Ashwagandha – O que é, Benefícios e Como Usar

Revisado por

Dr. Valeria Carneiro Graduada em Ginecologia e Obstetrícia!

Especialista do Cura Natural

Ashwagandha – O que é, Benefícios e Como Usar
5 (100%) 4 vote[s]

Benefícios da Ashwagandha ? chá de Bétula? e como usar-lá de maneira correta são algumas das dúvidas sobre esta poderosa planta. Além disso, Ashwagandha é uma planta que vem ganhando destaque e está sendo adotada por diversas pessoas que estão dispostas a desfrutar dos benefícios da natureza. Você pode não saber, mas ela pode contribuir e muito para você se sentir melhor, por isso, conheça a partir de agora um pouco mais sobre essa planta.

O Que é Ashwagandha:

A ashwagandha ou Withania somnifera é uma planta que pertence à familia das solenáceas, tal como o tomate, e tal como este também tem frutos vermelhos e flores amarelas – mas são as suas raízes que são usadas para fins medicinais

A raiz e bagas da Ashwagandha são utilizadas para fins medicinais. Devemos reconhecer que as informações atuais não são suficientes para julgarmos se ela é eficaz ou não, mas o consumo equilibrado é reconhecido como seguro.

Ela se enquadra no grupo de plantas adaptógenas e pode te beneficiar para uma melhor adaptação e ainda oferecer um melhor suporte diante de condições adversas de temperaturas e efeitos externos. Essa planta também pode reduzir os impactos oferecidos pelo estresse.

Benefícios da Ashwagandha:

Ashwagandha pode ser usada em alguns casos para completar o tratamento do câncer, uma vez que torna as células cancerígenas mais sensíveis à radioterapia ou quimioterapia. A ashwagandha possui efeitos na saúde que já foram comprovados pela medicina atual. Rica em diversos compostos químicos e nutrientes, a raiz da planta costuma ser a parte mais utilizada para o desenvolvimento medicinal. Confira outros benefícios da Ashwagandha:

  • Aumenta o desejo sexual;
  • Reduz o cansaço físico;
  • Aumenta a força muscular;
  • Melhora os níveis de energia;
  • Estimula o sistema imune;
  • Controla os níveis de açúcar no sangue;
  • Reduz o colesterol alto;
  • Combate a insônia;
  • Auxilia no combate aos efeitos do estresse;
  • Melhora o aprendizado, a memória e o tempo de reação;
  • Reduz a ansiedade e a depressão, sem causar a tontura típica de tratamentos;
  • Auxilia no combate à degeneração cerebral (como no caso do Alzheimer);
  • Estabiliza o açúcar no sangue;
  • Possui efeito anti-inflamatório;
  • Melhora o desempenho sexual para homens e mulheres;

Usos da Ashwagandha:

Você pode consumir a Ashwagandha em chás, caso queira desfrutar do sabor amargo e também do poder termogênico que essas bebidas oferecem. Uma dica é combinar a planta junto a outras ervas, para que assim o sabor singular possa ficar menos evidente.

Caso queria apenas desfrutar dos possíveis benefícios oferecidos pela Ashwagandha, você poderá encontrar a planta em versões de comprimidos. Se consumir o comprimido no período matinal, você poderá desfrutar do efeito energético durante todo o dia, mas se desejar consumir a noite, afirma-se que poderá dormir melhor.

As partes que podem ser utilizadas do Ashwagandha são as raízes e as folhas que podem ser usadas em:

  • Cápsulas: Tomar 1 comprimido, 2 vezes ao dia, à refeições;
  • Extrato fluido: Tomar de 2 a 4 ml (40 a 80 gotas) com um pouco de água, 3 vezes ao dia para combater insônia, repor o ferro e combater o estresse;
  • Decocção: Tomar 1 xícara de chá feita com 1 colher de raiz seca em 120 ml de leite ou água fervida. Repousar por 15 minutos e tomar morno para combater o estresse e o cansaço.
    Em qualquer caso é sempre importante consultar um médico ou um especialista em plantas medicinais para adequar o uso do Ashwagandha ao problema a tratar.

Contraindicações e Efeitos colaterais da ashwagandha:

Apesar de ser considerada de uso seguro, é a planta não é recomendada no caso de hipertireoidismo ou gravidez e, em altas doses, pode causar problemas intestinais e efeito hipnótico, embora seja raro.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Valeria Carneiro

Dr. Valeria Carneiro Graduada na Universidade Federal de Minas Gerais em Medicina Especializada em Ginecologia e Obstetrícia, Pós Graduada no Departamento de Ginecologia na UNIFESP/ EPM a 2 anos, Experiencia clinica em patologias do trato genital feminino e foco em cirurgias ginecológicas como também especialista em partos normais e cirúrgicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *