dá devido ao seu papel como antioxidante no organismo. O betacaroteno pode ter benefícios adicionais devido a sua capacidade de ser convertido em vitamina A.

Estudos recentes identificaram que os carotenoides são primordiais para o bem-estar do sistema cardiovascular e para a saúde reprodutiva masculina. O licopeno, um carotenoide encontrado em tomates(entre outros frutos e vegetais), tem sido associado à manutenção da integridade do fígado, próstata, mama, cólon e pulmões.

Fontes de Carotenoides:

Alimentos ricos em carotenoides são frequentemente vermelhos, amarelos ou alaranjados, mas isto não é uma regra. Embora sempre citemos como fontes de carotenoides cenoura, batata-doce, tomate e melancia, lembra que inhame, Espinafre e couve também estão entre os alimentos ricos em carotenoides.

Os animais não podem fabricar carotenoides, e por isso eles têm que obtê-lo através da sua dieta. Os tomates e seus derivados compõem as principais fontes de licopeno, carotenoide fundamental para a saúde dos órgãos sexuais masculinos.

A gema de ovo é uma fonte altamente disponível de luteína e zeaxantina, carotenoides que trazem inúmeros benefícios para a saúde dos olhos e a qualidade da visão. Desta forma, cada grupo de alimentos é rico em diferentes carotenoides que trazem diferentes benefícios à nossa saúde.

Exemplos de Carotenóides:

Licopeno:

Está presente no tomate, prevenindo a oxidação do colesterol LDL, evitando doenças cardiovasculares, como a arteriosclerose. Em pesquisas recentes foi sugerido para a redução do risco de câncer de pulmão, de próstata, entre outros.

Estudos sugerem que a absorção do licopeno é melhor e mais completa quando ingerimos alimentos à base de tomate, do que o próprio tomate, uma vez que a alta temperatura proporciona ligações químicas a outros compostos, facilitando a absorção do licopeno pelo nosso organismo.

o que sao carotenoides

caroteno e outros são precursores da vitamina A. Esta síntese dela ocorre no fígado, sendo que há clivagem da molécula de β-caroteno, produzindo duas moléculas de vitamina A, a qual é importantíssima para a visão e para o crescimento em humanos.

Luteína e Zeaxantina:

Encontradas na retina humana, protegem-na da luz ultravioleta. Atuam na prevenção de artrite e câncer de pulmão. Também é um carotenoide vitamina A.

Os carotenos, a criptoxantina, o licopeno, a zeaxantina e a luteína são os mais comuns encontradas em alimentos. Após a digestão, são incorporados ao sangue com a presença de uma pequena quantidade de gordura.

Estão presentes em alimentos como Abóbora, pimentão, mamão, brócolis e muitos outros vegetais, legumes, folhas e frutos, até mesmo nos não coloridos como batata doce e inhame. Outro alimento que é fonte destes pigmentos é a gema do ovo.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Byanca Stefany

Sou graduada em Ciências Farmaceuticas pela Universidade Federal do Piaui (UFPI), com pós graduação em Fármaco e Medicamentos pela Universidade de São Paulo (USP) mestrado também pela Universidade de São Paulo (USP) na área de Tecnologia Bioquímica Farmacêutica e Doutoranda pela Universidade de São Paulo (USP) na área de Farmácia Fisiopatologista e Toxicologia. Atualmente Trabalho na área de Análise Clinicas, e tambèm atuo no Instituto de Pesquisa de Ciência, tecnologia e Qualidade (ICTQ) e exerço a função de Editor no site "Dicas de Saúde".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *