Angélica Chinesa – O que é, Benefícios e Como Usar

Revisado por

Nutrição e Educação Física pela UFT

Especialista do Cura Natural

Angélica Chinesa – O que é, Benefícios e Como Usar
5 (100%) 3 vote[s]

Conheça a Angélica Chinesa, planta com propriedades medicinais, e saiba como aproveitar seus benefícios. A angélica-chinesa é um tónico tradicional utilizado na Ásia como auxiliar do sistema reprodutor feminino. Contudo, os especialistas ocidentais continuam a discutir a eficácia da planta. Embora exista no estado selvagem na Ásia, a angélica-chinesa é também muito cultivada para fins medicinais na China (a espécie A. sinensis) e no Japão (a A. acutiloba), onde muitas mulheres a tomam diariamente para manter uma boa saúde em geral. A forma terapêutica mais espalhada deriva da raiz da A. sinensis, planta de caules ocos que pode atingir 2,5 m de altura e produz flores brancas. Veja tudo sobre esta planta:Angélica Chinesa

O que Angélica Chinesa:

A Angélica Chinesa é uma planta medicinal, também conhecido como ginseng feminino e dong quai. Ela tem caule oco, que pode atingir 2,5 m de altura, e flores brancas.

Sua raiz pode ser utilizada como remédio caseiro para amenizar os sintomas da menopausa e normalizar ciclo menstrual e seu nome cientifico é Angelica sinensis.

Esta planta medicinal pode ser comprado em lojas de produtos naturais e as suas cápsulas podem ser compradas em alguns mercados e farmácias de manipulação, com o preço médio de 30 reais.

Propriedades da Angélica Chinesa:

Possui propriedade analgésica, antibiótica, anticoagulante, anti-reumática, antianêmica, antiasmática, anti-inflamatória, laxante, estimulante uterina, tônica cardíaca e tônica respiratória.

Benefícios da Angélica Chinesa:

É indicada para o tratamento da hipertensão, ejaculação precoce, artrite, anemia, cirrose, prisão de ventre, enxaqueca, dor abdominal após o parto, hemorragia uterina, reumatismo, úlcera, sintomas da menopausa e menstruação irregular.

Modo de uso da Angélica Chinesa:

​A parte utilizada para fazer remédio caseiro é a sua raiz.

  • Para o chá: Usar 30 g de raiz de Angélica Chinesa quais para 3 xícaras de água. Colocar a água fervente sobre a raiz, em seguida deixar repousar em recipiente com tampa por 30 minutos, coar e tomar.
  • Para uso do extrato: Usar de 50 a 80 g do extrato seco da raiz junto ao alimentos 6 vezes ao dia.

Efeitos Colaterais da Angélica Chinesa:

O uso de doses elevadas pode causar diarreia, dores de cabeça e sensibilidade a luz provocando erupções cutâneas e inflamações na pele, por isso ele só deve ser utilizado sob orientação médica.

Contraindicações da Angélica Chinesa:

A Angélica Chinesa não deve ser usada por crianças, na gravidez, em mulheres que estejam amamentando e com fluxo menstrual excessivo.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Alan Costa

Sou nutricionista e Personal Trainer. Me formei pela Universidade Federal do Tocantins em 2002, com registro profissional no CRN-4 nº 1509723, tenho especialização em Nutrição Esportiva, Treinamento Físico e treinos Curto de alta intensidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *