Escarlatina – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Revisado por

Dr. Valeria Carneiro Graduada em Ginecologia e Obstetrícia!

Especialista do Cura Natural

Escarlatina – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos
4.9 (97.78%) 9 vote[s]

Escarlatina O que é? Escarlatina quais os sintomas? Escarlatina qual o tratamento? Essa são algumas das dúvidas que iremos abordar neste artigo. Além disso, a escarlatina é uma doença infecto-contagiosa aguda, causada pela bactéria Streptococcus pyogenes (também conhecida como Estreptococo beta hemolítico do grupo A), a qual atinge principalmente as crianças. A escarlatina tem origem como reação às toxinas produzidas pela bactéria, desencadeando uma inflamação na pele.

Essa bactéria é a mesma responsável por doenças como: faringite, amigdalite bacteriana, erisipela, impetigo, glomerulonefrite pós-infecciosa aguda e febre reumática. Os casos são mais raros quando a escarlatina se desenvolve para um quadro de impetigo ou erisipela.

Sintomas da Escarlatina:

O início é uma febre e inflamação da garganta. As erupções cutâneas aparecem primeiramente no pescoço e no peito. Essas manchas dão à pele uma textura áspera. Alguns pacientes relatam coceira. Essas lesões se concentram nas axilas, virilhas, cotovelo, formando uma linha vermelha nessas regiões (chamada de Linhas de Pastia). Com a progressão da doença, as manchas se espalham por todo o corpo. Outros sintomas da Escarlatina podem se manifestar, como dor abdominal, calafrios, febre, mal estar, dor de cabeça, dor muscular, garganta inflamada, língua vermelha e inchada, náuseas, vômitos e palidez dos lábios.

Causas da Escarlatina:

A escarlatina é causada pela bactéria Streptococcus pyogenes, que é um estreptococo beta hemolítico do grupo A. Esta bactéria produz uma toxina eritrogênica, a qual provoca os eritemas na pele.

Estreptococos são grupos de bactérias esféricas comuns em todo o mundo; podem causar infecções de garganta (amigdalites e faringites) e de pele (como impetigo e erisipela). Escarlatina é muito comum, mas raramento ocorre em adultos. Estima-se que 10% das dores de garganta são escarlatina.

Como é a Transmissão da Escarlatina:

A transmissão da Escarlatina ocorre pelo contato com secreções de pessoas contaminadas (tosse, espirro e saliva) ou objetos contaminados (copos e talheres). Pode ocorrer também a transmissão através de objetos pessoais (roupa de cama, toalhas) e pelo contato das mãos contaminadas com secreções respiratórias. O período de incubação é de dois a quatro dias.

Tratamento para Escarlatina

O tratamento da Escarlatina é feito com antibióticos como a Penicilina, Azitromicina ou Amoxicilina, que eliminam a bactéria que causa a doença do corpo. Porém, se for alérgico à Penicilina, o tratamento geralmente é feito usando o antibiótico Eritromicina para garantir que não surgem reações de alergia.

Geralmente, o tratamento para Escarlatina durante entre 7 a 10 dias, porém após a 2ª dose do remédio é esperado que os sintomas aliviem ou desapareçam. Saiba mais detalhes do tratamento, com opções caseiras, sinais de melhora, piora e possíveis complicações.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Valeria Carneiro

Dr. Valeria Carneiro Graduada na Universidade Federal de Minas Gerais em Medicina Especializada em Ginecologia e Obstetrícia, Pós Graduada no Departamento de Ginecologia na UNIFESP/ EPM a 2 anos, Experiencia clinica em patologias do trato genital feminino e foco em cirurgias ginecológicas como também especialista em partos normais e cirúrgicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *