Dermatite Seborreica – O que é, Causas, Sintomas e tratamentos

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Dermatite Seborreica – O que é, Causas, Sintomas e tratamentos
4.8 (95.79%) 19 votes

Dermatite Seborreica – O que é, Causas, Sintomas e tratamentos que não devemos ignorar. Além do mais, também conhecida como seborreia e caspa, a dermatite seborreica é uma inflamação cutânea caracterizada pela presença de escamas brancas e amareladas com aspecto oleoso. É mais comum no couro cabeludo, mas pode acometer a face, tronco, sobrancelha, cantos do nariz, entre outros.

dermatite seborreica

Na seborreia, existe um acúmulo maior de sebo em determinadas partes do corpo, onde ocorrem as descamações. É mais comum em homens do que em mulheres e seu aparecimento parece estar relacionado à problemas como estresse e problemas hormonais.

Costuma aparecer após a adolescência, mas também pode se manifestar em bebês recém nascidos. Acredita-se que a seborreia esteja presente em cerca de 18% da população mundial, sendo preocupação de muitas pessoas diariamente.

A condição é muito estigmatizada, pois a liberação de escamas está associada à cabelos sujos no senso comum. Por isso, as pessoas que sofrem desse mal fazem de tudo para se livrar do problema, com medo de sofrerem preconceito. No entanto, a seborreia não é falta de higiene, estando mais relacionada a cada organismo em si do que a fatores externos.

Na maior parte dos casos, a dermatite seborreica causa caspa e uma leve coceira, mas existem também casos em que há a formação de grandes placas inflamatórias por baixo dos fios de cabelo que geram prurido intenso e necessitam tratamento.

Causas da Dermatite Seborreica:

As causas exatas da dermatite seborreia ainda não são conhecidas. Parece ser uma combinação de vários fatores, tais como:

  • Tendência individual (tipo de pele)
  • Estresse
  • Um fungo (Pityrosporum ovale) que vive normalmente na pele
  • Certas condições médicas e medicamentos
  • Tempo frio e seco.

No entanto, sabe-se que a dermatite seborreica não é causada por uma alergia ou falta de higiene.

Sintomas da Dermatite Seborreica:

De forma geral, os sintomas da dermatite seborreica são:

  • oleosidade na pele e no couro cabeludo;
  • escamas brancas que descamam – caspa;
  • escamas amareladas que são oleosas e ardem;
  • coceira, que pode piorar caso a área seja infectada pelo ato de “cutucar” a pele;
  • leve vermelhidão na área;
  • possível perda de cabelo.

Esta dermatite pode ocorrer em diversas áreas do corpo. Normalmente, se forma onde a pele é oleosa ou gordurosa, como couro cabeludo, sobrancelhas, pálpebras, vincos do nariz, lábios, atrás das orelhas e tórax.

Prevenção da Dermatite Seborreica:

Não existe uma forma de prevenir o desenvolvimento ou o reaparecimento da dermatite seborreica. Entretanto, cuidados especiais com a higiene e o uso de xampu adequado ao tipo de cabelo tornam o tratamento mais fácil. É necessário seguir o tratamento correto, o que irá depender da localização das lesões e da intensidade dos sintomas, bem como alterar alguns hábitos e eliminar os fatores reguladores, como má alimentação, tabagismo e consumo de bebida alcoólica.

Dermatite Seborreica causasAlém disso, alguns cuidados podem ajudar na melhora dos sintomas, como não tomar banhos muito quentes; enxugar-se bem antes de se vestir; usar roupas que não retenham o suor (tecidos sintéticos costumam ser contraindicados para quem tem tendência à dermatite seborreica); controlar o estresse físico e mental e a ansiedade; retirar completamente o xampu e o condicionador dos cabelos quando lavar a cabeça.

Tratamento Para Dermatite Seborreica:

Não existe cura para dermatite seborreica. Porém, a tratamentos e a doença pode ser controlada de forma a quase não causar incômodo ao paciente.

Os casos leves, somente com caspa no couro cabeludo, podem ser controlados apenas com shampoo anti-capsa. Há vários tipos de shampoos anti-caspa disponíveis no mercado. A diferença entre eles é o ingrediente ativo. Shampoos com qualquer uma das substâncias abaixo são igualmente eficazes após quatro semanas de uso:

  • Sulfeto de selênio.
    Ciclopirox.
  • Ácido salicílico.
  • Alcatrão.
  • Piritionato de zinco.
  • Cetoconazol (leia: CETOCONAZOL – Pomada, Shampoo e Comprimidos).
  • Clotrimazol.

O shampoo deve ser deixado no cabelo por pelo menos 5 minutos antes de ser enxaguado.

Se não houver melhora com os shampoos tradicionais, ou se as lesões forem muito intensas, uma consulta com o médico dermatologista faz-se necessária. O uso de loções ou shampoos especiais com corticoides pode ser preciso para o controle das lesões.

Nas lesões na face ou tronco, cremes com corticoides e antifúngicos (ex: hidrocortisona + cetoconazol) costumam ser eficientes. Outras opções incluem cremes ou pomadas com pimecrolimos ou tacrolimos.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Ana Karolynne Goncalve

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão(UFMA), CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal do Maranhão(UFMA), Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *