Meralgia Parestésica – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Revisado por

Nutrição e Educação Física pela UFT

Especialista do Cura Natural

Meralgia Parestésica – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos que devemos conhecer. Além disso, a Meralgia Parestésica é uma condição de queimação e de dor na coxa, é um problema no sistema nervoso periférico e se caracteriza por formigamento, dor ou dormência na parte lateral da coxa.

Essa dor surge quando o nervo cutâneo femoral lateral é esticada. Este nervo fornece informações sensoriais a partir da pele da coxa exterior para o sistema cerebral. Quando esticado, pode causar maior sensibilidade ou sensações anormais.

Geralmente, a Meralgia Parestésica se resolver espontaneamente ou com modificações de estilo de vida, como usar roupas soltas.

Sintomas da Meralgia Parestésica:

A Meralgia Parestésica é causada pela pressão sobre o nervo cutâneo femoral lateral como citamos acima. Este nervo traz a informação sensorial de sua coxa para o seu cérebro.

Quando o nervo torna-se comprimido devido ao Inchaço, roupas excessivamente apertada, ou alguma outra condição, a sinalização normal do nervo é impedido, o que pode levar a sensibilidade anormal. As causas mais comuns da Meralgia Parestésica são:

  • Inchaço;
  • Roupas apertadas;
  • Certos tipos de atividade física;
  • Ferimento;
  • O ganho de peso ou obesidade.

Sintomas da Meralgia Parestésica:

Alguns sintomas de Meralgia Parestésica são:

  • Estes sintomas comumente ocorrem apenas em um lado do seu corpo e podem intensificar depois de caminhar ou ficar de pé;
  • Formigamento e dormência na parte externa (lateral) da coxa;
  • Dor em queimação em ou sobre a superfície da parte externa de sua coxa.

Tratamentos Para Meralgia Parestésica:

O primeiro passo é a remoção da compressão. Na maioria dos casos o manejo é feito por tratamento conservador, que proporciona alívio dos sintomas e consiste de:

redução de peso para diminuir circunferência abdominal

  • fisioterapia
  • acupuntura
  • fármacos: analgésicos, anti-inflamatórios não-hormonais, pregabalina (Lyrica);
  • uso de roupas folgadas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *