Início » Benefícios das Plantas » Lírio – o que é, benefícios, para que serve e como usar!

Lírio – o que é, benefícios, para que serve e como usar!

lirio

O lírio possui propriedades medicinais que podem auxiliar e beneficiar a saúde humana de forma complexa, esse é o nome dado às flores do gênero Lilium L. da família Liliaceae, originárias do hemisfério norte com ocorrências na Europa, Ásia, América do Norte, e América do Sul.

lirio
lírio

O lírio só perde para a rosa o posto de flor mais conhecida do planeta. Além disso, sua fama vem de antes de Cristo: no Egito e na Grécia Antiga, eram oferecidos aos deuses e usados como plantas medicinais, capazes de acelerar a cicatrização de úlceras, ferimentos e queimaduras.

Propriedades do lírio:

O lírio possui dois glicosídeos Convalamarina, que tem ação diurética, e Convalarina, que tem uma ação purgativa. Também contém flavonoides, saponinas, ácido cítrico, ácido málico, óleo essencial e cardenólidos. Além disso, convalatoxinas, convolvuloideos e convalatoxina também estão presentes.

Benefícios do lírio para saúde:

1. Conter propriedades laxativas:

O lírio é conhecido por ser utilizado como um substituto para o aloés devido à sua qualidade purgante e qualidade laxativa. Este, por sua vez, mantém o processo digestivo do corpo em perfeito estado.

2. Hidratar a pele:

As flores do lírio infundidos com água para preparar um tônico chamado Aqua Aurea. Além disso, esta tônica tem sido utilizado para clareamento da pele desde os tempos medievais. Ele age como um adstringente pele também.

3. Dilatação sanguínea:

Ele também ajuda a tratar a doença valvular cardíaca, debilidade cardíaca, hidropisia e insuficiência cardíaca congestiva. Além disso, os flavonoides presentes na erva estimular as artérias, ajudar na dilatação do sangue. As suas propriedades diuréticas ajudar na redução do nível da pressão sanguínea.

4. Contra a asma:

O lírio é utilizado para o tratamento de doenças pulmonares obstrutivas crônicas (DPOC), como enfisema e asma. Além disso, ele também é usado para fazer medicamentos para edema pulmonar, que se não tratada leva à insuficiência cardíaca congestiva.

Como plantar o lírio:

O lírio deve ser cultivado em locais onde existe sombreamento. Além disso, uma vez que você encontrou esse local, arrume também um solo fértil e adicione bastante matéria orgânica nas terras onde o plantio for realizado. É importante saber que a planta não gosta de adubações químicas.

O solo deve ser regado regularmente, todos os dias, ao menos durante o primeiro mês de cultivo. Esse solo deve ser drenável, pois a espécie não aceita encharcamento. Por outro lado, ela tolera bem pequenos períodos de estiagem.

Como usar o lírio:

Algumas pessoas fazem uso em preparações culinárias como chás, geleias e saladas. Além disso, existem também aqueles que ralam, processam, deixam sua raiz de molho na água e depois secam como forma de obter uma farinha que pode ser utilizada para fazer bolachas e bolos.

Por outro lado, há quem indique que o lírio é tóxico e pode levar inclusive à morte. Portanto, para ter certeza de que ele é indicado para você e não lhe trará grandes problemas, consulte o seu médico antes de começar a fazer uso da planta.

Contraindicações:

O lírio é contraindicado para mulheres grávidas ou em período de lactação e crianças muito pequenas. Além disso, a espécie Nymphaea odorata não deve ser confundida com a Nymphaea tuberosa, que pode ser tóxica. A variedade tuberosa possui raiz e caule tuberosos e flores quase inodoras.

Sou nutricionista e Personal Trainer. Me formei pela Universidade Federal do Tocantins em 2002, com registro profissional no CRN-4 nº 1509723, tenho especialização em Nutrição Esportiva, Treinamento Físico e treinos Curto de alta intensidade.

Deixe um comentário