Doenças e Tratamentos

5 sintomas de problemas de incontinência urinária!

sintomas e causas de problemas de incontinência urinária

Incontinência urinária é quando alguém é incapaz de controlar a urina. Além disso, a perda do controle da bexiga é um problema comum, muitas vezes embaraçoso. A gravidade varia de ocasionalmente vazando urina quando tossir ou espirrar para ter um desejo de urinar que é tão súbita e forte que você não consegue um banheiro a tempo.

sintomas e causas de problemas de incontinência urinária
sintomas e causas de problemas de incontinência urinária

Embora ocorra mais frequentemente à medida que as pessoas envelhecem, não é uma consequência inevitável do envelhecimento. Se a incontinência urinária afeta suas atividades diárias, não hesite em consultar o seu médico. Para a maioria das pessoas, mudanças de estilo de vida simples ou tratamento médico podem aliviar o desconforto ou parar a incontinência.

Principais sintomas da Incontinência Urinaria:

Muitas pessoas experimentam vazamentos ocasionais e menores de urina. Outros podem perder pequenas ou moderadas quantidades de urina com mais frequência.

Os tipos de incontinência urinária incluem:

1. Estresse:

Perda de urina quando você exerce pressão sobre sua bexiga, tossindo, espirrando, rindo, exercitando ou levantando algo pesado.

2. Impulso:

Você tem um desejo súbito e intenso de urinar, seguido de uma perda involuntária de urina. Talvez seja necessário urinar com frequência, inclusive durante a noite. A incontinência de urgência pode ser causada por uma condição menor, como infecção, ou uma condição mais grave, como um distúrbio neurológico ou diabetes.

3. Excesso de fluxo:

Você experimenta um drible frequente ou constante de urina devido a uma bexiga que não esvazia completamente.

4. Funcional:

sintomas e causas de incontinência urinária
sintomas e causas de incontinência urinária

Uma deficiência física ou mental o impede de chegar ao banheiro a tempo. Por exemplo, se você tiver artrite severa, talvez não seja capaz de desabotoar as calças com rapidez suficiente.

5. Mista:

Você experimenta mais de um tipo de incontinência urinária.

Principais Causas da Incontinência Urinaria:

A incontinência urinária não é uma doença, é um sintoma. Pode ser causada por hábitos cotidianos, condições médicas subjacentes ou problemas físicos. Uma avaliação minuciosa pelo seu médico pode ajudar a determinar o que está por trás da sua incontinência.

Incontinência temporária:

Certas bebidas, alimentos e medicamentos podem atuar como diuréticos – estimulando sua bexiga e aumentando seu volume de urina. Eles incluem:

  1. Álcool.
  2. Cafeína.
  3. Bebidas carbonatadas e água gelada.
  4. Adoçantes artificiais.
  5. Chocolate.
  6. Pimenta.
  7. Alimentos ricos em especiarias, açúcares ou ácidos, especialmente cítricos.
  8. Medicamentos para o coração e pressão sanguínea, sedativos e relaxantes musculares.
  9. Grandes doses de Vitamina C.

Também pode ser causada por uma condição médica facilmente tratável, tais como:

  1. Infecção do Trato Urinário: As infecções podem irritar sua bexiga, fazendo com que você tenha fortes impulsos para urinar e às vezes incontinência.
  2. Prisão de Ventre: O reto está localizado perto da bexiga e compartilha muitos dos mesmos nervos. As duras fezes compactas no seu reto causam que estes nervos sejam hiperativos e aumente a freqüência urinária.

Incontinência persistente:

A incontinência urinária também pode ser uma condição persistente causada por problemas ou mudanças físicas subjacentes, incluindo:

  1. Gravidez.
  2. Parto.
  3. Muda com a idade.
  4. Menopausa.
  5. Histerectomia.
  6. Próstata alargada.
  7. Câncer de próstata.
  8. Obstrução.
  9. Problemas neurológicos.

Fatores de risco da incontinência urinária:

incontinência urinária
incontinência urinária

Fatores que aumentam seu risco de desenvolver incontinência urinária incluem:

  1. Gênero: As mulheres são mais propensas a ter incontinência de estresse. Gravidez, parto, menopausa e anatomia feminina normal são responsáveis ​​por esta diferença. No entanto, os homens com problemas da próstata estão em maior risco de incontinência e incontinência de transbordo.
  2. Idade: À medida que envelhece, os músculos de sua bexiga e uretra perdem parte da sua força. As mudanças com a idade reduzem o quanto sua bexiga pode manter e aumenta as chances de liberação involuntária de urina.
  3. Estar acima do peso: O peso extra aumenta a pressão na sua bexiga e nos músculos circundantes, o que os enfraquece e permite que a urina vaze quando tossir ou espirrar.
  4. Fumar: O uso de tabaco pode aumentar seu risco de incontinência.
  5. História de Família: Se um familiar próximo tem incontinência, especialmente a incontinência urgente, seu risco de desenvolver a condição é maior.
  6. Outras Doenças: Doença neurológica ou diabetes pode aumentar seu risco de incontinência.

Prevenção da Incontinência Urinária:

A incontinência urinária nem sempre é evitável. No entanto, para ajudar a diminuir o risco:

  1. Mantenha um Peso Saudável.
  2. Pratique os exercícios do assoalho pélvico.
  3. Evite irritantes da bexiga, como cafeína, álcool e alimentos ácidos.
  4. Coma mais fibras, o que pode prevenir constipação, causa de incontinência urinária.
  5. Não fume, ou procure ajuda para parar de fumar.

Drª. Wanessa Matos Dermatologista formou-se em Medicina na Unicamp e na mesma instituição realizou sua residência em Dermatologia, obtendo o título de especialista. Atua nas áreas de dermatologia clínica, cirúrgica e estética. Além disso, é sócio titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia, com registro no Conselho Regional de Medicina e Associação Médica Brasileira.

8 comentários

  • […] que “forra” o órgão por dentro, que chamamos de urotélio. O urotélio está em contato com a urina que se acumula na bexiga para ser […]

  • […] cálculo renal, é uma massa semelhante a pedras que podem-se formar em qualquer local do sistema urinário. Geralmente, a Pedra nos Rins é eliminada através da urina, sem causar sintomas, mas em alguns […]

  • […] não produzem hormônios antidiuréticos suficientes para reduzir a quantidade de produção de urina durante a noite durante a […]

  • […] parasito. Quando há sintomas, o quadro mais comum é a uretrite (inflamação da uretra) levando à dor para urinar e corrimento uretral purulento. Uma complicação pouco comum mas possível é a infecção da […]

  • […] Gonorreia. Este tipo de descarga faz sangramento entre os períodos de tempo. Pode aumentar a incontinência urinária e faz dor […]

  • […] Cirurgias nas vias urinárias; […]

  • […] Dificuldade e ardor em urinar; […]

  • […] Dor ao urinar. […]

Deixe um comentário