Artemísia – O que é, Benefícios e Como Usar

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Artemísia – O que é, Benefícios e Como Usar
4.8 (96%) 5 votes

Artemísia – O que é, Benefícios e Como Usar esta erva medicinal. Além disso, a Artemísia possui ricas propriedades que favorecem e auxiliam na boa saúde do organismo. Com ação terapêutica conhecida desde a Idade Média, a Artemísia se popularizou como remédio caseiro para prevenir enxaquecas e controlar dores de cabeça crônicas.

artemisia

Mas poucas pessoas sabem todos os benefícios que essa planta pode nos trazer. A Artemísia é uma erva muito conhecida desde tempos super antigos por suas propriedades medicinais. Existem registros que sugerem sua utilização até mesmo pelos egípcios e sabe-se que Hipócrates, o pai da medicina, a prescrevia para tratar anemia, cólicas menstruais, reumatismo e dores de estômago.

Geralmente consumida em forma de chá, esta planta também é bastante utilizada pelas mulheres no tratamento de problemas do aparelho urogenital.

Propriedades da Artemísia:

Essas são as principais propriedades medicinais desta erva:

  • Anti-inflamatória;
  • Anti-anêmica;
  • Analgésica;
  • Anti-epilética;
  • Antimalárica;
  • Depurativa;
  • Cicatrizante;
  • Digestiva;
  • Estimulante;
  • Repelente;
  • Tônica.

Agora que você já conhece as suas propriedades medicinais, conheça também os
Benefícios da Artemísia Para Saúde:

Benefícios da Artemísia Para Saúde:

  • Esta erva é ideal para combater indigestão, diarreia, gases, náuseas e azia.
  • Além disso, a erva tem uma função muito importante no organismo feminino, isto é, combate os sintomas da Tensão Pré-menstrual (TPM).
  • Ajuda no controle da asma;
  • Ajuda em problemas renais e anemia;
  • Previne o câncer de mama.

Onde Encontrar a Artemísia:

É possível comprar as mudas desta planta em lojas de produtos de jardinagem, feiras livres e no jardim botânico. As folhas para serem consumidas em forma de chá ou tempero podem ser encontradas em supermercados e lojas de produtos naturais mas sempre que comprar esta planta para usar em forma de chá, deve-se verificar seu nome científico na embalagem do produto.

Uso da Artemísia na Culinária:

Embora tenha um gosto muito amargo, já foi utilizada na culinária europeia para fazer bolinhos, linguiças, saladas e outros pratos. É acrescentada a cervejas, vermutes e absintos.

Como Consumir Artemísia?

Para Evitar Cólicas Menstruais: Infusão de uma colher (chá) de folhas em uma xícara de chá de água quente. Cubra de deixe macerar por 5 minutos. Tome 2 a 3 xícaras (café) ao dia.

Para Aliviar Espasmos: Faça decocção de uma colher (sopa) das raízes em meio litro de água. Ferva durante 15 minutos. Tome meia xícara quatro vezes ao dia.

Para Tratar Convulsões: Misture 20 miligramas de pó de raiz seca a um pouco de açúcar. Faça de hora em hora aumentando a dose até 100 miligramas.

Para Curar Epilepsia: Misture 150 miligramas de pó de raiz seca em 30 gramas de açúcar. Tome quatro vezes ao dia.

Para Melhor a Digestão: Coloque em infusão, um litro d’água fervente, uma colher (sopa) de Artemísia e deixe levantar fervura. Desligue o fogo e abafe por 10 minutos. Tome uma xícara três vezes ao dia.

Repelir Traças: A planta também serve como repelente de traças, para isso basta colocar raminhos secos nos armários e estantes.

beneficios da artemisia

Contraindicações da Artemísia:

Mulheres grávidas ou amamentando não devem consumi-la. Não ingerir crua e pode ser tóxica se consumida acima da dosagem. Seu uso deve ser moderado e é conveniente consultar um especialista antes de iniciar qualquer tratamento à base de Artemísia.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Ana Karolynne Goncalve

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão(UFMA), CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal do Maranhão(UFMA), Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *