Citomegalovírus – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Revisado por

Bioquímica Farmacêutica pela USP

Especialista do Cura Natural

Citomegalovírus – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos
4.7 (94.68%) 139 votes

Citomegalovírus – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos nesse artigo, você vai tirar todas suas dúvidas sobre esse vírus. Além disso, O citomegalovírus, também conhecido como CMV, é um vírus da mesma família da herpes, que pode causar sintomas como febre, dor de garganta e inchaço na barriga.

Assim como a herpes, esse vírus também está presente na maioria das pessoas, mas só provoca sintomas quando o sistema imune está enfraquecido, como acontece em mulheres grávidas, pessoas com HIV ou em pacientes a fazer tratamento contra o câncer, por exemplo.

Durante a gravidez, esse vírus é detectado através dos exames do pré-natal, mas geralmente é inofensivo e não provoca nenhuma alteração no bebê, principalmente quando a mulher foi infectada ainda antes de engravidar. No entanto, quando a mulher é infectada durante a gestação, o vírus pode causar problemas como microcefalia e surdez no bebê.

O que é Citomegalovírus?

O citomegalovírus (CMV) é um vírus comum que pode infectar a maior parte das pessoas. A maioria das pessoas que tem a doença não percebem, pois o citomegalovírus raramente apresenta sintomas. No entanto, a infecção por esse vírus é preocupante em mulheres grávidas e pessoas com o sistema imunológico deprimido (como quem tem o vírus HIV). O citomegalovírus é da família do vírus da herpes simples.

Causas do Citomegalovírus:

O citomegalovírus pode ser transmitido de diversas formas, por isso o vírus é tão comum. As formas de transmissão são:

  • Pelas vias áreas: através de tosse, espirros, fala e saliva;
  • Sexo desprotegido;
  • Transfusão sanguínea;
  • Contato com objetos como xícaras e talheres, já que o citomegalovírus não se afeta por condições ambientais;
  • Transmissão vertical da gestante para o bebê ou através do leite materno;
  • Uma vez que uma pessoa entra em contato com o vírus, ele permanece no organismo por toda vida, mas só fica ativo em alguns períodos, quando se torna transmissível. Normalmente a ativação;
  • ocorre em pessoas que estão com o sistema imunológico mais fraco.

Quanto transmitido na gestação ele pode causar uma síndrome congênita de citomegalovírus, que traz diversos problemas ao bebê. No entanto, o risco de transmissão é maior quando a mãe entra em contato com o vírus pela primeira vez durante a gravidez. Se ela já tem o vírus no organismo antes, o risco de uma síndrome congênita é menor.

Sintomas do Citomegalovírus:

Quando o vírus afeta uma nova pessoa não há sintomas que demonstrem sua presença no organismo e, por isso, é comum que o paciente só descubra que está infectado quando faz algum exame de sangue específico para o vírus.

No entanto, alguns sintomas podem surgir quando o sistema imunológico está baixo:

  • Febre acima de 38ºC;
  • Dor de garganta;
  • Cansaço excessivo;
  • Inchaço da barriga;
  • Barriga dolorida.

Devido ao risco de provocar malformações no bebê todas as mulheres grávidas devem fazer o exame para detectar o vírus, mesmo sem os sintomas, de forma a iniciar o tratamento, se necessário, para evitar que o vírus afete o bebê.

Diagnostico do Citomegalovírus:

O diagnóstico da infecção pelo citomegalovírus é feito através de exame de sangue específicos, que mostram se existem anticorpos contra o vírus. Quando o resultado do exame traz o resultado reagente CMV IgM, indica que a infecção pelo vírus ainda está no início, mas se o resultado for reagente CMV IgG, significa que o vírus está presente há mais tempo no organismo, permanecendo, então, por toda vida, assim como acontece com a herpes.

Na gravidez, caso o resultado seja reagente CMV IgM a grávida deve iniciar o tratamento com antivirais ou imunoglobulinas, para evitar a transmissão para o bebê. Veja como é feito o tratamento nestes casos.

Tratamento do Citomegalovírus:

Não existe um remédio capaz de eliminar o vírus do organismo e, dessa forma, o tratamento é feito com remédios analgésicos, como o Paracetamol, para aliviar os sintomas como dores de cabeça e febre.

Este tratamento normalmente dura cerca de 14 dias e pode ser feito em casa com o uso dos remédios indicados pelo médico, repouso e ingestão adequada de água.

Porém, em casos especiais, como na gravidez ou quando a infecção está muito desenvolvida, o médico pode receitar o uso de antivirais para reduzir a carga do vírus no corpo, porém não é possível eliminá-lo completamente.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Byanca Stefany

Sou graduada em Ciências Farmaceuticas pela Universidade Federal do Piaui (UFPI), com pós graduação em Fármaco e Medicamentos pela Universidade de São Paulo (USP) mestrado também pela Universidade de São Paulo (USP) na área de Tecnologia Bioquímica Farmacêutica e Doutoranda pela Universidade de São Paulo (USP) na área de Farmácia Fisiopatologista e Toxicologia. Atualmente Trabalho na área de Análise Clinicas, e tambèm atuo no Instituto de Pesquisa de Ciência, tecnologia e Qualidade (ICTQ) e exerço a função de Editor no site "Dicas de Saúde".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *