Adelfa – O que é, Benefícios e Como Usar

Revisado por

Nutrição e Educação Física pela UFT

Especialista do Cura Natural

Adelfa – O que é, Benefícios e Como Usar
4.5 (90%) 2 vote[s]

Adelfa – O que é, Benefícios e Como Usar para sua saúde. Além disso, a Adelfa é uma planta de arbustos que pode alcançar alturas de até cinco metros.

Ela também é conhecida pelos nomes de rosa laurel ou trinitária, é uma planta nativa da área mediterrânea que se estende à China.

Adelfa – O que é, Benefícios e Como UsarO caule da planta é rígido e de cor verde acinzentada, possui um grande número de ramos que crescem de forma ascendente sem qualquer ordem precisa.

A folha é de tipo laceolada que contém uma característica meio branca no meio que divide a folha em duas partes idênticas.

A Adelfa é uma flor rosa que pode variar em tons de branco. Cresce em aglomerados no final dos ramos. Sua floração é muito abundante e começa no verão.

O fruto da planta é dado após a floração, é uma vagem dupla que é muito rica em sementes. Esta planta geralmente cresce nas proximidades de margens de água, geralmente rios.

Além disso, nesta planta, as partes de interesse medicinal são as folhas, que podem ser coletadas ao longo do ano.

Para que Serve a Adelfa:

Os glicosídeos da Adelfa têm efeitos tônicos na musculatura do coração. Em doses baixas, ela ajuda a fortalecer o coração e controlar a freqüência cardíaca. As substâncias desta planta podem ser sintetizadas e utilizadas na indústria farmacêutica.

A Adelfa também tem um forte efeito diurético, embora geralmente não seja usado para este propósito.

Seu uso doméstico não é recomendado devido aos altos riscos envolvidos. Geralmente, é uma planta para uso ornamental em muitas casas, onde é preciso tomar cuidado para que as crianças mais novas não a consumam.

Pesquisas recentes o designaram como um possível tratamento para o câncer. Embora isso ainda esteja em discussão e não há evidências sólidas a este respeito.

Efeitos Colaterais da Adelfa:

Se consumido, os primeiros sintomas geralmente são dores de estômago severas acompanhadas de vômitos. Embora existam poucos registros de morte por intoxicação, a gravidade de seus sintomas pode ser um risco de hospitalização.

Na presença de intoxicação pela Adelfa, é importante monitorar a freqüência cardíaca da pessoa afetada e fornecer medicamentos que ajudem a estabilizar o corpo.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Alan Costa

Sou nutricionista e Personal Trainer. Me formei pela Universidade Federal do Tocantins em 2002, com registro profissional no CRN-4 nº 1509723, tenho especialização em Nutrição Esportiva, Treinamento Físico e treinos Curto de alta intensidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *