Brucelose – O que é, Causas, Sintomas, Tratamentos e Prevenção

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Brucelose – O que é, Causas, Sintomas, Tratamentos e Prevenção
4.9 (97.78%) 9 votes

Brucelose – O que é, Causas, Sintomas, Tratamentos e Prevenção desta doença que atinge muitas pessoas.Além do mais, você deve esta se perguntando O que é a Brucelose? Quais as Causas da Brucelose? tem Tratamentos para Brucelose? será que o que faço para mim prevenir? iremos tirar aqui todas as suas duvidas sobre a Doença Brucelose.

brucelose causasA Brucelose é uma doença infecciosa causada por bactérias do gênero Brucella. É uma infecção que afeta principalmente animais, incluindo cabras, ovelhas, camelos, porcos, cervos, bovinos e cães.

Os seres humanos desenvolvem esta doença quando eles entram em contato com animais contaminados ou produtos de origem animal. Os sintomas da Brucelose muitas vezes se assemelham a uma síndrome gripal.

Brucelose humana é uma doença que é encontrado em todo o mundo, e tem uma taxa de ocorrência anual de mais de 500.000 casos.

Esta Doença tende a ocorrer mais comumente em regiões com programas de doenças dos animais de controle menos estabelecidas e em áreas onde as iniciativas de saúde pública pode ser menos eficaz.

Áreas de alto risco incluem a Bacia do Mediterrâneo (Portugal, Espanha, Sul de França, Itália, Grécia, Turquia e Norte de África), América do Sul e Central, Europa Oriental, África, Ásia, Caribe e Oriente Médio.

Nos Estados Unidos, a Brucelose é muito menos comum, com apenas 100-200 casos humanos relatados a cada ano. Esta diminuição dos casos nos Estados Unidos é sentida para ser devido a programas de vacinação de animais eficazes e pasteurização do leite.

 

O que é a Brucelose?

Mais em Fim, O que é a Brucelose? Também chamada de febre de malta ou aborto infeccioso, a Brucella é uma zoonose causada por uma bactéria do gênero Brucellas. Nos animais, a Brucella abortus é responsável pela queda na produção de leite e problemas na reprodução.

Causas da Brucelose:

As Causas da Brucelose vem de uma bactéria que se propagam nos animais selvagens, entretanto, pode contaminar os domésticos. Os animais de origem bovina, caprina, ovina, suína e canina são os mais propícios a contraírem a doença, porem, alguns bichos do mar também podem ser afetados, como focas, baleias e golfinhos.

Como já dito anteriormente, a bactéria que Causa a Brucelose se espalha a partir dos animais, e há três formas responsáveis veja Agora Quais as Causas da Brucelose:

Consumo de laticínios crus:

O micro-organismo chamado Brucella, proveniente do leite de animais contaminados pode se dispersar para as pessoas através do consumo de leite não pasteurizado, manteiga, queijos e sorvetes à base do leite. Essa bactéria também pode ser expedida por meio da carne mal cozida ou crua dos animais infectados.

Inalação:

A bactéria Brucella se propaga rapidamente através do ar, podendo afligir qualquer pessoa que permaneça num local onde há a contaminação. O grupo de risco são agricultores, empregados de matadouros e técnicos de laboratório, pois podem inalar o micróbio.

Contato Direto:

As bactérias presentes no sangue, placenta ou sêmen de um animal contaminado podem se infiltrar em sua corrente sanguínea por meio de um ferimento e a proximidade.

Por esse motivo, as pessoas que possuem baixa imunidade devem se abster da manipulação em animais que contenham a doença.

Esta Doença geralmente não se transmite de uma pessoa para outra, porém, em algumas ocasiões, as mães podem passar a patologia para seus filhos através do parto ou da amamentação.

brucelose São raros os casos em que esta doença foi transmitida através da relação sexual ou por intermédio de transfusão de sangue infectado ou de medula óssea.

Quais são os Sintomas da Brucelose?

A bactéria atinge o trato reprodutivo, as articulações e o sistema retículoendotelial. Os sintomas variam de acordo com a fase (inicial ou crônica) da doença, podem durar alguns dias a vários meses depois que o indivíduo a contrai; é preciso atenção, pois os sintomas são parecidos com o da gripe. Entre eles o paciente pode ter:

  • Alterações da memória.
  • Calafrios.
  • Cansaço.
  • Dor de cabeça intensa.
  • Dores musculares (principalmente costas e abdômen).
  • Fadiga.
  • Falta de apetite.
  • Febre alta (superior a 38ºC) recorrente.
  • Fraqueza.
  • Instabilidade emocional.
  • Manifestações alérgicas (asma, urticária, etc.).
  • Perda de peso.
  • Pressão baixa.
  • Sensação de mal-estar.
  • Suor noturno.
  • Tremores.

Os sintomas também podem desaparecer durante semanas ou até meses e retornarem.

Como Tratar a Brucelose:

O Tratamento da Brucelose normalmente é feito com antibióticos durante cerca de 2 meses e a adoção de alguns comportamentos, como evitar o consumo de produtos lácteos não pasteurizados caseiros, como leite, queijo, manteiga ou sorvete para evitar uma nova contaminação.

A vacina para esta doença em humanos não existe, mas existe uma vacina para as crias fêmeas entre os 3 e os 8 meses de idade, que deve ser administrada por um veterinário e que as protege contra a doença, prevenindo a transmissão da doença para humanos.

Quando esta Doença não é devidamente tratada pode provocar hepatite, anemia, artrite, meningite ou endocardite. Saiba mais sobre o tratamento e as complicações da Doença de Brucella em: Tratamento para Brucelose.

Como se Prevenir da Brucelose:

Para se Prevenir da Brucelose é importante ingerir sempre leite e derivados pasteurizados, pois esta é a única forma de garantir que estes alimentos são seguros para consumo e não têm a bactéria que provoca a Brucelose.

Além disso, para Prevenir a Brucelose deve-se:

  • Evitar consumir carne mal cozida;
  • Evitar consumir qualquer alimento lácteo cru;
  • Usar luvas, óculos de proteção, avental e máscara ao mexer em animais doentes, mortos ou durante um parto;
  • Evitar consumir produtos lácteos não pasteurizados, como leite, queijo, sorvete ou manteiga caseiros.

Estas medidas têm como objetivo evitar a transmissão da doença ou uma nova contaminação, caso o indivíduo já tenha estado doente.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Ana Karolynne Goncalve

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão(UFMA), CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal do Maranhão(UFMA), Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *