Rubor Facial – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Rubor Facial – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos  que iremos lhe explicar agora. Além disso, o Rubor Facial sempre foi relacionado à timidez, afinal, quem nunca presenciou alguém ficando ruborizado diante de uma situação constrangedora? Porém, em algumas pessoas, o Rubor Facial não tem como causa apenas fatores emocionais.

Rubor FacialO Rubor Facial é uma vermelhidão que aparece, geralmente em surtos repetidos, mais comumente na face, mas também pode ocorrer no pescoço, orelhas e parte superior do tronco.

Causas do Rubor Facial:

O rubor na pele significa que houve um aumento intenso do fluxo sanguíneo nestes locais, pela dilatação dos vasos sanguíneos.

Suas causas mais comuns são:

Uso de alguns medicamentos (tamoxifeno, ácido nicotínico, hidralazina, sildenafil, clorpropamida, e outros) e aditivos alimentares, como glutamato monossódico.

O rubor da pele pode também fazer parte dos sintomas de rosácea, uma doença muito comum da pele. Outras doenças de pele também causam vermelhidão, mas que é mais duradoura, como a dermatite seborreica, o lúpus eritematoso da face e outras.

Quais são os Principais Sintomas do Rubor Facial?

Como já citamos acima, a principal característica do Rubor Facial é a vermelhidão no rosto.

Rubor Facial causasOutro sintoma bastante comum entre os pacientes é o calor facial antes do início do rubor, que vem acompanhado de uma sensação de queimação ou formigamento, assim como com a sensação de aceleração do coração (taquicardia), aceleração da respiração (taquipnéia), dificuldade de concentração e ansiedade excessiva.

Primeiramente, é importante esclarecer que:

O rubor considerado normal é aquele associado com as interações públicas ou situações constrangedoras em que ficamos envergonhados e que acontece poucas vezes em nossa rotina.
A menopausa também pode causar ondas de calor e vermelhidão, o que não caracteriza o Rubor Facial. A rosácea não é um tipo de Rubor Facial, mas sim uma doença crônica da pele.

Diagnóstico de Rubor Facial:

Na maioria dos casos não são necessários exames para investigar o Rubor Facial, mas em casos de início súbito recente e/ou muito intensos e recorrentes pedem investigação, principalmente se estiver associado com outros sintomas como:

Tratamento Para o Rubor Facial:

O tratamento do Rubor Facial depende da causa. Existem cremes com efeito vasoconstritor, que funcionam por até 12 horas, quando aplicados na pele. A proteção solar é importante e lasers podem ser muito eficientes também. No caso da rosácea, os lasers são os tratamentos de escolha.

Alguns medicamentos, como beta-bloqueadores, clonidina, ansiolíticos, reposição hormonal (no caso da menopausa) podem ser úteis em casos de rubor da pele. É claro que o tratamento deve ser direcionado pelo médico sempre e deve ser escolhido de acordo com a causa provável do rubor.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *