Doenças e Tratamentos

16 sintomas do lúpus que você talvez não saiba!

sintomas do lúpus que você talvez não saiba

Os sintomas do lúpus variam de pessoa, sintomas vagos tornar esta doença difícil de diagnosticar. Além disso, o lúpus é uma doença autoimune que faz com que as células de defesa da pessoa ataque suas próprias células sadias provocando inflamação nas articulações, pele, olhos, rins, cérebro, coração ou pulmões, não sendo um tipo de câncer.

sintomas do lúpus que você talvez não saiba
sintomas do lúpus que você talvez não saiba

Geralmente, os sintomas do Lúpus vão surgindo após o nascimento, mas, em alguns casos, pode surgir anos mais tarde devido a uma infecção, uso de alguns medicamentos ou, até mesmo devido à exposição exagerada ao sol, por exemplo.

Embora o Lúpus não tenha cura, existem alguns tratamentos que ajudam a aliviar os sintomas e evitar que estes reapareçam por isso, é recomendado ser acompanhado pelo médico reumatologista.

Quais os sintomas do lúpus?

Os sintomas podem também variar de acordo com as partes do seu corpo que forem afetadas pelo Lúpus.

  1. Fadiga;
  2. Febre;
  3. Dor nas articulações;
  4. Rigidez muscular e inchaços;
  5. Rash cutâneo – vermelhidão na face em forma de “borboleta” sobre as bochechas e a ponta
  6. do nariz. Afeta cerca de metade das pessoas com Lúpus;
  7. O rash piora com a luz do sol e também pode ser generalizado;
  8. Lesões na pele que surgem ou pioram quando expostas ao sol;
  9. Dificuldade para respirar;
  10. Dor no peito ao inspirar profundamente;
  11. Sensibilidade à luz do sol;
  12. Dor de cabeça,confusão mental e perda de memória;
  13. Linfonodos aumentados;
  14. Queda de cabelo;
  15. Feridas na boca;
  16. Desconforto geral, ansiedade, mal-estar.

Como é feito o tratamento:

O tratamento para o Lúpus varia de acordo com os sintomas manifestados pelo paciente e, por isso, é aconselhado consultar o médico especialista de acordo com o tipo de sintoma e o órgão afetado. No entanto, os tratamentos mais utilizados são:

  1. Anti-inflamatórios, como Naproxeno ou Ibuprofeno: são usados principalmente quando o lúpus provoca sintomas como dor, inchaço ou febre;
  2. Antimaláricos, como a Cloroquina: ajudam a evitar o desenvolvimento dos sintomas da lúpus em alguns casos;
  3. Corticoides, como Prednisona ou Betametasona: reduzem a inflamação dos órgãos afetados;
  4. Imunossupressores: como Azatioprina ou Metotrexato, para diminuir a ação do sistema imune e aliviar os sintomas. Porém, este tipo de medicamentos apresenta efeitos secundários sérios como infecções recorrentes e aumento do risco de câncer e, por isso, só devem ser usados nos casos mais graves.

Alguns remédios podem ter efeitos colaterais que afetam os olhos causando dor, vermelhidão e inflamação e se isto acontecer o médico pode avaliar se existe a possibilidade de trocar o medicamento por outro semelhante que não este mesmo efeito colateral.

Formado em Comunicação Social, especialista em jornalismo digital e SEO, responsável por criar diversos projetos na internet, afim de levar conhecimento à todos sobre saúde, beleza, bem estar, natureza e entretenimento.

2 comentários

  • […] Esclerodermia disseminada pode ocorrer com outras doenças autoimunes, incluindo lúpus e polimiosite. Nesses casos, a doença é chamada de doença mista do tecido […]

  • […] de Raynaud são as reumáticas, em especial: a esclerose sistêmica, a Síndrome de Sjögren, o lúpus eritematoso sistêmico, a doença mista do tecido conjuntivo, e a […]

Deixe um comentário