Benefícios dos Peixes Valeria Carneiro

15 benefícios da sardinha para saúde!

Os benefícios da sardinha são variados, pois, é classificada como um peixe gordo, só que apresenta gordura de boa qualidade, com uma fração considerável de ômega-3. As sardinhas são peixes pequenos e oleosos que pertencem à família chamada Clupeidae.

Elas também são conhecidas pelo nome de pilchards em alguns lugares. Geralmente vem como peixes enlatados. Embora sejam consideradas como uma espécie única, existem atualmente 21 tipos de peixes que podem facilmente cair na categoria de sardinha.

beneficios da sardinha

benefícios da sardinha

As sardinhas enlatadas contêm energia, proteínas, lipídios ou gorduras, cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio, sódio e zinco. Vitaminas em sardinhas incluem a tiamina, riboflavina, niacina, vitamina B6, ácido fólico, vitamina B12, vitamina A, vitamina D, vitamina E e vitamina K.

Benefícios da sardinha para saúde:

1. Tem mais cálcio que o leite:

Uma lata de sardinha (85 g) oferta mais de 460 mg do mineral que afasta a osteoporose – e a mesma quantidade da assada reúne 372 mg. Isso porque, ao preparar o peixe fresco, costumamos descartar sua espinha – que é onde há maior concentração de cálcio. Já na versão em conserva, o pescado permanece inteiro. “É por isso que uma lata de sardinha tem mais cálcio que um copo de leite.

2. É fonte de vitamina D:

Essa vitamina é essencial para a absorção de minerais como cálcio e fósforo. A principal forma de obtê-la é por meio da exposição ao sol, mas a dieta também ajuda a atingir os valores diários recomendados que variam de 400 a 1 000 UI (Unidade Internacional). A sardinha em lata contribui com 250 UI. O atum proporciona algo por aí. Já o ovo, coitado, entre 15 e 30 UI.

3. Contém proteínas:

Dizem que ninguém bate a carne vermelha nessa categoria. Mas a sardinha faz bonito: 100 g da assada (32,2 g) têm quase a mesma porção de um filé-mignon grelhado (32,8 g). Uma dieta rica em proteínas está associada, entre outras coisas, à redução da pressão arterial, ao controle do diabete e a um menor risco de câncer.

4. Prevenir coágulos sanguíneos:

Os coágulos sanguíneos no sistema da artéria podem ser perigosos para o sistema cardiovascular. Além disso, a ingestão regular de gorduras ômega-3, que são encontradas em peixes como sardinhas, é boa para o coração porque ajuda a reduzir o colesterol e a pressão sanguínea, prevenindo derrames e aterosclerose.

5. Degeneração macular:

A degeneração macular relacionada à idade é uma condição que geralmente é vista entre pessoas com 50 ou mais anos. Além disso, a degeneração macular ao longo dos anos resultam na perda de visão. Estudos recentes mostraram que peixes como sardinha, resultou em um risco reduzido de desenvolver a degeneração Macular.

6. Propriedades anti-câncer:

Uma pesquisa mostrou que a ingestão de cálcio e vitamina D encontradas na sardinha pode ser muito útil na prevenção de certos tipos de câncer, incluindo o câncer colorretal.

7. Propriedade antioxidante:

As sardinhas contêm selênio, o que é útil para neutralizar os radicais livres e proteger os órgãos contra danos.

8. Fortalece os ossos:

Como mencionado, as sardinhas são uma boa fonte de cálcio, e o cálcio ajuda no fortalecimento dos ossos. Uma boa quantidade de cálcio, juntamente com exercícios físicos, pode fortalecer os ossos e prevenir doenças, como osteoporose.

9. Sistema imunológico saudável:

O consumo de sardinha ajudar a melhorar eficazmente o sistema imunológico. Além disso, pesquisas também sugerem que o óleo de peixe melhora o sistema imunológico, aumentando a contagem de células imunes.

10. Resistência a insulina:

A resistência à insulina é um dos principais fatores a serem encontrados na diabetes. Além disso, nos casos em que existe resistência à insulina, a insulina produzida no organismo é utilizada de forma menos eficiente.

Isso, por sua vez, significa que há mais glicose no sangue do que normalmente deveria ser. Além disso, alguns estudos mostraram que a resistência à insulina pode ser reduzida pelo consumo de sardinha. A proteína encontrada nas sardinhas, mostrou-se eficaz na redução da resistência à insulina, em comparação com a proteína caseína.

11. Pele saudável:

Quem não quer uma pele saudável e brilhante? As gorduras essenciais encontradas nas sardinhas desempenham um papel essencial no nível celular nas células da pele. Não só diminui a inflamação da pele, mas também tornará a pele mais linda.

12. Proteger o cérebro:

A sardinha também é um reservatório de fósforo, triptofano e vitamina B12, que asseguram o estado de bem-estar cerebral.

13. Problemas nas articulações:

Sardinhas são uma excelente fonte de cálcio para construção do osso e contem surpreendentemente altas concentrações de vitamina D, um nutriente não tão prontamente disponível na dieta.

A vitamina D evita inflamação indesejada e ajuda ossos na sua absorção de cálcio. Além disso, são uma grande fonte de fósforo, também, um mineral chave no reforço da matriz óssea.

14. Para emagrecer:

Isso até pode parecer estranho visto que a sardinha é um peixe mais calórico que outros, certo? Mas na verdade, ela ajuda a perder peso por fornecer uma boa quantidade de nutrientes que vão aumentar a saciedade e reduzir a fome.

Afinal, todos querem encontrar uma forma de emagrecer comendo e sem passar fome e a sardinha é um alimento que certamente vai ajudar você neste objetivo. Além disso, a forma com que a sardinha é consumida pode alterar seu número de calorias. Se você quer emagrecer, evite o consumo deste pescado em lata conservado ao óleo.

sardinha

sardinha

Dê preferência aos peixes frescos, cozidos ou conservados na água. Nunca prepare o peixe frito. Além disso, outra dica é prepará-la assada, em um suculento escabeche ou na panela de pressão.

Veja Também: Perca Toda Gordura da Barriga Sem Dietas e Sem Exercícios!

15. Fonte de vitamina D:

sardinha ajuda a cumprir a cota de vitamina D via exposição ao sol que varia de 400 UI a 1000 UI. Além disso, mesmo enlatada, ela contribui com 250 UI contra apenas 30 UI do ovo. A vitamina D fortalece ossos e dentes, aumenta a força muscular, diminui o risco de Diabetes Tipo 1 e facilita a absorção de cálcio e fósforo pelo organismo.

Sobre o autor | Website

Dr. Valeria Carneiro Graduada na Universidade Federal de Minas Gerais em Medicina Especializada em Ginecologia e Obstetrícia, Pós Graduada no Departamento de Ginecologia na UNIFESP/ EPM a 2 anos, Experiencia clinica em patologias do trato genital feminino e foco em cirurgias ginecológicas como também especialista em partos normais e cirúrgicos.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

16 Comentários

  1. Thanks for sharing your thoughts on parturition in cattle.
    Regards

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.