Agoniada – O que é, Benefícios e Como Usar

Revisado por

Nutrição e Educação Física pela UFT

Especialista do Cura Natural

Agoniada – O que é, Benefícios e Como Usar
4.7 (94.44%) 18 vote[s]

Conheça a Agoniada, planta com propriedades medicinais, e saiba como aproveitar seus benefícios. Agoniada é como chamamos uma planta de grande porte que possui madeira bem rígida, além da casca bastante amarga. O cultivo no Brasil é bastante extenso, principalmente entre Goiás e Rio Grande do Sul. A planta, também conhecida como quina branca, sucuba, arapou, bellaco caspi, plumeria lanciflora, tapouca, arapuê, sucuba, sucuriba e diversos outros nomes, possui muitas propriedades medicinais. As partes usadas para estes fins e proveito de seus benefícios são as folhas e as cascas que podem ser usadas no preparo de um chá.Agoniada

O que é Agoniada:

A Agoniada é uma planta medicinal, também chamada de agonia, arapuê ou jasmin-manga, muito utilizada no tratamento de cólicas menstruais, além de ter poder calmante.

O seu nome cientifico é Plumeria Lancifolia Mul. Arg e pode ser comprada em lojas de produtos naturais com o preço médio de 20 reais.

Propriedades da Agoniada:

As propriedades desta planta incluem a sua ação purgativa, febrífuga, antidepressiva, anti-asmática, antiespasmódica e calmante.

Benefícios da Agoniada:

Esta planta serve para tratar cólicas menstruais, febre, asma, doenças de pele, inflamações no útero, menstruação desregulada, bronquite, corrimentos vaginais, gases e vermes.

Modo de uso:

As partes utilizadas desta planta são a sua casca e flores. Infusão de Agoniada para cólicas menstruais:

  • Adicione 10 g de flores de Agoniada em 1 litro de água fervente.
  • Beber 4 vezes ao dia sem adoçar.

Efeitos Colaterais:

Os efeitos colaterais incluem diarreia e aumento do fluxo menstrual.

Contraindicações:

O consumo da planta é contraindicado para mulheres gestantes, pois a planta, além de agir no aparelho reprodutor feminino, pode causar diarreia, pois estas tem mais propensão.

Deve ser evitada também por crianças e mulheres em período de lactação. A casca produz um látex que, quando em doses elevadas, pode produzir síncope, delírio e pode causar inclusive a morte.

É importante que, antes de consumir qualquer medicamento, mesmo que natural, você procure um médico especializado para saber se determinada planta é o ideal para o seu caso, além de conferir as interações medicamentosas.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Alan Costa

Sou nutricionista e Personal Trainer. Me formei pela Universidade Federal do Tocantins em 2002, com registro profissional no CRN-4 nº 1509723, tenho especialização em Nutrição Esportiva, Treinamento Físico e treinos Curto de alta intensidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *