Os 10 Efeitos Colaterais do Óleo de Mostarda

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Os 10 Efeitos Colaterais do Óleo de Mostarda
4.8 (95%) 8 votes

Os 10 Efeitos Colaterais do Óleo de Mostarda que não devemos ignorar. Além disso, o Óleo de Mostarda é um ingrediente fundamental na culinária de diversos países, inclusive a Índia. Muitas famílias não cozinham sem adicionar o Óleo de Mostarda. É um dos ingredientes básicos na culinária e conhecido por alguns benefícios para saúde.

Os 10 Efeitos Colaterais do Óleo de Mostarda

Mas você sabia que o Óleo de Mostarda pode ser potencialmente perigoso para nós também? Bem, abaixo abordamos os 10 efeitos colaterais mais comuns do Óleo de Mostarda. Então confira agora Os 10 Efeitos Colaterais do uso de Óleo de mostarda:

Contém Ácido Erúcico:

Várias pesquisas demonstraram que o Óleo de Mostarda contém uma quantidade enorme (aproximadamente entre 42% e 47%) de ácido erúcico. É um composto de ácido graxo (ácido graxo ômega-9 monoinsaturado), que é conhecido por ser altamente tóxico na natureza.

Devido à presença de quantidades tão elevadas de ácido erúcico, o Óleo de Mostarda pode representar sérios riscos para a saúde. O consumo de altas doses de Óleo de Mostarda está associado a problemas cardiovasculares, problemas respiratórios, diarreia, anemia, câncer, coma e até morte nos casos mais severos.

Influencia a Saúde do Coração:

O alto teor de ácido ferúlico do Óleo de Mostarda pode afetar a saúde do nosso coração e danificá-lo significativamente. É mais conhecido por causar um determinado problema médico conhecida como “lipidose miocárdica” ou “degeneração gordurosa do coração

Em que as lesões fibróticas se desenvolvem em fibras miocárdicas ou músculos cardíacos devido ao acúmulo de triglicerídeos ou gotículas de gordura. Isso prejudica os músculos cardíacos e, às vezes, até leva a insuficiência cardíaca.

Aumenta o Risco de Câncer de Pulmão:

Além de aumentar os riscos cardiovasculares, o ácido erúcico no Óleo de Mostarda também aflige nossos pulmões. No estágio inicial, ele pode simplesmente afetar a parte superior do nosso sistema respiratório (especialmente o trato respiratório), causando uma respiração problemática e assim por diante. Mas o consumo a longo prazo de Óleo de Mostarda pode nos tornar propensos a câncer de pulmão, o que é absolutamente fatal.

Provoca a Hidropia:

No ano de 1998, o uso de Óleo de Mostarda para cozimento foi proibido pelo governo de Delhi, a devido os casos de hidropisia que aumentaram rapidamente. É basicamente a forma mais grave de edema em que os tecidos moles no corpo humano aumentam em grande parte devido ao acúmulo de líquido incomum.

Provoca Irritação:

O Óleo de Mostarda é conhecido por conter outro composto químico nocivo chamado isotiocianato de alilo. É um irritante extremamente forte e poderoso que, quando tomado por via oral, pode resultar na inflamação dos revestimentos dos pulmões, do trato gastrointestinal, dos intestinos, etc.

A propriedade irritante do Óleo de Mostarda também pode causar problemas como secreção anormal de lágrimas, aumento sensibilidade e neuro excitação.

Pode Trazer Danos à Pele:

A aplicação tópica do Óleo de Mostarda pode afetar a pele de várias maneiras. Estudos demonstraram que interrompe a função de barreira da pele e aumenta a perda de água através da epiderme, alterando consideravelmente a estrutura dos queratinócitos epidérmicos. É por isso que a ciência médica moderna sugere evitar o uso de Óleo de Mostarda para massagem infantil.

Pode Levar a Erupções Externas:

A aplicação externa de Óleo de Mostarda pode levar a certas erupções na pele também. Elas são semelhantes à pitiríase rosea e são de natureza benigna. No entanto, se ignorado, essas erupções podem ser motivo de desconforto. Os 10 Efeitos Colaterais do Óleo de Mostarda

Pode Levar a Reações Alérgicas:

As reações alérgicas também são comuns entre os efeitos colaterais do Óleo de Mostarda. Estas reações alérgicas são alergias mediadas pela imunoglobulina E ou Igô, como vermelhidão, coceira, pele seca e rachada, etc., e não são graves.

Uns dos Causadores da Rinite:

O consumo excessivo de Óleo de Mostarda pode causar rinite em que a mucosa tende a ficar inflamada. É caracterizado pela tosse, espirros, nariz entupido, nariz aquoso e gotejamento pós-nasal. Por isso, é melhor reduzir o consumo de Óleo de Mostarda para se livrar deste efeito colateral.

Pode Afeta a Gravidez:

As mulheres grávidas devem evitar o consumo de Óleo de Mostarda, pois contém alguns compostos químicos que são prejudiciais para elas, bem como para o feto em crescimento. De acordo com os pesquisadores, esses produtos químicos podem resultar em aborto espontâneo.

Desistir de algo que não é apenas parte da alimentação diária, como também é um símbolo tradicional e cultural não é fácil. Não se preocupe, você não precisa retirar todo o Óleo de Mostarda também. Mas você pode limitar seu consumo para evitar esses efeitos colaterais.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Ana Karolynne Goncalve

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão(UFMA), CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal do Maranhão(UFMA), Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *