Gripe – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Revisado por

Dr. Valeria Carneiro Graduada em Ginecologia e Obstetrícia!

Especialista do Cura Natural

Gripe – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos
4.7 (94.87%) 117 votes

Gripe – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos que todos devem conhecer, pois a gripe pode acarretar em outros problemas de saúde. Além disso, influenza, ou a gripe, é uma infecção viral que ataca os pulmões, nariz e garganta. É uma doença respiratória contagiosa com sintomas variando de leve a grave. Como a gripe e o resfriado comum apresentam sintomas semelhantes, pode ser difícil distinguir entre as duas doenças. Na maioria dos casos, os sintomas da gripe são mais severos e duram mais do que o resfriado comum.

Qualquer um pode ficar doente com gripe, mas algumas pessoas têm maior risco de infecção. Isso inclui crianças menores de cinco anos e adultos com mais de 65 anos. O risco de gripe também aumenta se você tiver um sistema imune fraco ou se você tiver uma doença crônica.

A febre é o sintoma mais importante da gripe e dura em torno de três dias. Os sintomas respiratórios, como tosse, tornam-se mais evidentes com a progressão da gripe e mantêm-se, em geral, por três a quatro dias após o desaparecimento da febre.

É uma doença muito comum em todo o mundo, sendo possível uma pessoa adquirir influenza várias vezes ao longo de sua vida. a gripe também é frequentemente confundida com outras viroses respiratórias e, por isso, o seu diagnóstico de certeza só é feito mediante exame laboratorial específico.

Quais as Causas da Gripe:

A gripe é causada pelo vírus influenza. Os sintomas da gripe geralmente aparecem de forma repentina, com febre, vermelhidão no rosto, dores no corpo e cansaço. Entre o segundo e o quarto dia, os sintomas do corpo tendem a diminuir enquanto os sintomas respiratórios aumentam, aparecendo com frequência uma tosse seca. Como no resfriado, a presença de secreções nasais e espirros na gripe é comum.

A transmissão do vírus da gripe ocorre de pessoa para pessoa através de partículas infectadas eliminadas através da tosse ou espirro, mas também pode ocorrer através da contaminação de superfícies por via respiratória. Geralmente ocorre a inalação partículas de secreção infectadas em suspensão no ar. A tosse é o meio mais comum de eliminar gotículas contaminadas, pois o vírus atinge a traqueia.

Já o resfriado é causado, na maioria das vezes, por rinovírus. Seus primeiros sinais costumam ser coceira no nariz ou irritação na garganta, os quais são seguidos após algumas horas por espirros e secreções nasais. A congestão nasal também é comum nos resfriados, porém, ao contrário da gripe, a maioria dos adultos e crianças não apresenta febre ou apenas febre baixa.

Quais são os Sintomas da Gripe:

No início, a gripe pode imitar um resfriado comum. Os sintomas da gripe iniciais podem incluir dor de garganta, espirros ou corrimento nasal. Os sintomas da gripe geralmente pioram à medida que o vírus progride, veja os principais sintomas da prevenção:

  • Febre;
  • Calafrios do corpo;
  • Dor de cabeça;
  • Tosseseca;
  • Congestão nasal;
  • Fadiga;
  • Fraqueza.

A gripe geralmente não requer uma viagem ao médico. Os sintomas da gripe geralmente melhoram com o tratamento domiciliar em cerca de uma semana. Você pode aliviar os sintomas com medicamentos de resfriado e gripe sem receita médica. Também é importante descansar demais e beber bastante líquido.

No entanto, você pode perguntar ao seu médico sobre medicamentos antivirais. Tomados dentro das primeiras 48 horas dos sintomas, os antivirais podem reduzir o comprimento ea gravidade da gripe.

Tratamentos Para Gripe:

Na grande maioria dos casos, o tratamento é apenas para aliviar os sintomas da gripe e são receitados analgésicos e antitérmicos, para as dores e controle da febre, repouso e hidratação.

Prevenção para Gripe:

A principal forma de prevenção da doença é através da vacinação anual. No Brasil o calendário de vacinação costuma ter início no mês de abril e tem como público alvo pessoas com 60 anos ou mais, gestantes, mulheres no período de até 45 dias após o parto, crianças entre seis meses e cinco anos de idade, profissionais de saúde e indivíduos imunocomprometidos, que fazem parte do grupo de risco para as complicações ocasionadas pela gripe.

O vírus costuma ser discretamente diferente a cada gripe, por isso pode-se dizer que cada vez que uma pessoa fica gripada é uma gripe diferente. Outro ponto importante para prevenir a disseminação da doença é a questão da higiene, recomendado a utilização de lenços de papel toda vez que for tossir ou espirrar e lavar bem as mãos.

Vale ressaltar que a vacina contra a gripe não protege contra o resfriado. Como foi dito anteriormente, são vírus diferentes que causam as doenças.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Valeria Carneiro

Dr. Valeria Carneiro Graduada na Universidade Federal de Minas Gerais em Medicina Especializada em Ginecologia e Obstetrícia, Pós Graduada no Departamento de Ginecologia na UNIFESP/ EPM a 2 anos, Experiencia clinica em patologias do trato genital feminino e foco em cirurgias ginecológicas como também especialista em partos normais e cirúrgicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *