Cefaleia – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Revisado por

Nutrição e Educação Física pela UFT

Especialista do Cura Natural

Cefaleia – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos que você precisa saber. Além disso, A Cefaleia ou “Cefalgia” são condições científicas para a popular “dor de cabeça”.

Pode ocorrer de modo único, quando apresenta um complexo sintomático agudo, como a enxaqueca; ou então quando vem de uma doença em desenvolvimento, como infecções.

No caso da dor de cabeça aguda, chamamos de Cefaleia primária e se associada a alguma doença, Cefaleia secundária.

É estimado que 91% da população mundial já sentiu ou irá apresentar algum episódio de Cefaleia ao longo de suas vidas. Por isso, recomendamos uma avaliação completa e criteriosa do paciente que apresenta algum tipo de Cefaleia.

Causas da Cefaleia:

A Cefaleia tensional na verdade é o tipo mais comum de dor de cabeça, aquela coisa chata que ás vezes aparece após um dia intenso no trabalho, sendo que as suas causas não são bem compreendidas pelos médicos ainda, podendo ser de estresse a um problema de alimentação, por exemplo.

Segundo informações divulgadas pela Sociedade Brasileira de Cefaleia, cerca de 38% a 74% da população brasileira sofre com o mal.

Sintomas de Cefaleia:

  • Dificuldade em adormecer e manter o sono.
  • Leve dor ou pressão na frente, topo ou laterais da cabeça.
  • Dor de cabeça que ocorre no final do dia.
  • Dificuldade de concentração.
  • Fadiga crônica.
  • Irritabilidade.
  • Dores musculares.
  • Sensibilidade à luz ou ruído.

Tratamentos Para Cefaleia:

Algumas pessoas com Cefaleia tensional não procuram atendimento médico e tentam tratar a dor por conta própria. Infelizmente, o uso repetido de medicamentos analgésicos pode realmente causar dor de cabeça ainda piores.

Dessa forma, é importante procurar ajuda médica e seguir as orientações. Entre os medicamentos que podem ser receitados estão:

Medicamentos combinados. O ácido acetilsalicílico, paracetamol ou ambos são muitas vezes combinados com cafeína ou um sedativo em um único medicamento. Drogas combinadas podem ser mais eficazes do que os analgésicos sozinhos.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *