Barbatimão – O que é, Benefícios e Como Usar

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Barbatimão – O que é, Benefícios e Como Usar
4.9 (97.78%) 9 vote[s]

Barbatimão – O que é, Benefícios e Como Usar esta planta. Além disso, o Barbatimão é rico em substância benéficas a saúde humana. O Barbatimão é uma espécie nativa dos cerrados brasileiros, presente nas regiões Sudeste e Centro Oeste. Seu nome científico é Stryphnodendron adstringens (Mart) Coville.

barbatimao

Da planta se extrai a madeira, de cerne avermelhado, considerada resistente e durável, enquanto da casca se produz matéria tintorial vermelha, destinada no curtimento do couro. Esta planta também é utilizada na medicina popular pela presença de compostos farmacologicamente ativos e seus potenciais benefícios à saúde.

A parte mais usada do Barbatimão é a casca, da qual pode ser feito o chá pelo processo de decocção. Esta planta é muito útil para tratar úlceras, feridas de HPV, doenças de pele, corrimento vaginal, gonorreia, diarreia, hemorragia, câncer, afecções hepáticas, diabetes e gastrite.

Nutrientes do Barbatimão:

Na composição química da planta são observados elevados teores de taninos, especialmente na casca. Os taninos são substâncias fenólicas solúveis em água que, nas plantas, possuem o papel biológico na defesa contra o ataque de animais e microrganismos.

Esta planta também conta com flavonoides em menores quantidades. Os flavonoides são compostos com elevado potencial antioxidante que atuam como protetores das células e seu DNA frente a danos oxidativos gerados por radicais livres. Confira agora os Benefícios do Barbatimão Para Saúde:

Benefícios do Barbatimão Para Saúde:

  • Os taninos encontrados na planta podem atuar positivamente na cicatrização das feridas através de mecanismos como o efeito anti-inflamatório pela vasoconstrição dos capilares (vasos diminuem de tamanho) diminuindo assim o fluxo sanguíneo.
  • A planta pode ter uma ação antifúngica. Alguns estudos sugerem que ele inibe o crescimento da Candida albicans, fungo causador da candidíase, que pode afetar tanto a cavidade oral quanto a região vaginal, gerando sintomas de candidíase
  • Alguns estudos avaliaram os extratos alcoólicos obtidos pela casca da planta e observaram que eles causam menor acidez gástrica, em virtude do possível efeito anti-secretor de ácido clorídrico.
  • Pelas propriedades anti-sépticas encontradas sobretudo na casca, esta planta pode contribuir no tratamento e alívio de dores de garganta.
  • Alguns estudos sugerem o uso de extrato da casca do Barbatimão, em virtude da atividade antibacteriana, como auxiliar no controle da cárie dental e gengivites.
  • Os taninos presentes nessa planta ainda podem promover a formação de vasos sanguíneos, além da reepitelização e ativação de miofibroblastos, células envolvidas no processo de cicatrização de tecidos, contribuindo para o reparo de lesões.

Como Usar o Barbatimão:

O Barbatimão pode ser usado externamente, mas seu maior consumo é como chá. O chá pode ser feito da seguinte forma: Utilize a quantidade de 2 colheres de sopa (20g) da casca do Barbatimão (previamente higienizada e seca) para cada litro de água filtrada, cozinhando-as em fogo brando por cerca de 10 minutos.

Após esse tempo, retire do fogo e deixe repousando por 5 minutos. Depois de coar, o chá desta planta estará pronto para consumo.

beneficios do barbatimao

Contraindicações do Barbatimão:

Apesar de beneficiar em alguns aspectos, o Barbatimão podem ser nutricionalmente indesejável devido a alguns de seus componentes, como os taninos.

Os taninos em excesso podem se complexar com facilidade a íons metálicos, ocasionando, por exemplo, a redução da absorção de ferro. Assim, ele é contraindicado a pessoas com má absorção e deficiência deste nutriente.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Ana Karolynne Goncalve

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão(UFMA), CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal do Maranhão(UFMA), Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *