Nutrientes

Ácidos graxos – o que é, fontes, benefícios e deficiência!

acidos graxos

Os ácidos graxos são ácidos carboxílicos ligados a uma longa cadeia alifática. Um dos principais parâmetros que caracteriza os ácidos graxos é o número de carbonos que a molécula contém.

acidos graxos
ácidos graxos

Os ácidos graxos de ocorrência biológica apresentam em sua maioria um número par de carbonos. Além disso, essenciais precisam ser fornecidos na alimentação diariamente, agem como reguladores da coagulação, pressão sanguínea, inibidores de processos inflamatórios.

O que são ácidos graxos?

São espécies químicas constituídos por cadeia de carbonos e hidrogênios ligados entre si, que podem apresentar tamanhos variados. Estes ácidos carboxílicos (COOH) são os principais constituintes dos lipídios e são caracterizados pelo número de átomos de carbono que possuem.

Desta forma, podem ser chamados de ácidos graxos de cadeia curta, média ou longa, sendo que a maioria é de cadeia alquila longa, com mais de 12 carbonos. Os ácidos graxos são encontrados em óleos e gorduras vegetais e animais. Podem ser classificados em saturados ou insaturados.

Tipos de ácidos graxos

Saturados:

São ácidos graxos que apresentam apenas ligações simples entre os carbonos de suas cadeias. Abaixo temos a fórmula estrutural dos principais saturados:

  • Butírico: É também chamado de ácido butanoico, pois apresenta quatro átomos de carbono em sua estrutura.
  • Láurico: É também chamado de ácido dodecanoico, pois apresenta doze átomos de carbono em sua estrutura.
  • Palmítico: É também chamado de ácido hexadecanoico, pois apresenta dezesseis átomos de carbono em sua estrutura.
  • Esteárico: É também chamado de ácido octadecanoico, pois apresenta dezoito átomos de carbono em sua estrutura.
  • Esse grupo de ácidos graxos geralmente é utilizado como lubrificante e também na produção de diversos cosméticos.

Insaturados:

São ácidos graxos que apresentam uma ou várias ligações pi entre os carbonos de suas estruturas. Eles podem ser divididos em dois grupos:

  • Monoinsaturados: São os que apresentam apenas uma ligação pi entre os átomos de carbono.
  • Oleicos: É também chamado de ácido octadec-9,13-dienoico, pois apresenta dezoito átomos de carbono e uma ligação dupla no carbono 9 de sua estrutura.
  • Poli-insaturados: São que apresentam duas ou mais ligações pi entre os átomos de carbono. Veja a fórmula estrutural dos principais ácidos graxos poli-insaturados:
  • Linoleicos: É também chamado de ácido octadec-9,13-dienoico, pois apresenta dezoito átomos de carbono e duas ligações duplas (nos carbonos 9 e 13) em sua estrutura.
  • Araquidônicos: É também chamado de ácido eicosa-5,8,11,14-tetraenoico, pois apresenta vinte átomos de carbono e quatro ligações duplas (localizadas nos carbonos 5,8,11 e 14) de sua estrutura.

Fontes de ácidos graxos:

  • Saturados: Os saturados podem ser obtidos por meio do consumo de chocolates diversos, carne vermelha (bovina, suína etc.), ovos, leite integral e derivados, gordura animal etc.
  • Monoinsaturados: Os monoinsaturados podem ser obtidos por meio do consumo de óleos (obtidos a partir de amendoim, oliva, canola etc.) ou de nozes e abacate.
  • Poli-insaturados: Os poli-insaturados podem ser obtidos por meio do consumo de óleos extraídos de vegetais (milho, girassol, soja, castanhas, amêndoas etc.), peixes etc.

Benefícios dos ácidos graxos para saúde:

De uma forma geral, os ácido graxos são chamados de essenciais por não serem produzidos pelo organismo. Além disso, é necessário que eles façam parte da nossa alimentação, já que desempenham diversos papéis para o organismo, a saber:

  • Manter os níveis de lipídios em uma quantidade normal no sangue;
  • Além disso, ajudam, de forma geral, no controle de inflamações, infecções e lesões;
  • Auxiliam na regulação da pressão arterial,
  • Além disso, a coagulação adequada do sangue;
  • A produção de hormônios;
  • Além disso, favorecem a produção de anticorpos.

Principais sintomas de deficiência de ácidos graxos:

  • Ácido alfa-linolênico: Dificuldade de aprendizagem, retardo no crescimento, fraqueza, problemas visuais, pele seca, edema, inflamações crônicas, descoordenação motora, dificuldade de andar, dores nas pernas.
  • Alimentos ricos em ômega 3 incluem peixes de água fria, como salmão, atum, bacalhau, arenque, truta, sardinha e seus óleos, sementes e óleo de linhaça, óleo de soja, canola, nozes.
  • Ácido linoleico: Queda de cabelo, cabelos secos e quebradiços, excessiva perda de água acompanhada de sede frequente, problemas cutâneos como pele seca com descamação, manchas, retardo no crescimento, fadiga, formigamento, problemas de visão, problemas cardiovasculares como dores no peito.
  • As fontes deste tipo de gordura estão nos óleos de girassol, milho, gergelim, canola, soja, linho encontrados também nas amêndoas, castanhas, avelãs.

Fique atento aos sintomas. Além disso, quantidades elevadas de ômega 6 interferem na absorção do ômega 3, a proporção é de 4 a 10g de ômega 6 para 1g de ômega 3.

Formado em Comunicação Social, especialista em jornalismo digital e SEO, responsável por criar diversos projetos na internet, afim de levar conhecimento à todos sobre saúde, beleza, bem estar, natureza e entretenimento.

8 comentários

  • […] a medicina popular atribui uma série de usos ao Pequi. O Caroço do Pequi também é rico em ácidos graxos monoinsaturados, gorduras do bem que também são encontradas nas oleaginosas e […]

  • […] A garra do diabo desintoxica e estimula os mecanismos de defesa do organismo, além de potencializar os agentes antirreumáticos naturais do corpo e auxiliar na eliminação de ácido úrico. […]

  • […] ácidos graxos contidos no abacate são úteis para a formação adequada dos tecidos da pele e do cérebro do […]

  • […] entanto, este suco contém ácido palmitoleico, um tipo de ácido graxo monoinsaturado que acelera o metabolismo, reduzindo a gordura […]

  • […] de pele. Além disso, pois sabe-se que é rica em polifenóis, vitamina A, vitamina B, vitamina E, ácidos graxos essenciais e alguns minerais, por isso é altamente nutritiva e hidratante para […]

  • […] peso, justamente por colaborar com ativação do metabolismo da queima de gorduras, por conta dos ácidos graxos presentes em sua […]

  • […] tem um alto teor de ácidos graxos essenciais, os quais não são produzidos pelo organismo e são necessários para uma vida […]

  • […] vários compostos antienvelhecimento que reduzem a velocidade em que sua pele envelhece. O ácido palmitoleico presente não só evita os sinais de envelhecimento, como também elimina. O […]

Deixe um comentário