Chá de Matricária – O Que é, Benefícios e Como Usar

Revisado por

Graduado em Ciências da Nutrição!

Especialista do Cura Natural

Chá de Matricária – O Que é, Benefícios e Como Usar
4.8 (96%) 5 vote[s]

Chá de Matricária – O Que é, Benefícios e Como Usar de forma correta as propriedades dessa planta. Alem disso, usada como remédio natural para acabar com a enxaqueca, a matricária é uma planta que pertence à família das Asteraceae.

cha de matricaria

Para esse e muitos outros fins, as partes da planta que podem ser utilizadas são: raízes, folhas e flores. Porém, antes de consumi-la é importante que o médico seja consultado.

Dependendo do local onde a matricária é encontrada, ela pode ser conhecida por várias outras denominações.

Entre as principais delas, destaque para artemigem-dos-jardins, artemijo, camomila-pequena, macela-da-serra, macela-do-reino, margaridinha, monsenhor-amarelo, piretro-do-cáucaso, artemísia dos ervanários e artemísia romana.

A matricária é uma planta de pequeno porte que possui folhas verdes e caules longos.

Ela chama bastante atenção pela beleza das suas flores, que são formadas por inúmeras pétalas brancas com o centro na cor amarelo esverdeado.

Benefícios da Matricária:

Como já foi dito anteriormente, a matricária pode ser usada em benefício da saúde humana, seja no processo de tratamento ou cura de algumas doenças.

Perturbações gástricas, insônia, males do coração e dos nervos, febres baixas, picada de mosquito, abelha e borrachudo são algumas delas.

A planta também é indicada para tratar problemas de artrite, diarreia, dor de cabeça, leucorreia, anemia, cólica, atonia do útero, afecções gástricas, debilidade do estômago, enterite, epilepsia, flatulência, gastrite, hidropsia, icterícia, nervosismo, nevralgia, reumatismo, além da enxaqueca.

Chá de Matricária:

Uma das formas mais comuns de fazer uso das propriedades medicinais da matricária é a partir da preparação do chá.

Para isso, você vai precisar seguir algumas indicações. Basta separar 200 ml de água, três folhas da planta e três flores. O primeiro passo é colocar a água para ferver em um recipiente com tampa.

Assim que começar a borbulhar, desligue o fogo e acrescente as partes da planta. Deixe descansar por cerca de 10 minutos, com o recipiente tampado.

Passado esse tempo, use uma peneira para que fique somente o líquido. A indicação é que o chá seja consumido de duas a três vezes por dia.

Cuidados:

Assim como acontece com tantas outras plantas que apresentam utilização medicinal, o médico deve ser consultado.

Só esse profissional vai certificar que a espécie em questão realmente vai fazer bem para a sua saúde. Caso contrário, alguns outros problemas podem estar associados a sua utilização.

Entre as contraindicações, no topo da lista aparecem as mulheres grávidas. Seu uso indiscriminado pode causar aborto. Por isso que é tão importante que o paciente consulte o médico.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Rafael Cardoso

Com mais de 5 anos de experiência, Rafael Almeida é Graduado em Ciências da Nutrição pela Universidade Ceuma desde 2012. Atua em Atendimento Clínico-Nutricional, com foco no bem estar e qualidade de vida do paciente, através da reeducação alimentar e acompanhamento nutricional, com planos alimentares personalizados, de acordo com o objetivo e avaliação clínica individual, comprometido com o sucesso do tratamento de seus pacientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *