Início » Doenças e Tratamentos » Tosse: o que é, causas, tratamentos e prevenção

Tosse: o que é, causas, tratamentos e prevenção

tosse

A tosse é um reflexo natural do aparelho respiratório que surge como consequência de um processo irritativo. Em muitos aspectos, esse reflexo é benéfico, pois ajuda a expulsar secreção ou corpos estranhos, impedindo que desçam até o nível dos pulmões.

Além disso, ela pode ser sinal de algum problema de saúde mais grave, ainda mais quando a tosse for excessiva e vier acompanhada de secreção.

Tosse: o que é, causas, tratamentos e prevenção
tosse

Quais são os tipos de tosse:

Existem vários tipos de Tosse, os principais são:

1. Tosse alérgica:

tosse alérgica é caracterizada por uma tosse seca persistente que ocorre sempre que o indivíduo é exposto àquilo que ele tem alergia, que pode ser o pelo de gato ou de cachorro, poeira ou o pólen das flores ou a determinadas plantas, por exemplo.

  • Seu tratamento pode ser feito com a ingestão de remédios anti-histamínicos, como o Hixizine, mas é importante evitar o contato com o alérgeno para que ela seja realmente curada.

2. Tosse seca:

Além disso, a tosse seca pode ser causada por uma irritação na garganta causada pela inalação de fumaça, cigarro ou objeto estranho nas vias aéreas, por exemplo, e descobrir a sua causa é fundamental para o sucesso do tratamento.

  • A água é um bom remédio natural que pode ajudar no tratamento, pois ela irá manter a garganta hidratada.

3. Tosse com catarro:

A tosse com catarro pode ser causada por doenças respiratórias, como gripe, resfriado ou infecção respiratória, por exemplo. Neste caso ela vem acompanhada de outros sintomas, como dor no corpo e, por vezes, febre.

  • O tratamento pode ser feito com o uso de remédios que ajudam na eliminação do catarro, mas sempre sob orientação médica para evitar complicações.

Quais são as causas da tosse?

A tosse é um reflexo vital do organismo, geralmente causado pela presença de algum corpo estranho nas vias respiratórias ou inalação de substâncias tóxicas.

Algumas situações que favorecem a instalação e a persistência podem ser:

  • Gripe ou resfriado;
  • Sinusite;
  • Rinite, laringite ou faringite;
  • Bronquite aguda;
  • Crise de asma;
  • Bronquiectasia;
  • Exposição a substâncias que causam alergia como pólen ou ácaros;
  • Efeito colateral de remédios para o coração;
  • Pneumonia;
  • Edema ou embolia pulmonar.
Tosse: o que é, causas, tratamentos e prevenção
o que e a tosse

Quais os tratamentos?

O tratamento para a este problema deve ser direcionado para solucionar a sua causa. No caso de tosse de causa alérgica, além do uso dos medicamentos receitados pelo médico, é importante:

  • Beber, no mínimo, 1,5 litros de água por dia, a água ajuda a manter as vias aéreas hidratadas e diminui a irritação da garganta;
  • Tomar 1 colher de sopa de xarope de cenoura ou de orégano cerca de 3 vezes por dia: estes xaropes possuem propriedades antitússicas.
  • Beber 1 xícara do chá de hortelã cerca de 3 vezes por dia, pois a hortelã tem ação tranquilizante, antitússica, mucolítica, expectorante e descongestionante, ajudando a aliviar este problema.
  • Evitar a poeira dentro de casa, o contato com animais e a fumaça do cigarro, estas substâncias podem ser as causadoras persistente e, por isso, devem ser evitadas.

Prevenção da tosse:

  1. Fortaleça o seu sistema imunitário com a adoção de uma alimentação saudável, com prioridade para os alimentos frescos, especialmente frutas e vegetais.
  2. Pratique exercício físico com regularidade, sempre que possível ao ar livre, com foco na atividade cardiovascular.
  3. Hidrate o seu organismo, beba diariamente 2 litros de água, chás e sumos naturais de frutas, ricos em vitamina C.
  4. Proteja-se do frio, evitando mudanças drásticas de temperatura e de umidade;
  5. Mantenha uma boa higiene e durma: uma rotina diária de 8 a 10 horas de sono é imprescindível para repor a vitalidade no nosso organismo e gerir o stress e ansiedade do dia-a-dia.

Obs: Casos de tosse persistente por mais de 1 semana, merecem mais atenção, especialmente se o indivíduo tiver asma, bronquite, rinite ou qualquer outra doença respiratória crônica. Além disso, ela pode significar uma piora do quadro e a necessidade de tomar medicamentos anti-histamínicos ou corticoides.

Formado em Comunicação Social, especialista em jornalismo digital e SEO, responsável por criar diversos projetos na internet, afim de levar conhecimento à todos sobre saúde, beleza, bem estar, natureza e entretenimento.