Intolerância Alimentar – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Intolerância Alimentar – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos
4.8 (96%) 5 vote[s]

Intolerância Alimentar é uma condição que afeta milhares de pessoas e é responsável por trazer muitos desconfortos, pois a Intolerância Alimentar faz com que o corpo dos portadores dela crie uma certa repulsa a certas substancias.

Intolerância Alimentar (também conhecida como alergia tardia, hipersensibilidade alimentar ou alergia tipo III) consiste em reações não tóxicas, as quais podem ser causadas por alimentos (proteínas) reconhecidos como estranhos pelo organismo levando a reações mediadas principalmente por IgG.intolerancia alimentar

Mais de 80 % das reações imunológicas tem sua origem no intestino que garantem uma barreira quase intransponível contra bactérias, vírus e outros agentes patogênicos. Esses alimentos ou substâncias e/ou fragmentos de proteínas (macromoleculas), inflamam a mucosa intestinal, aumentam a permeabilidade, caem na circulação e são reconhecidos pelo sistema imunológico como elementos estranhos e agressores.

São combatidos pelo sistema imunológico, formando imunocomplexos (Ag-Ac) , que se não forem neutralizados ou fagocitados, serão depositados em orgão ou tecidos levando a processos inflamatorios e revelando sinais e sintomas. A literatura médica mundial, para o assunto, descreve mais de 150 sinais e sintomas associados à incompatibilidade, hipersensibilidade ou Intolerância Alimentar.

Com este processo instalado dizemos que o paciente é intolerante ao determinado alimento. Excluindo o alimento da dieta por certo tempo ( minimo 90 dias), tratando a mucosa intestinal e recompondo a microflora intestinal o alimento poderá ser reintroduzido à rotina do indivíduo observando sempre a frequência e quantidade.

causas da intolerancia alimentar

O que é a Intolerância Alimentar

Alergia alimentar é uma reação do sistema imunológico que ocorre logo após a ingestão de um determinado alimento. Mesmo uma pequena quantidade do alimento que causa alergia em algumas pessoas pode desencadear sinais e sintomas, que costumam variar de gravidade.

Em alguns casos, a alergia alimentar pode causar sintomas graves ou até mesmo uma reação com risco de vida – conhecida como anafilaxia.

A alergia alimentar afeta de 6 a 8% das crianças com menos de três anos de idade e até 3% dos adultos. Enquanto não há cura, algumas crianças superam sua alergia alimentar à medida que envelhecem.

É fácil confundir alergia alimentar com Intolerância Alimentar, que é uma reação muito mais comum. Esta última, no entanto, é menos grave que uma alergia alimentar e não envolve o sistema imunológico.

Sintomas de Intolerância Alimentar

Os sintomas da Intolerância Alimentar surgem algum tempo depois da ingestão do alimento em que o indivíduo possui dificuldade em digerir corretamente. Os sintomas mais comuns de Intolerância Alimentar são:

  • Diarreia ou prisão de ventre ou alternância entre eles;
  • Barriga inchada;
  • Gases;
  • Enjoo;
  • Vômito;
  • Dor abdominal – cólicas intestinais.

Mas além destes sintomas a Intolerância Alimentar pode com o passar do tempo gerar outros sintomas tais como:

  • Dor de cabeça;
  • Enxaqueca;
  • Dificuldade em emagrecer;
  • Depressão;
  • Acne.

A Intolerância Alimentar é causada pela deficiência ou ausências de alguma enzima digestiva.

Causas da Intolerância Alimentar

A principal causa da Intolerância Alimentar é uma deficiência ou ausência de determinada enzima digestiva. Ela também pode ter origem genética, surgir por conta da ingestão de medicamentos, por conta de alterações anatômicas ou por comprometimento de alguma glândula que atue na digestão. Muitas vezes, a Intolerância Alimentar pode ser confundida com uma alergia alimentar e, por isso, deve ser avaliada por um especialista, que prescreverá o tratamento adequado.

Intolerância Alimentar tem Cura?

Não existe um tratamento específico para curar a esse trastorno, mas alguns pacientes podem alcançar a cura quando excluem, durante 3 meses no mínimo, o alimento a que é intolerante. Nestes casos, quando o individuo volta a introduzir o alimento na dieta pode ser que consiga digeri-lo melhor, sem que se manifestem os sintomas de Intolerância Alimentar.

No entanto, esta estratégia deve ser orientada por um nutricionista ou nutrólogo, pois ela só resulta em alguns casos, de acordo com a causa da Intolerância Alimentar. Nos casos em que esta estratégia não resulta, o indivíduo tem que excluir completamente da dieta, durante toda a vida o alimento a que é intolerante ou tomar enzimas que consigam digerir esse alimento.

o que e a intolerancia alimentar

O tratamento para Intolerância Alimentar consiste em retirar da alimentação todos os alimentos que não sejam corretamente digeridos pelo indivíduo.

Por isso, os indivíduos que possuem Intolerância Alimentar ao ovo, por exemplo, não podem comer ovo frito, ovo cozido, e nem nada que tenha sido preparado com o ovo, como bolos, biscoitos e tortas, o que pode dificultar um pouco sua alimentação, e por isso é importante que o médico ou nutricionista indique quais as substituições que o indivíduo deverá fazer para garantir que seu corpo receba todos os nutrientes necessários e desta forma evitar as carências nutricionais. Além disso, em alguns casos pode ser possível o paciente ingerir remédios com enzimas que ajudem a digerir os alimentos a que são intolerantes.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Ana Karolynne Goncalve

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão(UFMA), CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal do Maranhão(UFMA), Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *