Doenças e Tratamentos

Discite – o que é, causas, sintomas e tratamentos!

discite o que e

A discite é uma doença inflamatória que afeta o espaço do disco intervertebral, localizado entre duas vértebras. Caracterizada pelo início lento de dores nas costas, a discite é mais freqüentemente observada em crianças menores de 10 anos. No entanto, os adultos também podem desenvolver a doença.

discite causas
discite causas

A discite pode ser causada por uma infecção bacteriana ou viral, ou outros processos inflamatórios, tais como aqueles associados a uma doença auto-imune. A condição mais comumente afeta os discos na lombar e torácicos em suas porções média e alta.

A discite pode ser muito dolorosa, dor esta que tende a ser agravada pelo movimento da coluna vertebral e que irradia muitas vezes para outras partes do corpo, tais como o abdome, quadris, pernas ou virilha. Então, confira sobre a Discite – o que é, causas, sintomas e tratamentos:

Causas da discite?

Ainda não se tem clareza sobre a etiologia da discite. Contudo, muitos acreditam que ela resulta de uma infecção que ocorra em um dos platôs vertebrais e passe a acometer o disco. A origem dessa doença pode ser uma infecção viral ou bacteriana. A bactéria mais comumente implicada na discite é o Staphylococcus aureus.

Frequentemente, a discite está associada a outra doença, chamada osteomielite, uma infecção de ossos ou da medula óssea que pode afetar também a coluna, comprometendo os discos intervertebrais. Pode também ocorrer em consequência de uma doença autoimune.

Os fatores de risco mais importantes são crianças com menos de dez anos de idade, pessoas com doenças autoimunes ou com sistema imunológico debilitado, usuários de drogas injetáveis e pós-operatório.

Sintomas de discite?

Além de dor nas costas, os sintomas das espondilodiscites podem incluir:

As crianças com esta condição podem agir de forma irritada e desconfortável, se recusando a sentar, ficar de pé ou andar.

Tratamento da discite?

O objetivo de tratar espondilodiscites é eliminar a causa da inflamação e reduzir a dor e outros sintomas. Antibióticos, anti-inflamatórios e analgésicos podem ser prescritos. Repouso no leito e uso de uma cinta lombar para imobilização e suporte da área afetada também podem ser recomendados.

A recuperação total pode ser esperada em casos que envolvem a infecção. Nos casos em que espondilodiscites se desenvolveram como resultado de uma doença auto-imune, a recuperação vai depender do controle dessas doenças, que em sua maioria são tipicamente crônicas.

Discuta sua condição cuidadosamente com o seu médico, e confie em seu julgamento sobre qual a opção de tratamento é a mais adequada.

Formado em Comunicação Social, especialista em jornalismo digital e SEO, responsável por criar diversos projetos na internet, afim de levar conhecimento à todos sobre saúde, beleza, bem estar, natureza e entretenimento.

1 comentário

  • […] gradualmente e podem ser muito sutis no início. Dependendo de onde no cérebro ou, raramente, a coluna vertebral esteja situada, os sinais e sintomas podem […]

Deixe um comentário