Apendicite Aguda – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Apendicite Aguda – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos que devemos nos Atentar. Além do que, a Apendicite Aguda caracteriza-se pela inflamação e infecção do apêndice cecal, ele é uma estrutura vermiforme (em forma de verme) que sai da primeira porção do intestino grosso (região chamada de ceco), tem comprimento variável, em torno de 6 cm a 10 cm, e está localizado na parte inferior, do lado direito do abdome.

Apendicite Aguda causasO apêndice apresenta um canal em seu interior que se comunica com o intestino grosso, local em que ficam as fezes semi-líquidas. A apendicite é causada por um pequeno bloco de fezes endurecidas (chamados fecalitos), este bloco obstrui o apêndice, mas pode ser causada também por inflamação do tecido linfático, que ricamente está presente nesta estrutura.

Esta obstrução pelos fecalitos causa a proliferação de bactérias na região, ocasionando um processo infeccioso, podendo ser de leve a intenso, de acordo com o tempo que o tratamento demora a ser iniciado.

A obstrução pode ocorrer também devido a parasitas intestinais, cálculos biliares ou aumento de volume de gânglios linfáticos locais.

A Apendicite Aguda é a causa mais frequente da dor abdominal aguda (ocorre em todos os casos), que pode ser tratada cirurgicamente como emergência e uso de determinados antibióticos Costuma aparecer entre os 10 e 30 anos de idade, contudo, pode ocorrer em qualquer faixa etária, sendo rara em crianças com menos de 2 anos de idade.

Causas da Apendicite Aguda:

As causas da apendicite não são sempre claras, mas algumas situações são conhecidas por levar à inflamação no apêndice. Veja:

  • Obstrução por gordura ou fezes
  • Infecção, como a gastrointestinal causada por vírus.

Em ambos os casos, uma bactéria presente naturalmente dentro do apêndice começa a se multiplicar, causando a inflamação e o inchaço do apêndice, e eventualmente com pus. Se não tratada prontamente, a apendicite pode causar o rompimento do apêndice.

Sintomas de Apendicite Aguda:

O principal sintoma da apendicite é dor abdominal, que varia de acordo com a idade da pessoa e da posição do seu apêndice (“bolsa” presa na parte final do cólon) inflamado.

Geralmente, o primeiro sinal é dor na região próxima ao umbigo, que pode ser fraca no início mas vai se tornando cada vez mais aguda e grave conforme as horas passam.

Apendicite AgudaÀ medida que aumenta a inflamação no apêndice, num processo que varia de 12 a 18 horas, a dor tende a se mover para baixo e à direita – local diretamente acima do apêndice, também chamado ponto de McBurney.

Outros sintomas de apendicite, que aparecem junto com a dor são:

Se o apêndice se rompe, a dor pode desaparecer por um breve período e a pessoa se sente melhor repentinamente. No entanto, uma vez que o revestimento da cavidade abdominal fica inflamada e infectada (uma condição chamada peritonite), a dor piora e os sintomas se intensificam – principalmente quando a pessoa caminha ou tosse.

Sintomas posteriores incluem:

Tratamentos Para Apendicite Aguda:

O tratamento com antibióticos pode ser cogitado quando a apendicite é descoberta na fase inicial”, informa o cirurgião Aníbal Bogossian, conselheiro da Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro. “Para isso, o órgão tem que estar apenas inflamado.

Se já houver obstrução do intestino ou infecção com a presença de pus, a recomendação ainda é cirúrgica”.

Segundo o médico, a grande maioria dos pacientes só recebe o diagnóstico nessa fase tardia ou quando já existe complicação como perfuração do apêndice, o que inviabiliza a abordagem conservadora.

“As crianças, em geral, respondem bem aos antibióticos”. O médico explica, porém, que o tratamento deve ser feito em regime de internação para que o paciente possa ser monitorado e avaliado de 6 em 6 horas para identificar se está surtindo efeito e se há qualquer sinal de complicação.

“A maioria das mortes por apendicite decorre de falhas no acompanhamento e demora no diagnóstico”, explica o cirurgião.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *