Mentrasto – O que é, Benefícios e Como Usar

Revisado por

Dr. Valeria Carneiro Graduada em Ginecologia e Obstetrícia!

Especialista do Cura Natural

Mentrasto – O que é, Benefícios e Como Usar
4.8 (96.47%) 17 vote[s]

Mentrasto o que é? quais os Benefícios do mentrasto? e Como Usar mentrasto de forma correta e sem prejudicar a sua saúde? Além disso, o mentrasto é uma planta de cunho medicinal pertencente à família das Compositae, com origem no continente da América do Sul, mas comum no Brasil, e bastante eficaz no tratamento de dores nas articulações.

O que é o Mentrasto:

Da família das Compositae, o Mentrasto possui o nome científico de Ageratum conyzoides L. Não é difícil reconhecer essa planta, já que é muito popular em algumas regiões do Brasil, sendo uma erva anual capaz de chegar até 1m de altura. As flores do mentrasto podem ser brancas, roxas azuladas ou lilás, desabrochando sempre nos meses iniciais da primavera.

As folhas do mentrasto são opostas, deltoideas ou ovaladas. Possui fruto, o qual apresenta quatro ângulos, coloração escura e é um pequeno aquênio. Cultivada preferencialmente em terrenos férteis, úmidos e sombreados, a planta pode ser facilmente avistada em pomares, terrenos baldios e lavouras.

O Mentrasto ainda é popularmente conhecido como erva de São João, erva de Santa Lucia, mentraz, mentraço, catinga de bode e camará opela.O mentrasto Trata-se de uma planta com excelentes propriedades medicinais, sendo muito popular no Brasil. Possui aroma forte e agradável, mas sabor amargo.

Benefícios do Mentrasto:

O mentrasto abrange uma diversidade de enfermidades das quais pode ser de auxílio em seu tratamento. Veja algumas delas:

  • Auxilia no Tratamento de doenças da pele;
  • Diminui as dores da fibromialgia;
  • Melhora as atividades intestinais;
  • Melhora a Digestão;
  • Ajuda no Tratamento da Depressão;
  • Ajuda a se livrar do Cigarro;
  • Auxilia na Perda de Peso;
  • Diminui o Cansaço Físico e Mental.

Como Usar Mentrasto:

As indicações curativas para o mentrasto são, basicamente, em caso de artrose, reumatismo, cólica menstrual, hemorragias, diarréias, depressão, psoríase.

As indicações de preparo e dosagem do mentrasto são as seguintes:

  • Cólicas menstruais (infusão): 1 xícara de cafezinho da planta seca picada em 1/2 litro de água, tomar 1 xícara de chá de 4 em 4 horas.
  • Reumatismo/artrose (tintura): 1 xícara de cafezinho da planta fresca para 5 xícaras de álcool, tomar 10 gotas em água 2 vezes ao dia (cólicas) ou aplicar em massagens locais.
  • Artrose (pó): colocar 1 colher (café) do pó em água ou suco de frutas para cada dose a ser tomada, tomar 3 a 4 vezes ao dia.
  • Reumatismo e artrose (decocção, uso externo): cozinhar a planta inteira e despejar o chá morno numa vasilha, colocar os pés ou mãos dentro durante 20 minutos, 2 vezes ao dia, ou usar sob a forma de compressas 2 vezes ao dia.

Para uso interno já se encontram cápsulas de mentrasto em pó em farmácias naturais e também as folhas secas, para preparo do chá (porém, lembre-se que é preferível o uso da planta fresca, segundo a indicação da medicina popular dos velhos curandeiros).

No caso de uso externo do mentrasto, apele para o chá, unguento ou a tintura das folhas e flores (as frescas são melhores, claro). Também se pode aplicar em cataplasma quente de folhas. O uso externo do mentrasto é indicado para os casos de problemas de pele (psoríase, feridas, cicatrização) e para os casos de dores reumáticas ou nevrálgicas.

Também pode-se usar o óleo de mentrasto que é especialmente benéfico em casos de hemorroidas.

Contraindicações do Mentrasto:

É importante prestar bastante atenção. Qualquer tratamento, mesmo que à base de produtos inteiramente naturais, deve ser acompanhado por um médico responsável ou um profissional especializado na área. O mentrasto é contraindicada para pessoas com diabetes e problemas hepáticos.

Os tratamentos mais longos à base de mentrasto devem ser interrompidos durante uma semana a cada mês e o uso de altas doses por um longo período de tempo pode causar hipertensão arterial. Por conter alcaloides pirrolizidínicos que são hepatotóxicos não se deve ultrapassar as doses recomendadas.

Como Fazer o Chá de Mentrasto?

INGREDIENTES:

  • 1 colher (sopa) de mentrasto em erva;
  • ½ litro de água.

MODO DE PREPARO:

  • Levar a água ao fogo;
  • Adicionar a erva e mexer bem;
  • Quando essa mistura iniciar a fervura, desligar o fogo e abafar o recipiente por 10 minutos;
  • Coar e beber o chá no decorrer do dia.

Obs: a quantidade indicada é ingerir de 3 a 4 xícaras desse chá de mentrasto no decorrer do dia, devendo o consumo ser interrompido quando os sintomas da doença tratada forem amenizados.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Valeria Carneiro

Dr. Valeria Carneiro Graduada na Universidade Federal de Minas Gerais em Medicina Especializada em Ginecologia e Obstetrícia, Pós Graduada no Departamento de Ginecologia na UNIFESP/ EPM a 2 anos, Experiencia clinica em patologias do trato genital feminino e foco em cirurgias ginecológicas como também especialista em partos normais e cirúrgicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *