Os 24 Alimentos Ricos em Antioxidantes

Revisado por

Bioquímica Farmacêutica pela USP

Especialista do Cura Natural

Os 24 Alimentos Ricos em Antioxidantes
4.8 (95.83%) 120 votes

Os Alimentos Ricos em Antioxidantes são essenciais para saúde do corpo. Além disso, durante o nosso metabolismo, são formados vários compostos que realizam um processo de oxidação nos tecidos do corpo humano. Chamados radicais livres, tais compostos são necessários para algumas funções, como a geração de energia.

No entanto, esse processo de oxidação também pode causar reações negativas em células saudáveis. Eles podem desestabilizar a sua estrutura, causando perda de material genético, mutações, perda de funções e até degeneração.

alimentos ricos em antioxidantes

A boa notícia é que o nosso organismo possui meios para se defender do efeito desses radicais livres. E as moléculas responsáveis por essa função são os antioxidantes. Por isso, se você quer entender o que são eles e quais são os alimentos ricos em antioxidantes, continue lendo este artigo

O que é são Antioxidantes?

Quanto à parte química, os antioxidantes são compostos aromáticos que contêm, no mínimo, uma hidroxila. Por definição, essas moléculas são capazes de atrasar ou até inibir o processo de oxidação.

Os danos causados pela oxidação são danos normais, decorrentes do processo fisiológico de oxidação do tecido animal. Nesse sentido, a função dos antioxidantes é proteger a célula contra a ação dos radicais livres, retardando seu envelhecimento e prevenindo danos ao funcionamento do organismo.

Além disso, o combate aos radicais livres também age nos mecanismos de algumas doenças como o câncer, por exemplo melhorando a saúde do sistema imunitário.

Hoje, já existem alguns antioxidantes sintéticos, mas a sua maior fonte ainda são os alimentos vegetais, incluindo vitaminas do complexo B, minerais, pigmentos naturais, enzimas e outros compostos.

Aliás, é possível perceber que cada vez mais se reconhece a importância do consumo de frutas e verduras para a manutenção da saúde do nosso corpo. Além de fornecer energia e nutrientes essenciais a nossa dieta, esses alimentos são ricos em antioxidantes poderosos. Então, confira agora os 24 Alimentos Ricos em Antioxidantes:

Aveia:

A aveia é um tipo de cereal integral ou seja, durante o seu processo de refinamento, sua casca foi mantida, o que proporciona uma maior quantidade de fibras e nutrientes.

Assim, ela é rica em vitamina B importante para diversas funções corporais e vitamina E, aquele potente antioxidante. Além disso, possui grandes quantidades de silício, magnésio e fósforo, minerais essenciais para o fortalecimento do sistema imunológico.

Ameixa Preta:

Esse é um tipo de fruta seca rica em antioxidantes e vitaminas diversas. Dentre elas, podemos citar a vitamina A, C, o ácido fólico, a vitamina K e as vitaminas do complexo B.

Seu poder antioxidante ajuda a prevenir doenças cardiovasculares, ósseas, câncer, diabetes e obesidade. Além disso, outras características das ameixas incluem benefícios para o sistema imunológico e gastrointestinal, para a pele, e também para as funções cognitivas.

Framboesa:

As framboesas são frutas doces que possuem diversas cores, como rosa, roxo, preto, laranja, branco e amarelo. Mas todas as colorações são benéficas para a saúde e ricas em antioxidantes, variando apenas no teor de nutrientes.

Por conterem grandes quantidades de nutrientes essenciais, além de altas concentrações de antioxidantes, alguns alimentos são chamados de superalimentos e a framboesa, assim como outras frutas de cor avermelhada, é um deles.

framboesa

Alho:

O alho é um grande aliado na cozinha, conhecido por ser um ótimo tempero. Mas esse alimento também oferece propriedades antifúngicas e antibacterianas, além de ser um excelente anti-inflamatório.

O alho possui uma alta capacidade de desprender hidrogênio das moléculas, reduzindo, assim, a peroxidação lipídica. Por conta disso, ele está entre um dos melhores antioxidantes naturais que podemos usar para incrementar a dieta.

Morango:

Assim como as framboesas, os morangos são frutas doces e de consistência mole. E sua coloração avermelhada garante um grande teor de nutrientes essenciais, além de antioxidantes.

Sabe-se, por exemplo que a composição dos morangos é formada, em grande parte, por compostos fenólicos como os flavonoides, conhecidos por serem potentes antioxidantes.

Além disso, em nível celular, as propriedades do morango atuam contra a produção de agentes oxidantes, como os radicais livres. Assim, reduzem o risco de doenças cardiovasculares, arteriais, câncer, diabetes e até de demência.

Nozes:

As nozes possuem cerca de 20,97 unidades de antioxidantes 20 vezes mais que a quantidade encontrada nos espinafres (0,98) e nas laranjas (1,14). Além de reduzir os níveis de colesterol LDL no organismo, os antioxidantes encontrados nessa oleaginosa combatem o câncer, o diabetes e as doenças cardiovasculares.

Por isso, acrescentar um punhado de nozes a uma dieta saudável pode ser muito benéfico, e indicado para melhorar os índices glicêmicos e a qualidade dos nutrientes.

Mirtilo:

No Brasil, o consumo dessa fruta ainda não é tão difundido, mas ela é muito apreciada na Europa e na América do Norte.

A pequena frutinha de cor roxa, que lembra uma jabuticaba, é uma das que contém maior teor de antioxidantes já estudadas. Sua casca preserva grande quantidade de polifenóis, o que é extremamente benéfico para o combate aos radicais livres.

Outras pesquisas indicam que incluir a fruta na sua dieta, de três a quatro vezes por semana, ajuda a combater o câncer e as doenças cardiovasculares, além de potencializar o sistema imunitário.

Goji Berry:

Como décimo alimento na nossa liste de alimentos ricos em antioxidantes temos algo bastante exótico.

Vinda do Tibet, no norte da China, a goji berry é uma fruta pequena, seca e avermelhada. Ela ganhou grande destaque no mundo esportista, por ser um superalimento, rico em nutrientes essenciais e antioxidantes.

Estima-se que a goji berry possua cerca de quarenta vezes mais vitamina C do que uma laranja. Além disso, possui diversas vitaminas do complexo B necessárias para o combate aos radicais livres.

Azeite de Oliva:

Este alimento é rico em gorduras monoinsaturadas, possui propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes. Deve ser preferido o tipo extravirgem que apresenta nível de acidez menor a 1%. A indicação é ingerir, ao máximo, 2 colheres de sopa diariamente.

azeite de oliva

Centelha asiática, Dente-de-Leão e Chá de Cavalinha:

A cavalinha possui teor favorável do silício e atua como diurético natural, com organismo desintoxicado e diminuindo então inchaço. Centelha asiática é capaz de estimular circulação do sangue. E o dente-de-leão auxilia para eliminação de toxinas.

Frutas Cítricas:

Laranja, goiaba, limão e lima-da-pérsia possuem poderosa vitamina C, e também bioflavonóides, que tornam o tônus das veias maior, contribuindo para microcirculação.

Frutas Vermelhas:

As uvas vermelhas, roxas e o morango contêm proantocianidina, substância para fortalecimento de vasos de sangue e linfáticos, com melhora da circulação.

Linhaça:

Este alimento é rico em ômega 3, anti-inflamatório natural, ajuda em regulação hormonal. Ainda realiza faxina no interior, pelo alto teor das fibras, favorecendo para que acúmulo das impurezas seja evitado que tornam difícil irrigar e contribuem para celulite.

A dica é carregar de casa linhaça após triturar para que seja salpicada na salada, preferindo bater em liquidificador pouco anteriormente a seguir para trabalho. Isto devido ao fato que sementes oxidam e perdem doses de ômega 3 significativas.

Abacaxi e Mamão:

As duas frutas possuem propriedades anti-edema, sem contar enzimas proteolíticas, que auxiliam para digestão das proteínas, que para determinados indivíduos, podem acabar com alergias responsáveis por estímulo da composição dos adipócitos, as células da gordura.

Melão:

O melão é essencial em alcalinizar pH sanguíneo, sendo anti-inflamatório, principalmente se consumido com sementes, com possibilidade de serem trituradas, com garantia de superior fornecimento das fibras.

Óleo de Gergelim:

Excelente fonte de vitaminas, especialmente a E, que age como antioxidantes, e desta maneira, fazem proteção de células contra ação de radicais livres. E ainda possui ação anti-inflamatória.

oleo de gergelim

Peixes:

Neste caso é sardinha, arenque, atum e salmão. São grandes fontes do ômega 3, gordura que ainda participa da tropa de choque em relação à osteoporose.

Pepino:

Trata-se de diurético natural, anti-inflamatório, alcalinizante, auxilia para eliminação das toxinas, sendo rico nas vitaminas A e C, sem contar sais minerais.

Sálvia:

Auxilia em regular os hormônios femininos, em especial estrogênio, intimamente associado com celulite.

Semente da Abóbora:

Auxilia a transformar pH do sangue mais alcalino, afastando inflamações. A semente de girassol, mais um poderoso antioxidante, pode ter preparo de maneira idêntica.

Batata:

Sim, esse vegetal onipresente é um dos grandes alimentos ricos em antioxidantes, e assim uma fonte regular para a maioria de nós. Carotenoides e Flavonoides, dois antioxidantes importantes, estão presentes na batata.

A batata russet é a melhor escolha entre todas as variedades no que diz respeito à quantidade de antioxidantes. Uma batata russet cozida contém cerca de 4649 unidades antioxidantes.

Chocolate Amargo:

Isso com certeza é uma boa notícia para todos os amantes de chocolate por aí; aproveite seu chocolate amargo favorito e se mantenha saudável ao mesmo tempo. O que pode ser melhor?

Pesquisas provaram que chocolate amargo tem mais antioxidantes e mais flavonoides que frutas. Esses flavonoides incluem procianidinas, epicatequinas e catequinas, que são conhecidas por diminuir o risco de doença cardíaca, câncer de pulmão, câncer de próstata, asma e diabetes tipo 2.

chocolate amargo

Soja:

A soja e seus produtos são considerados muito benéficos não apenas pela proteína e fibras que eles contêm, mas também por suas propriedades antioxidantes.

Eles contêm isoflavonas em grande quantidade, que ajudam a neutralizar os radicais livres em nosso corpo, que caso contrário podem causar inflamação e problemas no coração.

Chá Verde:

Chá é, talvez, a bebida mais consumida no mundo, atrás apenas da água. Além do sabor e estímulo que ele oferece, o chá tem muitos benefícios, também. Tanto o chá verde quanto o preto são alimentos ricos em antioxidantes.

Embora o chá verde contenha mais antioxidantes por não ser fermentado. O chá verde é conhecido por combater e prevenir muitas formas de câncer, arteriosclerose, diabetes, problemas intestinais e doenças hepáticas.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Byanca Stefany

Sou graduada em Ciências Farmaceuticas pela Universidade Federal do Piaui (UFPI), com pós graduação em Fármaco e Medicamentos pela Universidade de São Paulo (USP) mestrado também pela Universidade de São Paulo (USP) na área de Tecnologia Bioquímica Farmacêutica e Doutoranda pela Universidade de São Paulo (USP) na área de Farmácia Fisiopatologista e Toxicologia. Atualmente Trabalho na área de Análise Clinicas, e tambèm atuo no Instituto de Pesquisa de Ciência, tecnologia e Qualidade (ICTQ) e exerço a função de Editor no site "Dicas de Saúde".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *