Dieta e Nutrição Alan Costa

20 benefícios da estévia para saúde!

estévia é uma planta rebaudiana, nativa do Brasil e Paraguai, cujas folhas têm um princípio adoçante natural muito potente, o esteviosídeo. Aqui vamos contar porquê a estévia é uma alternativa natural tão melhor do que o açúcar, quando a questão é se obter um sabor adocicado nos alimentos.

beneficios da estevia

beneficios da estevia

Você já deve ter se dado conta de que existem, nos supermercados, uma série de produtos onde entra a estévia em extrato. O extrato da estévia é um pó branco que adoça imensamente mais do que o açúcar da cana-de-açúcar – de 70 a 400 vezes mais.

Valor nutricional:

  • Poderoso adoçante natural, sendo considerado o açúcar mais poderoso do mundo;
  • Contém poucas calorias;
  • Dificulta a absorção do açúcar durante o processo da digestão, sendo muito benéfico para os diabéticos e para as pessoas que desejam perder peso;
  • Inibe a formação da placa e da cárie dental;
  • Não é tóxica;
  • Não contém ingredientes artificiais;
  • Pode ser usada para cozinhar.

Além da sua capacidade adoçante, a estévia também possui muitas propriedades medicinais. O chá preparado a partir de suas folhas é indicado para os casos de diabetes, hiperatividade, pressão alta, indigestão, candidíase e obesidade. Ademais, é um ótimo tônico salutar para a pele e diminui a necessidade de tabaco, álcool e carboidratos.

Benefícios da estévia para saúde:

1. Efeito adoçante natural:

As folhas cruas da planta estévia são aproximadamente 40 vezes mais doces do que o açúcar e adoçante em pó deles derivados. Isto significa que apenas um pouco de estévia será suficiente para a maioria das suas receitas sem açúcar.

2. Não contem calorias:

O açúcar refinado é muito prejudicial para a saúde, é considerado como um dos cinco venenos brancos. A sacarose contém uma grande quantidade de calorias e existem tantos produtos adoçados com este açúcar que se torna uma tarefa muito difícil tentar evitar-los.

Como um resultado, o índice de pessoas obesas vem aumentando a cada ano. Felizmente, o adoçante de estévia não possui calorias. Apesar de não ser de forma alguma um produto para perda de peso, os benefícios da estévia e seu enorme potencial nesta área são óbvios.

3. Reduz a vontade de comer doce:

Como todos sabemos, o açúcar é viciante. Os adoçantes artificiais como o aspartame ou sucralose podem não ter calorias ou índice glicêmico, mas ainda não ajudam suprimir os desejos por doces açucarados.

Além disso, com o aumento do consumo desses produtos nos últimos, tem sido relatados efeitos secundários negativos​​, que vão desde dores de cabeça e tonturas, a erupções cutâneas e dores de estômago.

O adoçante estévia por sua vez, além de ser natural, pode ajudar a suprimir os desejos por doces sem causar efeitos colaterais.

estevia

estevia

A estévia foi aprovada como adoçante no Japão desde 1970, e agora é o adoçante mais usado lá, com uma quota de mercado superior a 40%, e tudo isso sem nenhum relato de efeitos colaterais.

4. Auxilia na saúde bucal:

Quando o açúcar é consumido, uma camada adesiva de bactérias é formada nos dentes, proporcionando a formação da placa dentária e o aparecimento de cárie a longo prazo.

Os “polióis”, tais como eritritol, maltitol e sorbitol são ingredientes populares na gengiva e pasta de dentes para impedir que as bactérias dentárias não fiquem nos dentes. O adoçante estévia tem os mesmos benefícios dos polióis, e não produz nenhum efeito desagradável ao nosso organismo.

5. Ajudar na dieta:

Os americanos são conhecidos por seu “apetite por doce” e podem consumir até 20 vezes o que é considerado ser uma quantidade razoável de açúcar. Isso tem sido associado como um fator que contribui para o ganho de peso. Bem como em chá e café ou smoothies, uma pequena quantidade pode ser usada em vez de açúcar em receitas, incluindo biscoitos e bolos como uma alternativa de menor caloria.

6. Reduz pressão arterial:

A pressão alta pode levar a muitas doenças graves, incluindo doenças cardíacas e insuficiência renal. O Stevioside é um composto doce presente na estévia, e um estudo recente conduzido na China de 174 pacientes concluiu que, a pressão arterial sistólica e diastólica foi reduzida em pacientes que tomaram Stevioside 3 vezes por dia durante dois anos.

