Miopia – O que é, Causas, Sintomas e Prevenção

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Miopia – O que é, Causas, Sintomas e Prevenção
4.7 (93.33%) 3 votes

Miopia – O que é, Causas, Sintomas e Prevenção desta condição. Além disso, a  Miopia é um erro refrativo do globo ocular no qual a imagem dos objetos no olho é focada incorretamente, isto é, os objetos são focados à frente da retina, fazendo com que a visão dos objetos distantes pareça turva.

miopia

Para melhor perceber o significado de Miopia, imagine a imagem de um dado objeto a passar através do olho. A imagem com visão normal deve formar-se na retina. Esta, posteriormente, transmite as informações ao cérebro através do nervo ótico.

O que é Miopia ?

A Miopia é uma condição que prejudica a acuidade visual das pessoas. Ela impede que os objetos mais distantes sejam vistos com clareza, embora os mais próximos ainda tenham boa nitidez.

O grau da doença é que vai determinar a que distância começa a falta de nitidez, no entanto nos casos mais graves os portadores apenas enxergarão bem os itens que estiverem a poucos centímetros de seus olhos.

Ela pode se desenvolver de forma gradual ou rapidamente, e sua maior piora, em geral, coincide com a fase de crescimento. Esta condição possui um forte fator genético, e estima-se que até 40% da população do ocidente seja afetada pela doença.

Causas da Miopia:

Como já explicado, a Miopia é um erro refrativo e acredita-se que a causa para que isso aconteça se deve a um conjunto de fatores ambientais relacionados com a estrutura do olho globo ocular muito comprido ou retina muito arredondada.

Sabe-se que esta condição tem maior ocorrência em uma mesma família, isto é, pessoas que são filhos de pais míopes, muito provavelmente desenvolverão a doença também.

Além disso, pesquisas recentes revelam que períodos extensos de leitura, em que é preciso focar um objeto a uma curta distância, e também a falta de luz podem auxiliar no desenvolvimento da condição.

Sintomas da Miopia:

Os sintomas mais evidentes da Miopia são: visão embaçada mais à distância, dificuldade para identificar objetos afastados, assistir a filmes, dirigir automóveis, entre outros. A capacidade visual parece melhorar fechando um pouco os olhos, mas a condição não corrigida devidamente pode provocar dores de cabeça, lacrimejamento ou tensão ocular.

Fatores de Risco Para Miopia:

O principal fator de risco para a Miopia é a hereditariedade. Hoje, acredita-se que o estresse visual excessivo e prolongado decorrente de atividades que exijam um maior uso da visão de perto possa estar associado a um fator de risco para o desenvolvimento desta condição.

Esta doença geralmente é diagnosticada entre os oito e 12 anos. Os olhos estão em processo de desenvolvimento nessa idade, por isso a forma deles pode mudar. Adultos geralmente permanecem míopes se eles têm esta condição desde criança. O surgimento de Miopia em adultos que não apresentavam a patologia na infância pode estar associado à diabetes descompensada ou catarata.

causas da miopia

Tratamentos Para Miopia:

Pode-se fazer a correção da Miopia com óculos, lentes de contato ou cirurgia. Óculos são a forma mais simples, rápida e segura de corrigir a condição. Lentes de contato são uma opção segura e eficiente se usadas apropriadamente. Porém, as lentes de contato não são a melhor opção para todas as pessoas. Alguns pacientes podem ter condições nos olhos que impedem o uso de lentes de contato.

O tratamento com cirurgia refrativa visa alterar permanentemente o formato da córnea, o que melhora a visão refrativa. Cirurgia pode diminuir ou eliminar a necessidade de uso de óculos ou lentes de contato. Há muitos tipos de cirurgias refrativas, e opções cirúrgicas devem ser discutidas com o médico.

Prevenção da Miopia:

Na maioria das vezes, a Miopia está relacionada ao desenvolvimento do próprio olho, como o crescimento do globo ocular. Por isso, é necessário saber que as ações de prevenção são muito mais efetivas em crianças e jovens do que em adultos e idosos.

Com isso, qualquer medida deve ser executada o quanto antes, mas as chances reais são para os mais jovens. Nesse caso, algumas ações incluem:

  • Evite a exposição prolongada a aparelhos eletrônicos;
  • Estimule atividades ao ar livre de maneira protegida;
  • Corrija a postura.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Ana Karolynne Goncalve

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão(UFMA), CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal do Maranhão(UFMA), Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *