Os 8 Sintomas Comuns de Abstinência de Cafeína!

Revisado por

Dermatologia Graduada pela Unicamp

Especialista do Cura Natural

Gostou do post? Avalie!

Os Sintomas Comuns de Abstinência de Cafeína que você deve saber. Além disso, a cafeína é a substância psicoativa mais consumida no mundo. Funciona como um estimulante do sistema nervoso central, o que significa que afeta a atividade neural no cérebro e aumenta o estado de alerta, reduzindo a Fadiga.

Sintomas Comuns de Abstinência de Cafeína

Se o corpo se torna dependente de cafeína, eliminá-lo da dieta pode causar sintomas de abstinência que tipicamente começam 12 a 24 horas depois de parar a cafeína.

A abstinência de cafeína é um diagnóstico médico reconhecido e pode afetar qualquer pessoa que consuma cafeína regularmente. Aqui estão Os 8 Sintomas Comuns de Abstinência de Cafeína.

1. Dor de Cabeça:

Dores de cabeça estão entre os sintomas comuns de abstinência de cafeína. Além disso, a cafeína faz com que os vasos sanguíneos do cérebro se contraiam, o que retarda o fluxo sanguíneo.

Um estudo descobriu que apenas 250 mg (menos de três xícaras de café) podem reduzir o fluxo sanguíneo cerebral em até 27%.

Como o consumo de cafeína faz com que os vasos sanguíneos se estreitem, reduzir ou interromper a ingestão permite que os vasos sanguíneos se abram e aumente o fluxo sanguíneo para o cérebro.

Essa mudança súbita no fluxo sanguíneo pode causar dores de cabeça de abstinência dolorosas que podem variar em duração e gravidade à medida que o cérebro se adapta ao aumento do sangue.

As dores de cabeça irão diminuir à medida que o cérebro se adapta a esse aumento no fluxo sanguíneo.

Mesmo que a abstinência de cafeína possa causar dores de cabeça, a cafeína é usada para tratar certos tipos de dores de cabeça, como a enxaqueca.

A cafeína ajuda a aumentar o poder dos medicamentos para alívio da dor e reduz a dor de cabeça quando consumida sozinha.

2. Fadiga:

A fadiga é um dos sintomas comuns de abstinência de cafeína. Além disso, muitas pessoas dependem de uma xícara diária de café para dar-lhes um impulso energético.

A cafeína ajuda a aumentar o estado de alerta e reduzir a fadiga, bloqueando os receptores de adenosina, um neurotransmissor que pode fazer você se sentir sonolento.

É também por isso que se provou que melhora o desempenho atlético, melhora a energia e reduz a fadiga crônica.

No entanto, eliminar a cafeína da sua dieta pode ter o efeito oposto, causando sonolência e fadiga.

Por exemplo, um estudo em 213 consumidores habituais de cafeína demonstrou que a abstinência de cafeína por 16 horas causou aumento da sensação de fadiga.

Além disso, aqueles que consumiram cafeína diariamente apresentaram sintomas mais graves de abstinência, incluindo fadiga, do que aqueles que só consumiam algumas vezes por semana.

Além disso, seus efeitos energizantes duram apenas no seu sistema por cerca de quatro a seis horas, o que pode levar você a várias xícaras de café ou bebidas energéticas durante o dia para manter o estado de alerta.

Isso pode levar à ingestão excessiva de cafeína e dependência e piorar os sintomas de abstinência. Café age como um estimulante no corpo e o desmame pode fazer com que você se sinta cansado e sonolento.

3. Ansiedade:

Um dos sintomas comuns de abstinência de cafeína é a ansiedade. A cafeína é um estimulante que aumenta a frequência cardíaca, a pressão arterial e os hormônios do estresse, cortisol e epinefrina.

Em pessoas que são sensíveis à cafeína, apenas uma xícara de café pode fazer com que elas se sintam nervosas e ansiosas.

Enquanto consumir cafeína pode causar sentimentos de ansiedade, cortá-lo também pode causar esse efeito colateral.

Ansiedade é um sintoma comumente relatado em pessoas que se afastam do consumo regular de cafeína.

O corpo pode se tornar mental e fisiologicamente dependente dele, causando sentimentos de ansiedade.