7. Trata diabetes tipo 2:

A diabetes tipo 2 é atualmente uma preocupação global maciça. Ela ocorre quando não é produzida insulina suficiente para o corpo funcionar adequadamente, ou se as células do corpo não reagem à insulina. A diabetes pode causar sérios problemas de saúde, incluindo perda de visão e insuficiência renal.

A estévia foi testada em grupos de pacientes e acredita-se que ela melhorou a produção de insulina, reduzindo o açúcar no sangue em cerca de um quinto, tornando-a útil para pessoas que têm diabetes tipo 2.

8. Contém nutrientes essenciais:

As folhas da estévia contêm uma quantidade surpreendente de vitaminas e minerais, incluindo o zinco, vitamina C e ferro. O corpo precisa de pequenas quantidades de vitaminas, a fim de funcionar corretamente, e o zinco e a vitamina C podem apoiar um sistema imunológico mais forte; e os benefícios dos minerais incluem a construção de ossos e dentes fortes e transformar alimentos digeridos em energia.

Muitos antioxidantes também são encontrados na folha da estévia. Os antioxidantes podem ter muitos benefícios para a saúde, incluindo abrandar o processo de envelhecimento e desempenhar um papel na redução do risco de mal de Parkinson e Alzheimer.

9. Atua com medicina alternativa:

Em sua forma de extrato, a estévia tem sido utilizada por sul-americanos nativos, a fim de tratar feridas infectadas, inchaços nas pernas, e até mesmo como um tônico para tratar a depressão.

10. Melhora densidade óssea:

Foi sugerido, após testes conduzidos em galinhas, que a estévia pode ajudar com a absorção de cálcio no corpo, levando a uma melhoria na densidade óssea.

11. Combate a azia e indigestão:

Certos elementos vegetais presentes na estévia podem aliviar um estômago irritado, assim sendo, um copo do chá morno de estévia poderia ser usado como um auxiliar contra a indigestão. Um copo frio de chá de estévia pode combater a azia.

beneficio da estevia

beneficio da estevia

Este remédio é muito popular no Brasil, Paraguai e Bolívia e algumas pessoas bebem em forma de chá 3 a 4 vezes ao dia para ajudar geralmente com seu processo digestivo.

12. Bom para a pele:

Como também contém antioxidantes, a estévia também é um anti-séptico que pode ajudar com as doenças da pele, incluindo eczema, erupções cutâneas e coceira em geral. Ela pode até mesmo acalmar os lábios rachados.

Ela é suave o suficiente para ser aplicada ao rosto (quer em forma de pasta a partir das folhas ou como algumas gotas do líquido) e pode ser usada como uma alternativa mais barata para o creme anti-rugas.

Outros benefícios da estévia para saúde:

  • Ajudar a regular o apetite, reduzindo a fome;
  • Auxiliar na perda de peso, pois não tem calorias e ajuda a reduzir o desejo por doces;
  • Poder ser utilizada em preparações que serão cozidas ou assadas no forno, pois a estévia se
  • mantém estável em temperaturas de até 200ºC;
  • Ajudar no controle de problemas como diabetes, hipertensão e obesidade.
  • promove a produção de cálcio:
  • Ajuda no metabolismo da glicose:
  • Previne o Diabetes

Contraindicações da estévia:

Embora essa planta ofereça diversos (e importantes) benefícios para a saúde, ela não é recomendada nos seguintes casos:

Indivíduos que sofrem de hipoglicemia (Pouca quantidade de açúcar na corrente sanguínea);

Gestantes (ou com suspeita de gravidez), mulheres que estão amamentando, crianças, hipertensos, pessoas que sofrem de algum problema cardíaco e pessoas que sofrem de diabetes ou problemas nos rins deverão sempre consultar o médico antes de fazer uso de estévia.

Efeitos colaterais:

O consumo exagerado ou inadequado dessa planta e seu respectivo adoçante poderá provocar:

  • Fraqueza muscular;
  • Enjoo;
  • Tontura;
  • Dor;
  • Alterações nos rins.

Curiosidades sobre a estévia:

  • Ainda que os índios guaranis já utilizassem esta planta há muitos séculos, somente em 1908 ela se tornou conhecida por meio de pesquisas científicas realizadas na Alemanha;
  • Um dos usos mais comuns dos povos indígenas para esta planta era utilizá-la para “quebrar” o amargo na erva-mate e também refrescar o hálito;
  • Após as pesquisas feitas na Alemanha e em outros países, esta planta ficou bastante conhecida no mundo, incluindo em países como Coreia, Japão e Tailândia.

Sobre o autor | Website

Sou nutricionista e Personal Trainer. Me formei pela Universidade Federal do Tocantins em 2002, com registro profissional no CRN-4 nº 1509723, tenho especialização em Nutrição Esportiva, Treinamento Físico e treinos Curto de alta intensidade.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.