Diverticulite – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Diverticulite – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos
5 (100%) 8 votes

Diverticulite – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos para este mal. Além do que, Caracteriza-se por pequenas bolsas que se formam na parede do cólon, geralmente em pessoas com mais de 60 anos de idade, sendo na maioria das vezes assintomática (em 70% dos casos), enquanto apenas 10% apresentam sintomas. Também conhecida por “apendicite do lado esquerdo” ou “Diverticulose”.

DiverticuliteA principal causa da Diverticulite é a obstrução do divertículo por pequenos pedaços de fezes, os quais favorecem a proliferação de bactérias dentro dele.

A Diverticulite, pequena bolsa que se forma na parede do intestino grosso (cólon), que é semelhante a um dedo de uma luva, pode levar o paciente ao quadro chamado “Diverticulite”, que costuma apresentar febre, dores abdominais e alterações do trânsito intestinal.

Em média, 30% das pessoas acima de 60 anos e mais de 60% das pessoas acima de 80 anos, possuem divertículos.

Causas da Diverticulite:

As causas ainda são desconhecidas, contudo há alguns fatores que aumentam o risco de um indivíduo desenvolver divertículos no intestino e, consequentemente, de inflamarem e ocasionarem a Diverticulite. São eles:

  • Ter mais de 40 anos.
  • Ter uma alimentação rica em gordura e pobre em fibras.
  • Ser obeso e não praticar atividade física regularmente.
  • Os divertículos surgem na parede do intestino grosso no decorrer da vida, devido
  • principalmente, à pressão exercida pelo conteúdo intestinal contra esta parede.

Quando ocorre a obstrução de algum divertículo, seja por fezes ou alimentos não digeridos, tem início o processo inflamatório no divertículo que, posteriormente, evoluirá para um processo infeccioso: a Diverticulite.

Sintomas de Diverticulite:

Pessoas com divertículos, sem a inflamação da Diverticulite, geralmente não apresentam sintomas, mas podem sentir inchaço e cólicas na parte inferior do abdômen. Raramente, elas notam sangue nas fezes ou no papel higiênico.

Dores abdominais e febre podem ser Diverticulite aguda
Os sintomas da Diverticulite são mais graves e geralmente aparecem subitamente, mas podem piorar em poucos dias. São eles:

  • Sensibilidade, geralmente na parte inferior esquerda do abdômen
  • Inchaço ou gases
  • Febre e calafrios
  • Náusea e vômito
  • Falta de fome e alimentação insuficiente

Diagnóstico de Diverticulite:

É comum que uma pessoa descubra que desenvolveu divertículos no trato digestivo durante exames de rotina, já que eles não manifestam sintomas. A Diverticulite, no entanto, pode ser identificada após uma crise de dor abdominal.

Diverticulite tratamentos

O problema é que dor abdominal pode ser um indicativo de vários outros problemas de saúde, portanto fica difícil para o médico afirmar exatamente qual a causa das dores sem que alguns exames específicos sejam realizados. Para esses casos, o jeito é ir pelo critério de eliminação.

O médico, então, examinará o abdômen do paciente em busca de regiões sensíveis. Em seguida, pedirá um exame de sangue para fazer a contagem de glóbulos brancos. Se estiver muito alto, é sinal de infecção. Depois, solicitará alguns exames de imagem, como tomografia computadorizada, a fim de visualizar os locais em que há inflamação.

Como Tratar a Diverticulite:

  • O tratamento para Diverticulite é orientado pelo gastroenterologista ou clínico geral, e é feito com:
  • Uso de antibióticos, como Ciprofloxacino e Metronidazol, para controlar a infecção, durante cerca de 10 dias;
  • Uso de analgésicos, como o Paracetamol ou anti-inflamatórios, como Ibuprofeno, por exemplo, para alívio do desconforto abdominal;

Cuidados com a dieta, que nos primeiros 3 dias, deve ser em jejum ou líquida, e só depois ir adicionando gradualmente alimentos sólidos, para não aumentar a pressão dentro do intestino. Saiba o que pode e o que não pode comer durante a crise de Diverticulite.

À medida que a inflamação dos divertículos e os sintomas vão diminuindo, o paciente deve ir introduzindo nas suas refeições diárias alimentos ricos em fibras, como frutas e vegetais frescos ou cereais integrais, por exemplo, de forma a evitar que os divertículos inflamem novamente.

Quando a pessoa é capaz de seguir bem as orientações e quando o quadro está leve, este tratamento pode ser feito em casa, entretanto, no caso de Diverticulite aguda complicada, é importante a internação para realização de medicamentos na veia e avaliação da possibilidade de cirurgia.

Para tratamento cirúrgico da inflamação, pode ser feita uma punção para drenagem do pus ou uma cirurgia para retirada da parte prejudicada do intestino. Veja mais detalhes sobre opções de tratamento e cirurgia para Diverticulite.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Ana Karolynne Goncalve

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão(UFMA), CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal do Maranhão(UFMA), Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *