Doenças e Tratamentos

Epilepsia – O que é, Causas e Como Prevenir!

Epilepsia – O que é, Causas e Como Prevenir que não devemos ignorar. Além disso, a
Epilepsia é um distúrbio do cérebro, não transmissível, em que as atividades das células nervosas são perturbadas. Isso causa uma atividade excessiva e anormal nas células cerebrais, gerando crises epilépticas.

Quando este distúrbio ocorre, o cérebro interrompe temporariamente sua função habitual e produz manifestações involuntárias no comportamento, no controle muscular, na consciência e na sensibilidade do indivíduo.

Causas da Epilepsia:

A Epilepsia pode afetar indivíduos de qualquer idade, incluindo bebês ou idosos e pode ser causada por vários fatores como:

  • Traumatismo craniano após bater a cabeça ou hemorragia dentro do cérebro;
  • Mal formação do cérebro durante a gestação;
  • Presença de síndromes neurológicas como Síndrome de West ou Síndrome Lennox- Gastaud;
  • Doenças neurológicas, como Alzheimer ou Acidente Vascular Cerebral;
  • Falta de oxigênio durante o parto;
  • Baixos níveis de açúcar no sangue ou diminuição do cálcio ou magnésio;
  • Doenças infecciosas como a meningite, encefalite ou neurocisticercose;
  • Tumor no cérebro;
  • Febre alta;
  • Pré disposição genética.

Sintomas da Epilepsia:

Os sintomas mais comuns de uma crise epilética são:

As crises convulsivas normalmente duram de 30 segundos a 5 minutos, porém existem casos em que podem permanecer por até meia hora e nessas situações pode haver uma lesão cerebral com danos irreversíveis.

Diagnostico da Epilepsia:

O diagnóstico da Epilepsia é feito com a descrição detalhada dos sintomas apresentados durante um episódio de Epilepsia e é confirmado através de exames como:

  1. Eletroencefalograma: que avalia a atividade cerebral;
  2. Exame de sangue: para avaliar os níveis de açúcar, cálcio e sódio, porque quando os seus valores são muito baixos podem levar a crises de Epilepsia;
  3. Eletrocardiograma: para verificar se a causa da Epilepsia é provocada por problemas do coração;
  4. Tomografia ou ressonância magnética: para verificar se a Epilepsiaé provocada por um câncer ou AVC.
  5. Punção lombar: para verificar se é causada por uma infecção cerebral.

Estes exames devem ser realizados, preferencialmente, no momento da crise epilética porque quando realizados fora da crise, podem não evidenciar nenhuma alteração cerebral.

Tratamento da Epilepsia:

O tratamento da Epilepsia é feito através de medicamentos que evitam as descargas elétricas cerebrais anormais, que são a origem das crises epilépticas.

Crises Epilépticas:

  • Coloque a pessoa deitada de costas, em lugar confortável, retirando de perto objetos com que ela possa se machucar, como pulseiras, relógios, óculos;
  • Introduza um pedaço de pano ou um lenço entre os dentes para evitar mordidas na língua
    levante o queixo para facilitar a passagem de ar;
  • Afrouxe as roupas;
  • Caso a pessoa esteja babando, mantenha-a deitada com a cabeça voltada para o lado, evitando que ela se sufoque com a própria saliva;
  • Quando a crise passar, deixe a pessoa descansar;
  • Nunca segure a pessoa (deixe-a debater-se);
  • Não dê tapas;
  • Não jogue água sobre ela.

Prevenção da Epilepsia:

Não dá para impedir que alguém desenvolva Epilepsia, mas é possível escapar de situações que desencadeiam convulsões, como dormir pouco, beber álcool e permanecer em ambientes com luzes estroboscópicas, aquelas coloridas utilizadas em festas.

Formado em Comunicação Social, especialista em jornalismo digital e SEO, responsável por criar diversos projetos na internet, afim de levar conhecimento à todos sobre saúde, beleza, bem estar, natureza e entretenimento.

6 comentários

  • […] Tetraplegia – O que é, Causas e Tratamentos que poucos conhecem. Além disso, a Tetraplegia, também conhecida como quadriplegia, ocorre quando as vias motoras e sensitivas que percorrem a medula espinhal em direção à periferia (e vice-versa) são interrompidas por um acidente ou outro motivo qualquer, no nível da coluna cervical, entre a primeira e a sétima vértebras cervicais ou em virtude de algumas doenças neurológicas. […]

  • […] rara. Essa condição é freqüentemente observada em crianças que são diagnosticadas com epilepsia, mas, de outra forma, não há prevalência de raça ou sexo. existem cinco tipos diferentes de […]

  • […] também provocam essa reação. Alguns pacientes que sofrem de Alzheimer, Mal de Parkinson, Epilepsia e Esclerose Múltipla também podem sofrer com […]

  • […] casos de epilepsia, cefalalgia, reumatismo e […]

  • […] males e doenças, como: contrações musculares; infecções espasmódicas; disenterias; diarreias; epilepsias; histeria; febre intermitente e recorrente; doença cerebral acompanhada de dilatação de pupilas; […]

  • […] ou agravamento do curso clínico da doença de Crohn, colite ulcerosa, epilepsia, enxaqueca, miomas uterinos, porfiria, lúpus eritematoso sistêmico, coréia de Sydenham, […]

Deixe um comentário