Além disso, se você consome a maior parte de sua cafeína na forma de refrigerante ou café adoçado com açúcar, a redução súbita de açúcar pode agravar ainda mais a ansiedade induzida pela abstinência de cafeína.

Estudos em animais sugerem que a remoção súbita de açúcar da dieta após um longo período de consumo de açúcar pode causar sintomas de ansiedade.

4. Dificuldade em Concentrar:

Uma das principais razões pelas quais as pessoas escolhem consumir cafeína na forma de café, chá ou bebidas energéticas é aumentar a concentração.

Bebidas cafeinadas são comumente consumidas antes de testes, eventos esportivos ou apresentações para melhorar o foco.

A cafeína aumenta os níveis de adrenalina, um hormônio produzido pelas glândulas supra-renais como parte da reação normal do corpo ao estresse.

Também aumenta a atividade dos neurotransmissores excitatórios dopamina e norepinefrina.

Essa combinação de reações aumenta a frequência cardíaca e a pressão sanguínea e estimula o cérebro, causando maior alerta e melhor foco.

Eliminar a cafeína pode impactar negativamente a concentração enquanto o corpo se esforça para se acostumar a funcionar sem ela.

5. Humor Deprimido:

Estes é um dos sintomas comuns de abstinência de cafeína. Além disso, a cafeína é bem conhecida por sua capacidade de elevar o humor. Sua capacidade de bloquear a adenosina não só aumenta o estado de alerta, mas também melhora o humor.

Um estudo em pessoas que consumiram cafeína regularmente descobriu que consumir 0,68 mg por libra (1,5 mg por kg) de peso corporal levou a um humor mais positivo, em comparação com um placebo.

Além disso, muitos estudos associaram o consumo regular de cafeína a um risco reduzido de depressão.

Por exemplo, um grande estudo em mais de 50.000 mulheres descobriu que as mulheres que bebiam quatro ou mais xícaras de café por dia tinham um risco 20% menor de depressão do que as mulheres que bebiam pouco ou nenhum café.

Os efeitos estimulantes da cafeína podem levar a sensações de bem-estar e aumento de energia, que desaparecem quando a ingestão de cafeína termina. Por esta razão, o seu humor pode ser afetado se você decidir parar com a cafeína.

6. Irritabilidade:

A irritabilidade é um dos sintomas comuns de abstinência de cafeína. Além disso, é comum que os bebedores regulares de café fiquem irritados antes da xícara de café da manhã.

A cafeína no café pode ser o culpado por essa sensação de irritabilidade. Como o café dura apenas no sistema por quatro a seis horas, sintomas semelhantes aos da abstinência, como irritabilidade, podem ocorrer após uma noite de sono.

Os bebedores de café estão acostumados com os efeitos de cafeína que melhoram o humor, bem como com a dose de energia que recebem.

Para alguns, o desmame de bebidas cafeinadas como o café faz com que elas se tornem irritáveis e mal-humoradas.

Na verdade, pode ser difícil para os usuários pesados de cafeína reduzirem a quantidade com a qual estão acostumados, sem afetar negativamente seu humor.

Em um estudo em 94 adultos dependentes de cafeína, 89% dos participantes relataram que, embora desejassem reduzir a cafeína, eles não tiveram sucesso em seus esforços devido aos sintomas de abstinência, incluindo irritabilidade e raiva.

7. Tremores:

Embora não sejam tão comuns quanto outros sintomas, aqueles que têm uma séria dependência da cafeína podem sentir tremores em casos de abstinência de cafeína.

Como a cafeína é um estimulante do sistema nervoso central, os efeitos colaterais comuns de beber demais incluem sentir-se nervoso ou ansioso e ter mãos trêmulas.

De fato, aqueles com transtornos de ansiedade são frequentemente aconselhados a não consumir cafeína para evitar o agravamento dos sentimentos de ansiedade.

No entanto, para pessoas que consomem grandes quantidades de cafeína diariamente, parar também pode levar a tremores.

Os tremores relacionados à abstinência de cafeína geralmente ocorrem nas mãos e devem durar de dois a nove dias.

Se você está experimentando tremores nas mãos que duram mais de nove dias, consulte o seu médico para descartar outras causas.

8. Baixa Energia:

Um dos sintomas comuns de abstinência de cafeína é a baixa energia. Além disso, a maioria das pessoas que consome bebidas e alimentos com cafeína está procurando uma maneira de melhorar os níveis de energia em atraso.

Fatores de estilo de vida como falta de sono, trabalho exigente e dietas pouco saudáveis podem drenar energia, fazendo com que muitas pessoas procurem fontes externas de energia, como café e bebidas energéticas, para revitalizá-las.

As bebidas com cafeína são frequentemente usadas como uma muleta para fornecer a energia necessária para sobreviver durante o dia ou compensar a falta de sono.

Beber uma xícara de café ou bebida energética aumenta a concentração, aumenta a frequência cardíaca e aumenta o açúcar no sangue, levando a sentimentos de aumento da energia física e mental.

Esses efeitos desejados podem levar à dependência de cafeína, causando a necessidade de mais e mais cafeína para produzir o mesmo aumento de energia.

É por isso que a baixa energia é uma queixa comum de pessoas que estão reduzindo ou eliminando a cafeína.

Como Reduzir os Sintomas Comuns de Abstinência de Cafeína:

Sintomas Comuns de Abstinência de Cafeína
Sintomas Comuns de Abstinência de Cafeína

Os sintomas comuns de abstinência de cafeína devem durar apenas entre dois e nove dias, com pico de intensidade dos sintomas ocorrendo 24 a 51 horas após a retirada da cafeína.

Embora esses sintomas geralmente sejam de curta duração, eles podem ser desconfortáveis e dificultar a vida.

Felizmente, existem maneiras de reduzir as chances de sofrer esses efeitos colaterais desagradáveis.

Tente as dicas a seguir para reduzir ou evitar completamente os sintomas comuns de abstinência de cafeína.

Cortar de Volta Lentamente:

Parar a cafeína pode chocar o corpo e piorar os sintomas de abstinência. O desmame gradual da cafeína pode reduzir as chances de sofrer efeitos colaterais desagradáveis.

Reduza as Bebidas Cafeinadas:

Se você está acostumado a beber café forte, comece a beber café meio descafeinado e meio-regular para reduzir lentamente a sua dependência. Melhor ainda, troque um dos seus cafés por um chá de ervas descafeinado.

Mantenha-se Hidratado:

Beber bastante água é crucial ao eliminar a cafeína. A desidratação pode piorar os sintomas de abstinência, como dor de cabeça e fadiga.

Durma o Suficiente:

para combater a fadiga, tente dormir de sete a nove horas por noite.

Aumente a energia naturalmente: se os seus níveis de energia forem prejudicados depois de abandonar a cafeína, experimente incorporar na sua rotina fontes naturais de energia, como exercícios, alimentos ricos em nutrientes e técnicas de redução do estresse.

Resumo:

Lentamente, reduzir a cafeína, manter-se hidratado, dormir o suficiente e encontrar fontes alternativas de energia são formas de diminuir os sintomas comuns de abstinência de cafeína.

A cafeína é um estimulante amplamente consumido que pode causar sintomas semelhantes aos da abstinência em alguns.

A abstinência de cafeína pode ocorrer em qualquer pessoa que consuma cafeína regularmente e, em seguida, interrompe abruptamente o seu uso.

Os sintomas comuns incluem dor de cabeça, fadiga, baixa energia, irritabilidade, ansiedade, falta de concentração, humor deprimido e tremores, que podem durar de dois a nove dias.

Felizmente, existem maneiras de reduzir esses sintomas, inclusive diminuir gradualmente a cafeína, manter-se hidratado, dormir bastante e encontrar formas de aumentar naturalmente sua energia.

Embora a retirada da cafeína possa parecer insuportável no início, essa reação temporária é apenas um obstáculo no caminho para limitar sua dependência.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Wanessa Mattos

Drª. Wanessa Matos
Dermatologista formou-se em Medicina na Unicamp e na mesma instituição realizou sua residência em Dermatologia, obtendo o título de especialista. Atua nas áreas de dermatologia clínica, cirúrgica e estética. Além disso, é sócio titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia, com registro no Conselho Regional de Medicina e Associação Médica Brasileira.