Capuchinha – O que é, Benefícios e Como Usar

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Capuchinha – O que é, Benefícios e Como Usar
4.7 (93.33%) 3 vote[s]

Capuchinha – O que é, Benefícios e Como Usar de forma correta. Além disso, a Capuchinha proporciona ricos benefícios para aqueles que a consomem. A Capuchinha possui propriedades medicinais, sendo considerada um antibiótico natural. Pertencem à espécie Tropaeolum majus e são conhecidas, popularmente, como chagas, nastúrcio, flor-do-sangue e agrião-do-méxico.

capuchinha

De todas as partes que a Capuchinha possui, apenas três são ricas em propriedades medicinais, são elas: folhas, flores e sementes. Para plantar esta espécie é preciso reservar um ambiente com temperatura amenas, pois ela não tem resistência à climas muito quentes. Deve ser regada todos os dias e adubada frequentemente, para crescer de forma apropriada, podendo alcançar até 3m de altura.

Propriedades da Capuchinha:

Dentre as principais propriedades da Capuchinha estão: expectorante, antibiótica, purgativa, digestiva, antisséptica, desinfetante, diurética, depurativa, sedativa e estimulante.

Seus princípios ativos são: glucotropaeolina, vitamina C, ácidos graxos, flavonoides, glicosídeos, oxalatos, glucosinolatos, óleos essenciais, resinas, pigmentos, substâncias bactericidas, iodo, ferro, enxofre, cálcio, potássio, frutose e glicose. Agora que já conhece as suas propriedades, conheça também os Benefícios da Capuchinha Para Saúde:

Benefícios da Capuchinha Para Saúde:

  • Diante destas propriedades, é possível tratar diversos problemas de saúde como bronquites, tosses com presença de secreção catarral e outros distúrbios pulmonares.
  • O fruto da Capuchinha é formado por três aquênios pequenos, de coloração esverdeadas. toda a planta exala um perfume muito agradável.
  • A Capuchinha é muito indicada para casos de infecções urinárias e retenção de líquidos, já que sua propriedade diurética aumenta a eliminação de líquido do organismo.
  • A planta é eficaz no tratamento de disfunções no estômago, facilitando digestão, aumentando o apetite de quem possui problemas para comer, age como calmante e ainda evita prisão de ventre.
  • Caso seja aplicada diretamente nos cabelos, auxilia na eliminação da caspa e fortalecimento dos fios capilares.
  • É comestível, com sabor fresco e picante, semelhante ao do agrião, podendo as folhas e flores serem consumidas em forma de saladas.
  • Ela tem se mostrado um bom complemento e também ajuda a tratar e prevenir resfriados através de seu efeito antibiótico e suas folhas ricas em vitamina C.
  • As suas folhas e flores ricas em vitamina C, combate bronquites, expectorante. anticatarral, combate queda de cabelos, previne prisão de ventre, bom para pele.

Como Usar a Capuchinha:

Para usar a Capuchinha e usufruir de seus benefícios, use a seguinte proporção de ingredientes: para cada litro de água filtrada, quatro colheres (de sopa) da folhas picadas ou duas colheres (de sopa) das sementes.

Em ambas as situações, o tratamento terá um retorno positivo. Portanto, coloque o líquido no fogo e após a fervura, retire do fogão e acrescente as folhas. Tampe o recipiente e deixe em infusão por 10 minutos. Após o tempo determinado, coe o chá e utilize-o para o fim desejado.

Caso a ideia seja fazer com que a bebida trate problemas internos, você deve ingerir de duas a quatro xícaras por dia. Contudo, se a proposta é cuidar da estética, então, este chá deve ser colocado nos cabelos ou nas regiões da pele. Depois de 15 minutos na área aplicada, basta lavar com água corrente e repetir o processo uma vez por semana.

capuchinha beneficios

Contraindicações e Efeitos Colaterais da Capuchinha:

A Capuchinha pode ter como efeito colateral a irritação gástrica e, se consumida em altas doses pode baixar a pressão sanguínea. Seu consumo é contra indicado em casos de gastrite, hipotireoidismo, insuficiência renal ou cardíaca, gestação e lactação.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Ana Karolynne Goncalve

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão(UFMA), CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal do Maranhão(UFMA), Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *