Início » Doenças e Tratamentos » Argiria – o que é, causas, sintomas e tratamentos!

Argiria – o que é, causas, sintomas e tratamentos!

argiria

A argiria é um distúrbio da pele desencadeado pela exposição a certos elementos metálicos que podem dar origem a várias anormalidades cosméticas e de saúde. Esta desordem rara resulta da exposição extrema a várias formas químicas de prata, compostos de prata e pó de prata.

argiria
argiria

A principal característica da doença é o cinza azulado para a coloração em ardósia da pele do paciente, bem como as membranas mucosas, devido aos depósitos de partículas de prata na pele. Não é contagioso e pode se desenvolver de forma generalizada ou localizada.

O que é argiria?

A Argiria (do grego argyros (prata) + ia), também chamada “doença azul” (não confundir com a cianose, que às vezes é também chamada assim), é uma condição rara em que a pele, partes dela ou alguns órgãos adquirem uma coloração azul-acinzentada. Além disso, a maioria dos autores considera a argiria como um problema cosmético, de consequências apenas estéticas, e não uma doença.

Quais são as Causas da argiria?

As causas da argiria é a exposição da pele à prata ou a compostos de prata absorvidos por via oral, inalatória ou pela própria pele, durante um longo período de tempo e pode incluir indivíduos que trabalham na indústria de transformação de prata ou em minas do metal; indivíduos que usam medicamentos que contêm compostos de prata; obturação dentária de prata; uso de pulverizadores nasais que contenham sais de prata e tatuagens com tintas contendo sais de prata.

Quais são os Principais Sinais e Sintomas da argiria?

O contato prolongado e contínuo com o metal pode ocasionar grandes malefícios ao organismo. O principal sintomas da argiria é que a pele, na sua totalidade ou de modo apenas regional e alguns órgãos ficam permanentemente azul-acinzentados.

Antes da era dos antibióticos, os sais de prata em soluções coloidais eram muito usados para combater as bactérias, vírus e fungos e causavam a Argiria com maior frequência. Além disso, é possível que haja dores na pele, em razão de erupções, infecções, pruridos, acne e outros problemas locais, além de vários problemas psicológicos.

Diagnostico da argiria:

Tudo começa com a constatação da coloração azul da pele. A história clínica do paciente ajuda a esclarecer a causa do fenômeno. Além disso, as manchas azuis podem ser examinadas sob radiação fluorescente. A biópsia da pele também pode ser feita.

Prevenção da argiria:

Prevenir a exposição direta à prata pode evitar a ocorrência de doenças na pele. Usar roupas protetoras é importante para pessoas com ocupações que envolvam exposição regular a este elemento. É aconselhável evitar o uso de medicamentos contendo a prata, remédios e suplementos de saúde coloidais. Além disso, os protetores solares podem ser usados ​​para evitar que a coloração anormal se espalhe para uma área maior do corpo.

Tratamento da argiria:

Praticamente inexiste uma cura eficaz para a argiria e o tratamento basicamente se concentra em medidas preventivas ou para não deixar essa condição progredir. É importante evitar o contato desprotegido com a prata ou interrompê-lo caso ele venha acontecendo. Além disso, alguns tratamentos, como os cremes de hidroquinona e cirurgia a laser vêm sendo tentadas com o objetivo de descolorir a pele, mas seus resultados são incertos.

Sou Formado em Educação Física, pela UGF – (Universidade Gama Filho) - Na turma 2012-2015. Atuei e atuo em academias e clubes, nas modalidades de Musculação do Iniciante ao Avançado, Ginástica em Grupo, Natação.

Deixe um comentário