Dispepsia – O que é Causas, Sintomas e Tratamentos!

Dispepsia – O que é Causas, Sintomas e Tratamentos!

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Dispepsia – O que é Causas, Sintomas e Tratamentos desse mal. Além do que, Dispepsia (indigestão), muito confundida com gastrite e má digestão, é uma compilação de sintomas comuns, como eructação (arrotos), náuseas, flatulência, vômitos, sensação de queimação na “boca” do estômago e inchaço, que são sentidos na região superior do abdômen, em geral logo após o consumo de alimentos.

DispepsiaEstá relacionada a problemas no peristaltismo, que são contrações involuntárias do sistema digestivo para auxiliar a comida no seu trajeto correto. Não se trata de uma condição grave, mas pode trazer consequências quando não tratada.

A Dispepsia é muito comum, cerca de 20% da população já sentiu algum sintoma. Já no Brasil, a incidência é de 40%.

Tipos e Causas de Dispepsia:

Os tipos da Dispepsia está relacionado a suas causas. Entenda:

Dispepsia orgânica:

Causadas por doenças orgânicas encontradas no trato digestório como:

  • Úlceras pépticas;
  • Cálculo biliar;
  • Esofagite;
  • Pancreatite;
  • Hérnia de hiato;
  • Gastrite;
  • Câncer de estômago(raro);
  • Doença da tireoide.
  • Dispepsia funcional

A Dispepsia está relacionada a diversos hábitos alimentares como o consumo excessivo de álcool e cigarro, comer rápido e em demasia, ingerir muitos alimentos com pimenta e cafeína. No entanto existem condições médicas que podem causar a indigestão:

Outras causas podem ser o uso de medicamentos como antibióticos, esteróides, digoxina, antidiabéticos, corticosteróides, anti-inflamatórios, opióides, antidepressivos, e antipsicóticos.

Sintomas Da Dispepsia:

Espero que você não esteja familiarizado com indigestão, mas se você é, então você não ficará surpreso com os sintomas que estou prestes a listar. Por outro lado, alguns de vocês podem estar pensando “o que é uma indigestão?”.

Dispepsia como tratar

Na maioria das vezes, as pessoas descrevem sua indigestão como uma sensação desconfortável em seu estômago acompanhado por dor na parte superior do abdômen ou no peito. Para a maioria das pessoas, sintomas de indigestão irão aparecer durante ou logo após comer.

Os sintomas clássicos de indigestão (dispepsia) incluem:

  • Dor abdominal;
  • Gosto ácido na boca;
  • Inchaço na região do estômago;
  • Arrotos e gases;
  • Sensação de queimação no estômago ou parte superior do abdômen;
  • Diarreia, mas nem sempre;
  • Náusea;
  • Vômito.

Fique atento aos sintomas e procure orientação médica.

Precauções Com A Dispepsia:

É importante saber que um ataque cardíaco pode causar alguns sintomas semelhantes à indigestão. Se você acha que está com indigestão e com problemas respiratórios, sudorese intensa e dor que se move para a mandíbula, pescoço ou braço, procure atendimento médico urgente.

Se tiver algum dos seguintes sintomas, contacte imediatamente o seu médico:

  • Sintomas de indigestão que persistem por mais de alguns dias;
  • Vômito;
  • Perda de apetite;
  • Perda de peso involuntária ou inexplicada;
  • Dificuldade em engolir;
  • Sangue visível nas fezes;
  • Dor abdominal súbita e grave;
  • Desconforto não relacionado a comer ou beber;
  • Coloração amarela da pele e dos olhos (icterícia).

Dispepsia ou indigestão é um problema de saúde extremamente comum. Para algumas pessoas, pode até se tornar um problema crônico. A boa notícia é que existem muitas maneiras naturais para melhorar os sintomas da Dispepsia.

Mantenha uma alimentação de verdade e hábitos saudáveis. Caso os sintomas persistam, procure orientação médica.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Ana Karolynne Goncalve

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão(UFMA), CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal do Maranhão(UFMA), Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *