Vulvovaginite – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Vulvovaginite – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos
4.4 (88%) 5 votes

Vulvovaginite – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos desta condição. Além disso, a Vulvovaginite é uma infecção ou inflamação da vulva e da vagina, que costuma apresentar sintomas bem característicos. Sangramento e corrimento vaginal, dor ao urinar e irritação na região íntima da mulher. O problema de saúde costuma estar relacionado à inúmeras causas e inclusive às DSTs.

vulvovaginite

Muitas situações do dia-a-dia aumentam o risco para ter esta condição, como o uso de calças apertadas, o uso muito frequente de absorventes internos e a má higiene da região, e, por isto, evitar estes hábitos pode ajudar a afastar este tipo de inflamação.

O que é Vulvovaginite?

A Vulvovaginite é uma inflamação ou infecção da vulva e da vagina. Também pode ser chamada de vulvite ou vaginite, se afeta apenas uma dessas partes do aparelho genital, mas isso é muito difícil de ocorrer.

Os tipos mais comuns de vaginite são: vaginite bacteriana, infecções fúngicas, principalmente a candidíase, tricomoníase e atrofia vaginal ou vaginite atrófica.

Causas da Vulvovaginite:

Entre as causas mais comuns da Vulvovaginite incluem-se:

  • Higiene íntima deficiente;
  • Roupa apertada;
  • Uso de sabonetes agressivos ou contra indicados para a higiene íntima;
  • Passagem de bactérias do reto para a vagina quando a mulher vai à casa de banho e se limpa de forma errada (que deve limpar sempre de frente para trás para evitar a contaminação da vagina com resíduos do anûs);
  • Candidíase (depois da puberdade).

Sintomas da Vulvovaginite:

Os sintomas mais comuns desta condição são:

  • inflamação da vulva;
  • Vermelhidão;
  • Corrimento;
  • Prurido vulvar (coceira intensa na vulva).

O que diferencia a vulvite das outras doença sexualmente transmissível são o tipo de irritação, a textura e a cor do corrimento.

Fatores de Risco da Vulvovaginite:

Fatores que aumentam o risco de desenvolver Vulvovaginite incluem:

Tratamentos Para Vulvovaginite:

O tratamento varia de acordo com a causa da Vulvovaginite, sendo que no caso de infecção por bactérias devem ser utilizados antibióticos, enquanto que no caso de excesso de fungos deve ser usados anti-fúngicos, por exemplo. Assim, é sempre importante consultar o ginecologista para saber qual o tratamento adequado.

No entanto, também é possível fazer o tratamento em casa para aliviar os sintomas e acelerar o tratamento recomendado pelo médico. Uma boa dica consiste em fazer banhos de assento com 3 colheres de sopa de vinagre de maçã ou de sal grosso, pois ajudam a eliminar os micro-organismos presentes e a acalmar a irritação.

Também se deve dar preferência para o uso de roupas íntimas de algodão, saias e vestidos que ajudem a ventilar a região genital, diminuindo o risco de agravamento da infecção.

causas da vulvovaginite

Prevenção da Vulvovaginite:

A melhor forma de se prevenir a Vulvovaginite é a prática de higiene adequada. A limpeza com papel após defecar deve ser sempre para trás, evitando trazer para região genital as bactérias.

Para as mulheres adultas, usar roupas mais largas, evitar roupas sintéticas e, à noite, dormir sem roupa íntima. Já as idosas devem procurar assistência médica para ver o melhor tratamento.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Ana Karolynne Goncalve

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão(UFMA), CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal do Maranhão(UFMA), Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *