Alcoolismo Agudo – O que é, Causas Sintomas e Tratamentos

Alcoolismo Agudo – O que é, Causas Sintomas e Tratamentos!

Revisado por

Bioquímica Farmacêutica pela USP

Especialista do Cura Natural

Alcoolismo Agudo – O que é, Causas Sintomas e Tratamentos nesse artigo você vai tirar todas suas dúvidas sobre esse problema. Além disso, o etanol é o álcool encontrado nas bebidas que habitualmente são consumidas e, ao contrário do que se pensa, não são estimuladores mas depressores do sistema nervoso central.

O alcoolismo agudo é consequência da ingestão de bebidas alcoólicas acima dos limites de tolerância do organismo. Cada pessoa é afetada de uma forma diferente. Contudo, a sintomatologia apresentada poderá ser diversa, consoante o nível de intoxicação.

Os efeitos iniciais agradáveis de álcool são bem conhecidos. A bebida é a companhia habitual de muitas reuniões sociais, o que não constitui normalmente um perigo para a saúde quando em doses muito moderadas. Contudo, não se deve esquecer que um grande número de acidentes nas estradas é provocado pela embriaguez dos condutores.

O que é Alcoolismo Agudo?

O alcoolismo agudo é uma intoxicação provocada pelo abuso de bebidas alcoólicas, independentemente do hábito de beber. Os sintomas variam com a dose de álcool ingerida e vão desde a maneira de caminhar caraterística do ébrio até à perda da coordenaçao muscular, da diminuição dos processos mentais até à completa inconsciência ou coma.

Normalmente, os sintomas vão desaparecendo à medida que se verifica a combustão do álcool nos processo metabólicos do organismo. Em casos extremos de intoxicação alcoólica aguda, pode causar a morte.

A recuperação de uma crise de alcoolismo agudo é frequentemente acompanhada da chamada «ressaca», dor de cabeça, náuseas e desidratação. Alguns destes efeitos não dependem do álcool, mas sim de substâncias que o acompanham.

Responsáveis pelas diferenças de sabor e de ação das diversas espécies de bebidas alcoólicas. Em geral, numa bebida alcoólica, os efeitos dessas substâncias são insignificantes quando comparados com os do álcool nela contido.

Os efeitos iniciais agradáveis de álcool são bem conhecidos. A bebida é a companhia habitual de muitas reuniões sociais, o que não constitui normalmente um perigo para a saúde quando em doses muito moderadas. Contudo, não se deve esquecer que um grande número de acidentes nas estradas é provocado pela embriaguez dos condutores.

Causas DO Alcoolismo Agudo:

  • O desejo de integra um grupo;
  • Teste seus limites com álcool;
  • Fazer uma espécie de ritual;
  • Quero esquecer os problemas relacionados á adolescência;
  • Mascarar o medo de responsabilidades.

Sintomas do Alcoolismo Agudo:

  • Hálito característico a álcool;
  • Falta de coordenação de movimentos e dificuldade na articulação de palavras;
  • Alegria e exuberância de atitudes;
  • Conflitualidade;
  • Ventilação irregular e acelerada;
  • Palidez e suores frios;
  • Contracções de pequenos grupos muscular;
  • Alterações da lucidez, equilíbrio, força e consciência (em casos mais graves pode surgir o coma etílico).

Tratamento do Alcoolismo Agudo:

A abstenção ao álcool é o principal tratamento. Contudo, a síndrome de abstinência é o principal entrave para se largar a bebida. Nesta síndrome o indivíduo pode ter tremores, ansiedade, insônia, alucinações e convulsões, além do delirium tremens.

Manifestação que pode durar vários dias com desorientação, suor excessivo, confusão, febre e batimentos cardíacos acelerados. Há, além disso, um desejo violento pelo álcool, onde neste momento para a pessoa nada é comparável em grau de importância.

É preciso tratar ao mesmo tempo a desnutrição, para que a convalescença seja mais rápida. Geralmente, se os órgãos não foram seriamente lesados, a recuperação pode ser quase total, mas nos casos, por exemplo, de Cirrose Hepática, o único tratamento é o transplante do fígado, que não é usualmente feito, pois a reincidência do individuo ao uso do álcool é bastante grande.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Byanca Stefany

Sou graduada em Ciências Farmaceuticas pela Universidade Federal do Piaui (UFPI), com pós graduação em Fármaco e Medicamentos pela Universidade de São Paulo (USP) mestrado também pela Universidade de São Paulo (USP) na área de Tecnologia Bioquímica Farmacêutica e Doutoranda pela Universidade de São Paulo (USP) na área de Farmácia Fisiopatologista e Toxicologia. Atualmente Trabalho na área de Análise Clinicas, e tambèm atuo no Instituto de Pesquisa de Ciência, tecnologia e Qualidade (ICTQ) e exerço a função de Editor no site "Dicas de Saúde".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *